Elefantes têm um “arsenal” de mecanismos genéticos de defesa contra o cancro

Os elefantes possuem várias cópias extra de genes associados à supressão de tumores, concluiu uma nova investigação da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos, que dá ainda conta que este “arsenal” de mecanismos de defesa genética  pode explicar porque é que estes animais raramente padecem de cancro.

O facto de a maioria dos mamíferos ser propensa ao cancro, mas esse não ser o caso dos elefantes tem inquietado os cientistas. Até porque os elefantes reúnem dois dos fatores associados ao desenvolvimento de células cancerígenas: são enormes – têm 100 vezes o número de células do Homem – e vivem vidas longas.

Um animal de grandes dimensões tem uma maior probabilidade de desenvolver mutações genéticas, que fazem com que as células individuais se reproduzam mais rapidamente. Por isso, a resistência dos elefantes à proliferação de células cancerígenas tem sido um “mistério” para a comunidade científica.

De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica eLife, os elefantes desenvolveram uma série de genes de supressão de tumor que, tal como o nome indica, afastam as células tumorais.

Os cientistas frisam, contudo, que este mecanismo não é exclusivo dos elefantes: a duplicação de genes supressores de tumor é bastante comum entre outros mamíferos que são parentes vivos ou já extintos dos elefantes, como é o caso da toupeira-dourada-do-Cabo e os musaranhos, um insetívoro de nariz comprido.

A investigação sugere que as capacidades de supressão tumoral precedem ou coincidiram com a evolução de corpos excecionalmente grandes, facilitando o seu desenvolvimento.

“Espera-se que, à medida que se obtém um corpo realmente grande, que o seu fardo associado ao cancro aumente, porque corpos grandes têm mais células (…) O facto é que isso não é verdade entre as espécies – um paradoxo de longa data no seio da medicina evolutiva e na biologia – indica que a evolução encontrou uma forma de reduzir o risco de cancro”, explicou Vincent Lynch, professor assistente do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade de Buffalo e co-autor do estudo, citado em comunicado.

Na nova investigação, continuou, a equipa explorou a forma como os “elefantes e os seus parentes vivos e extintos evoluíram para se tornarem resistentes ao cancro“.

“Temos investigações anteriores sobre o TP53, um supressor de tumor bem conhecido. Desta vez, dissemos: ‘Vamos apenas ver se todo o genoma do elefante inclui mais cópias de supressores de tumor do que o esperado’. A tendência é geral? Ou a tendência é específica para um gene?”, explicou, sintetizando: “Descobrimos que era geral: os elefantes têm muitas, muitas e muitas cópias extras de genes supressores de tumor, e todos estes contribuem um pouco, muito provavelmente, para a resistência ao cancro”.

Sara Silva Alves, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Harry Kane a caminho do Manchester City por 187 milhões de euros

A confirmar-se este valor, esta será a segunda maior transferência da história, superada apenas pela saída de Neymar do Barcelona para o PSG em 2017. Segundo avança o The Sun, Harry Kane está mesmo a caminho …

Benfica fez sondagem por Kaio Jorge

O jovem ponta-de-lança estará a ser cobiçado pelos italianos do AC Milan, mas os encarnados também não quiseram ficar para trás. De acordo com o jornal Record, o Benfica fez uma sondagem por Kaio Jorge, o …

Governo propõe que avós ou tios possam usufruir de licença parental

O Executivo propôs aos parceiros sociais que, quando a mãe ou o pai de uma criança estão impedidos de gozar a licença parental, os familiares diretos, como avós, tios ou irmãos, possam fazê-lo e receber …

"Jogo de passa-culpas". Detenção de Vieira abre guerra entre Novo Banco e Fundo de Resolução

O Novo Banco acusa o Fundo de Resolução pelo facto de a venda da dívida da Imosteps, empresa de Luís Filipe Vieira, não ter sido vendida isoladamente a um fundo. A detenção de Luís Filipe Vieira …

Santa Clara vence na Macedónia do Norte e está mais perto da Europa

O Santa Clara venceu hoje por 3-0 na visita ao Shkupi, em jogo da primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Conferência Europa, disputado em Skopje, na Macedónia do Norte. No estádio Arena Nacional Todor Proeski, …

Testes e certificados covid falsos à venda na Internet

Existem cada vez mais casos de venda ilícita de testes negativos e certificados covid. Alguns documentos estão à venda na Internet por 21 euros. Com a obrigatoriedade de apresentar testes negativos à covid-19 ou certificados de …

Sporting quer faturar até 35 milhões de euros com Jovane e Matheus Nunes

O Sporting quer faturar em grande com as vendas de Jovane Cabral e Matheus Nunes. Os 'leões' esperam conseguir uma verba entre os 28 e os 35 milhões de euros pelos dois jogadores. Esta pode ter …

Programa para aumentar notas em escolas de contextos desfavorecidos falha em toda a linha

A investigação, para além de comparar notas internas e notas de exames nacionais de escolas públicas de contexto desfavorecidas com as restantes, debruçou-se também sobre campos como as taxas de retenção, as desistências, os “chumbos” …

Vacinas da Janssen vão atrasar em agosto. Irão chegar apenas 200 mil

Portugal vai receber apenas 200 mil das 600 mil vacinas da Janssen previstas para agosto, anunciou o coordenador do plano de vacinação contra a covid-19, que diz esperar ter 70% da população com vacinação completa …

Descoberta a última refeição do Homem de Tollund, a múmia do pântano da Dinamarca

Uma equipa de investigadores recorreu a tecnologia de ponta para descobrir a última refeição do Homem de Tollund, uma múmia do pântano, da Dinamarca. O Homem de Tollund é o cadáver de um homem naturalmente mumificado …