Eliud Kipchoge completou a maratona em menos de duas horas e fez história

Pela primeira vez na história da maratona um atleta completou a prova em menos de duas horas. Foi Eliud Kipchoge, recordista queniano que passou seis meses a preparar-se intensivamente para este desafio, realizado este sábado em Viena, na Áustria.

Uma hora, 59 minutos e 40 segundos foi a marca estabelecida pelo maratonista de 34 anos, já conhecido pelos seus feitos lendários neste campo.

Mas apesar deste número para os habituais 42.195 quilómetros que os atletas devem percorrer, o recorde fixado não deverá ser considerado oficial nem reconhecido como tal, uma vez que Eliud beneficiou de várias ajudas ao longo do percurso, com Salemon Barega, Matthew Centrowitz, Paul Chelimo, Augustine Choge, López Lomong ou os irmãos noruegueses Ingebrigtsen a contribuírem para o desempenho, a que se junta a proximidade e ritmo pautado pelo carro que abria caminho.

“Nós podemos fazer um mundo mais bonito e mais pacífico”, reagiu, dizendo ainda que estava feliz por ter na assistência a mulher e os três filhos e por ter feito história perante eles. O queniano disse ainda que quer trazer mais positivismo ao desporto.

“Os recordes existem para serem quebrados, então alguém irá tentar bater este, mas fez-se história. É inacreditável”, disse Patrick Sang, treinador de Eliud Kipchoge. “Ele inspirou-nos a todos e mostrou que podemos ir além dos nossos limites na vida. Fizeste história”, disse também, dirigindo-se ao seu atleta.

“Tudo esteve perfeitamente certo. No desporto, é um desafio para os atletas mais jovens. Para a humanidade, seja em que nível estejamos podemos passar sempre para o próximo nível”, frisou.

O recorde agora fixado na capital austríaca segue-se depois de Kipchoge acumular já no seu currículo desportivo quatro vitórias na maratona de Londres.

Em abril, bastaram-lhe duas horas, dois minutos e trinta e sete segundos para ganhar a prova — 18 segundos à frente de Mosinet Geremew. Mas o resultado não era o melhor tempo de Kipchoge, que era, até aqui, o melhor resultado de todos os tempos: duas horas, um minuto e trinta e nove segundos feitos em setembro de 2018 na Maratona de Berlim. Nessa prova bateu o recorde mundial por 78 segundos — a maior diferença em cinquenta anos.

“É diferente correr em Berlim e correr em Viena. Correr em Berlim é para vencer e bater um recorde mundial, Viena é como ir à Lua”, afirmou o queniano, campeão do mundo dos 5000 em 2004 e vencedor das maratonas de Chicago, Londres e Berlim.

Desde que se mudou para a maratona, em 2013, o homem treina 300 dias por mês, está longe da mulher e dos três filhos, conquistou dez das onze provas em que correu, e a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (2016). Antes a carreira brilhara menos nas provas de 5 mil metros: recebeu a prata e o bronze olímpicos, respetivamente em Beijing (2008) e em Atenas (2004), mas não foi chamado para a equipa do Quénia nos Jogos Olímpicos de Londres (2012).

ZAP //

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Não entendo todo este sensacionalismo e o recorde nem sequer é homologado devido aos truques utilizados: várias lebres e mais um veículo à frente dele a diminuir a resistência do ar. Parece que o “crime” compensa. Os truques usados foram quase uma forma de doping.

RESPONDER

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …