Eleições gerais em Espanha: 37 milhões escolhem hoje o novo Governo

Javier Etxezarreta / EPA

Espanha vai a votos, naquela que será a terceira eleição legislativa em menos de quatro anos. O avanço da extrema-direita, a persistente crise na Catalunha, a economia e o desemprego marcam as eleições deste domingo.

Os socialistas do PSOE são os favoritos nas eleições gerais que se realizam este domingo em Espanha, mas longe de conseguirem a maioria absoluta, numa consulta em que se espera a irrupção do partido de extrema-direita Vox.

Quase 37 milhões espanhóis podem exercer o seu direito de voto das 09h00 (08h00 em Lisboa) até às 20h00 (19h00) para escolher os 350 deputados e 208 senadores das Cortes Gerais, havendo ainda eleições para o parlamento regional na Comunidade Valenciana.

As sondagens dão conta de um sistema político muito fragmentado com cinco partidos a terem mais de 10% das intenções de voto, o que dificultará as negociações para encontrar uma solução governativa estável.

O PSOE lidera as sondagens com cerca de 30%, seguido do PP (Partido Popular, direita) com quase 20% e um grupo de três partidos entre 10 e 15%: Cidadãos (direita liberal), Unidas Podemos (extrema-esquerda) e Vox (extrema-direita).

A fragmentação partidária e a percentagem elevada de indecisos detetada pelos estudos de opinião, cerca de 40%, dificultam muito qualquer análise sobre as várias possibilidades pós-eleitorais.

Segundo dados do Ministério do Interior (Administração Interna) espanhol, haverá mais de 92.000 agentes de diversos corpos de polícia a vigiar o ato eleitoral, assim como o reforço das medidas antiterroristas e um plano especial para impedir os ciberataques.

Risco de instabilidade política

Em menos de quatro anos, esta é a terceira vez que os espanhóis vão às urnas, pelo que o risco de uma paralisação política permanece elevado. Apesar de as sondagens apontarem para a vitória do presidente do governo, Pedro Sánchez, o PSOE não terá maioria para governar sozinho.

Ora, Sánchez terá de procurar uma aliança com a esquerda radical do Podemos e com os partidos regionais, como os separatistas catalães e os nacionalistas basco. Uma outra opção seria uma aliança com o Cidadãos, de centro-direita liberal, que afirma publicamente o seu desejo de afastar Sánchez do poder. Sánchez não afasta esta hipótese.

As sondagens, no entanto, consideram improvável que Cidadãos, PP e o partido de extrema-direita Vox alcancem uma maioria de governo.

O avanço da extrema-direita

Espanha está sem presença substancial da extrema-direita desde a morte do ditador Francisco Franco, em 1975. Contudo, pode registar um grande avanço do Vox, um partido com discurso ultranacionalista, que tem entre os seus candidatos generais da reserva defensores do franquismo.

O partido era praticamente inexistente nas sondagens há 12 meses. Contudo, em dezembro, conquistou 11% dos votos nas eleições regionais na Andaluzia, ajudando o PP e o Cidadãos a desalojar do poder os socialistas. O Vox surpreendeu, e continua a surpreender, o tabuleiro político do país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cortaram a água nas instalações da Tesla na Alemanha. Havia contas por pagar

A empresa pública alemã WSE cortou (e já restabeleceu) o fornecimento de água nas instalações da Tesla em Grünheide, onde nascerá a primeira gigafactory europeia da empresa, devido à falta de pagamento das contas. Na semana …

Trabalhadores remotos estão a encher pequenas cidades (que agora têm os problemas das grandes)

A pandemia de covid-19 está a levar a um novo fenómeno: a migração para "comunidades de passagem" - pequenas cidades próximas a grandes terras e estações de esqui - à medida que mais pessoas começam …

EUA vão retirar Sudão da "lista negra" de países apoiantes do terrorismo

O Sudão vai ser retirado da lista de países apoiantes do terrorismo, anunciou na segunda-feira o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, numa medida que permitirá ao país africano voltar a ter acesso a …

Trump testou positivo à covid-19 e Fauci não ficou nada surpreendido

Anthony Fauci, o principal especialista norte-americano em doenças infeciosas, revelou esta semana que não ficou nada surpreendido com o facto de o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter testado positivo à covid-19.  Em entrevista ao …

Benfica castigado com um jogo de interdição da Luz

O Benfica foi punido com um jogo de interdição do Estádio da Luz e uma multa de 10.200 euros pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), por apoio a claques não …

Homem muda a matrícula do carro para ficar "invisível", mas acaba com multas pendentes de 12 mil dólares

Um especialista em segurança cibernética norte-americano, conhecido como Droogie, trocou a matrícula do seu carro e pôs em prática um plano para tentar tornar o veículo indetetável nos leitores de matrículas e sistemas de bilhetes. …

Fenprof diz que já são mais de 330 as escolas com casos positivos

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) anunciou que já são mais de 330 as escolas em que confirmou existirem casos de covid-19 e acusou o Ministério da Educação de “esconder informação” solicitada a este propósito. Os …

Boeing 737 Max novamente seguro para voar, diz regulador europeu

O 737 Max da Boeing, avião suspenso desde março de 2019 devido a dois acidentes que resultaram na morte de 346 pessoas, é novamente seguro para voar, afirmou o diretor executivo da Agência Europeia para …

Nenhum deputado quis fazer o parecer sobre lei da Stayaway Covid

A comissão de Assuntos Constitucionais viveu esta terça-feira momentos de boa disposição quando nenhum deputado se voluntariou para fazer um parecer sobre a proposta de lei do Governo para tornar obrigatória a aplicação Stayaway Covid. Apesar …

Instagram investigado na Irlanda pela gestão de dados dos utilizadores menores de idade

A comissão que regula a proteção de dados irlandesa abriu em setembro dois inquéritos à rede social Instagram, com base na gestão de dados dos utilizadores menores de idade daquela rede social. A Comissão de Proteção …