“Olha que é a sexta substituição! Tens a certeza?”. Erro pode levar à saída de Paulo Fonseca

(dr) AS Roma

Paulo Fonseca, treinador da AS Roma.

Não tivesse a Roma sido eliminada dentro de campo nos ‘oitavos’ da Taça de Itália, a equipa de Paulo Fonseca acabaria por perder o jogo na secretaria, depois de ter feito seis substituições.

O treinador da AS Roma, Paulo Fonseca, protagonizou esta terça-feira um momento insólito, que muita tinta tem feito correr na imprensa internacional. A equipa da capital italiana foi eliminada nos oitavos de final da Taça de Itália pelo modesto Spezia, mas a razão da polémica não está propriamente relacionada com a derrota, mas sim com um erro cometido pela equipa técnica.

O início do jogo foi um presságio do que estaria para acontecer. Aos 15 minutos de jogo, o Spezia já ganhava por 0-2, com golos de Galabinov e Saponara. A equipa comandada por Paulo Fonseca acabaria por recuperar e igual o marcador.

O drama estava guardado já para o fim do encontro. Ao minuto 90+1, Gianluca Mancini foi expulso e, apenas um minuto depois, o guarda-redes Pau López seguiu o mesmo caminho. Em dois meros minutos, a Roma estava reduzida a nove unidades.

Com quatro substituições já feitas, com as entradas de Karsdorp, Veretout, Carles Pérez e Edin Dzeko, a Roma preparava-se para fazer entrar mais dois elementos: Roger Ibañez e Daniel Fuzato. Foi então que se deu o momento insólito da noite.

De dentro do campo ouve-se o clamar do capitão Lorenzo Pellegrini para o banco: “Olha que é a sexta substituição, hã? Tens a certeza?“. A pergunta foi dirigida ao team manager Gianluca Gombar, que se preparava para fazer a troca ilegal.

A substituição acabou mesmo por acontecer, apesar do aviso do médio romano e, não tivesse a Roma sido eliminada nos 120 minutos em campo, a equipa de Paulo Fonseca acabaria por perder o jogo na secretaria.

A falta de profissionalismo da equipa técnica da ‘i Lupi’ não deixou a imprensa italiana indiferente. “O ridículo é inaceitável”, escreveu o conceituado jornal desportivo Gazzetta dello Sport.

No final do jogo, o treinador português assumiu o erro nas substituições. “Se há um problema, temos de discuti-lo internamente. E há um problema”, disse Paulo Fonseca, em declarações à RAI Sport.

“Estamos a atravessar um momento difícil. Queríamos ir mais longe na Taça de Itália, mas não me posso queixar da atitude destes rapazes. Temos de preparar o próximo jogo. As ocasiões que criámos durante os 90 minutos deviam ser suficientes para vencer”, acrescentou.

Esta não é a primeira vez que algo semelhante acontece na AS Roma. O team manager já esteve envolvido numa outra polémica em setembro do ano passado, quando a utilização irregular de Amadou Diawara ditou a derrota frente ao Verona num encontro para a Serie A.

A família Friekin, que detém o clube, reuniu-se com o diretor-geral, o ex-Benfica Tiago Pinto, para decidirem o que fazer. O forte endividamento do clube terá levado a direção a optar pela continuidade do português no cargo, embora a Gazzetta dello Sport escreva que uma derrota no próximo jogo, neste sábado, pode empurrar Paulo Fonseca para a porta de saída.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …

Navalny chega a colónia penal a leste de Moscovo

O principal opositor do Kremlin chegou, este domingo, a uma zona a cerca de 200 quilómetros a leste de Moscovo para ser transferido para uma colónia penal onde vai cumprir a sua pena, informou um …

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …