Encontrada espécie de primata que viveu há 37 milhões de anos

Smokeybjb / Wikimedia

O Microchoerus hookeri é um pequeno primata semelhante ao extinto Archaeolemur edwardsi

O Microchoerus hookeri é um pequeno primata semelhante ao extinto Archaeolemur edwardsi

Investigadores do Instituto Catalão de Paleontologia Miguel Crusafont descobriram perto de Lérida, Espanha, uma nova espécie de primata que vivia nos bosques que cobriam a Europa há 37 milhões de anos.

Esta nova espécie foi descoberta através de mais de 120 restos recuperados perto da povoação de Sossís, um pequeno município da comarca de Pallars Jussà (Lérida, mais de 500 quilómetros a nordeste de Madrid).

A investigação foi publicada no Journal of human Evolution, uma revista de referência na paleontologia em relação à evolução dos primatas.

De acordo com o instituto, trata-se de um primata relativamente pequeno, denominado Microchoerus hookeri.

O sítio arqueológico de Sossís foi descoberto na década de 1940, durante a exploração de uma mina de lignite e, desde então, foram ali encontrados vários restos de mamíferos, entre os quais roedores, marsúpios, carnívoros primitivos, antepassados de cavalos e até quatro tipos diferentes de primatas (Adapis, Microchoerus, Nievesia e Pseudoloris).

Os fósseis que permitiram descobrir a nova espécie provêm de várias campanhas de escavação realizadas por 80 investigadores do Instituto Catalão de Paleontologia (ICP) Miquel Crusafont.

Também foram analisadas peças recuperadas em meados do século passado pela equipa de Miguel Crusafont e que estavam distribuídas entre o ICP e o Museu de História Natural de Basileia, na Suíça, com o qual o paleontólogo colaborava habitualmente.

Como ocorre com todos os representantes do seu grupo, os restos fósseis do Microchoerus hookeri correspondem fundamentalmente a dentes isolados e fragmentos de mandíbulas. Raramente se encontram outros restos do esqueleto, já que são muito mais frágeis que os dentes.

Fragmento de maxilar com dois molares

Fragmento de maxilar com dois molares

No estudo foram analisados até 120 fósseis do Microchoerus, naquela que parece ser a maior amostra de restos deste género em Espanha.

Os representantes deste grupo caracterizam-se por apresentar incisivos superiores e inferiores grandes e caninos relativamente pequenos.

Mas as peças mais características são os molares, que apresentam uma série de dobras de esmalte muito complexos.

No caso dos Microchoerus hookeri, os dentes têm algumas características que não tinham sido encontradas em outras espécies do mesmo género, como a ausência ou medidas muito pequenas de algumas cúspides que aparecem muito desenvolvidas noutras espécies.

“Com base na morfologia dos dentes, interpretamos que tinha uma alimentação à base de fruta e resina”, explicou Raef Minwer-Barakat, autor principal do estudo.

Os investigadores creem que eram animais noturnos, arborícolas, com habilidades para o salto e pequenos, com um peso entre 500 e 800 gramas.

Em futuras investigações, espera-se que sejam encontrados restos do esqueleto que contribuam para melhorar o conhecimento da espécie.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrado vestígio de vida animal mais antigo de sempre

Investigadores da Universidade da Califórnia afirmam ter descoberto o vestígio mais antigo de vida animal conhecido, de formas de vida que existiram há mais de 635 milhões de anos. O estudo publicado esta segunda-feira na revista …

Inundações no sul de França fazem 12 mortos

O número de mortos nas inundações na zona de Carcassonne, na região de Aude, no sudoeste de França, subiu para 12, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades, referindo que há uma pessoa desaparecida. O primeiro-ministro francês, Édouard …

Ursos polares famintos estão a comer baleias (e isso ajuda-os a sobreviver ao aquecimento)

Há mais de um ano, ursos polares reuniram-se num ilha ao largo da costa norte da Sibéria para devorar uma baleia morta. Um estudo recente defende que, no passado geológico, os ursos polares podem ter …

Morreu Paul Allen, cofundador da Microsoft

Paul Allen, cofundador da Microsoft, morreu com 65 anos durante a tarde desta segunda-feira, anunciou a sua empresa, a Vulcan Inc, em nome da família.  Paul Allen tinha retomado recentemente tratamentos contra um linfoma não-Hodgkin, diagnosticado …

Todas as missões da NASA deveriam procurar vida extraterrestre

A procura por sinais de vida alienígena deve fazer parte de todas as missões futuras da NASA. A organização deve expandir o seu leque sobre possíveis sinais extraterrestres, de forma a conseguir identificá-los, aponta um …

Cientistas alcançam a primeira aceleração de eletrões em ondas de plasma

Físicos demonstraram uma nova técnica para acelerar eletrões a energias muito altas em distâncias muito curtas, uma técnica que permitirá alcançar novos avanços na física de partículas a preços mais modestos. O Large Hadron Collider (LHC) …

Casais de ratos do mesmo sexo tiveram crias

Cientistas da Academia Chinesa fizeram nascer crias de ratos de casais do mesmo sexo através de uma nova técnica que utiliza células estaminais modificadas. A nova técnica desenvolvida pelos cientistas chineses mistura células estaminais modificadas que …

Cientistas revertem casos de Diabetes tipo 2

Num novo estudo, cientistas bloquearam a proteína VDAC1 nas células que produzem insulina e conseguiram reverter casos de Diabetes tipo 2. Os investigadores também conseguiram mostrar que é possível prevenir o surgimento da doença. O estudo, …

Brexit. May diz que acordo “ainda é possível”, mas divergência que resta é “frustrante”

A primeira-ministra britânica, Theresa May, admitiu esta segunda-feira que "ainda é possível" um acordo que permita uma saída ordeira do Reino Unido da União Europeia, mas a divergência que resta com Bruxelas é "frustrante. Numa declaração …

Abrandamento económico pode dificultar consolidação orçamental em Portugal

A agência de notação financeira Fitch reconhece a "trajetória firme de descida" da dívida pública portuguesa, mas adverte que o abrandamento da economia e as pressões sobre o investimento poderão dificultar a consolidação orçamental nos …