Ébola vai explodir nas próximas três semanas

Sir Sabbhat / Flickr

-

A Libéria, já o país africano mais afetado pela epidemia do vírus Ébola, deverá ver-se a braços com “muitos milhares de novos casos” nas “próximas três semanas”, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em comunicado, a organização internacional refere que “o número de novos casos está a aumentar exponencialmente” na Libéria, onde se registaram já metade das infecções com vírus Ébola e metade das duas mil mortes contabilizadas até agora.

A OMS alerta os parceiros internacionais que estão a tentar ajudar a Libéria para a necessidade de se prepararem para “aumentar os esforços actuais em três ou quatro vezes“.

Os países mais afectados pelo surto do vírus na África Ocidental (entre os quais estão também Guiné-Conacri e Serra Leoa, e, em menor grau, Nigéria e Senegal) estão entre os mais pobres do mundo, com infraestruturas médicas deficitárias.

Antes da chegada do Ébola, a Libéria, por exemplo, tinha apenas um médico para cada cem mil pessoas. Agora, com 152 peritos sanitários infectados com o vírus e 79 mortos, a percentagem piorou ainda mais.

“O número de novos casos está a aumentar muito mais rapidamente do que a capacidade de os gerir em centros específicos para tratamento”, destaca a OMS.

“Não há camas livres para tratamento do Ébola em lado nenhum do país”, descreve a organização, explicando que, quando os doentes “não têm escolha senão regressarem às suas casas e comunidades”, outras pessoas serão “inevitavelmente infetadas”.

Como se transmite o Ébola

A OMS refere ainda que os táxis estão a transformar-se na principal fonte de transmissão do vírus, pois transportam muitos passageiros e não são desinfetados após cada utilização.

O vírus Ébola transmite-se por contacto direto com sangue, fluidos ou tecidos de pessoas ou animais infetados, provocando febres hemorrágicas que, na maioria dos casos, são fatais.

O contacto direto com outras pessoas ou cadáveres infetados tem sido o grande veículo de transmissão do vírus, para o qual não existe tratamento nem vacina.

Este cenário faz do Ébola um dos mais mortais e contagiosos vírus para os seres humanos, com uma taxa de mortalidade a rondar os 90 por cento.

O último balanço do mais recente surto do vírus contabiliza mais de dois mil mortos entre os 3.500 casos já registados na Guiné-Conacri, Serra Leoa, Libéria, Senegal e Nigéria.

O Ébola tem fustigado o continente africano regularmente desde 1976, sendo o atual surto o mais grave desde então.

A Organização Mundial da Saúde decretou, no dia 8 de agosto, o estado de emergência de saúde pública mundial e a União Africana deverá definir hoje uma estratégia à escala continental para combater a epidemia.

ArteDJOR / Agência Brasil

-

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. 1300 mortes em 2200 casos representa uma taxa de letalidade (e não de mortalidade) de 59 %. a taxa de mortaliadade será 1300 mortes em 20000000 de cidadãos corresponde a uma taxa de mortalidade 0.0065%. Numeros elevados, claro. Mas vamos ser corretos nas informações.

RESPONDER

Novo relatório aponta possível causa para número anormal de doenças causadas pelo vaping

Um novo relatório vem confirmar que o acetato de vitamina E encontrado em muitos produtos utilizados pelos vapers pode ser o responsável pelos problemas de saúde. O ano de 2019 ficou marcado por várias doenças e …

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

O ex-futebolista internacional português, que se evidenciou ao serviço do Benfica nas décadas de 40 e 50 do século passado, morreu este domingo, um dia depois de completar 97 anos. "Foi com profunda tristeza e pesar …

Milhares de manifestantes voltam às ruas de Hong Kong

A polícia de Hong Kong deteve, este domingo, onze pessoas e apreendeu várias armas, incluindo uma pistola, pouco antes do início de uma manifestação convocada para a cidade, para a qual se espera uma forte …

Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão …

Coreia do Norte anuncia "teste muito importante" em local de lançamento de mísseis

A Coreia do Norte anunciou ter realizado um "teste muito importante" no local de lançamento de mísseis de longo alcance, defendendo que terá um efeito fundamental na futura posição estratégica do país. A Agência Central de …

Balas que assassinaram John F. Kennedy preservadas em modelo 3D

A partir do próximo ano, os Arquivos Nacionais dos Estados Unidos vão disponibilizar, no seu catálogo online, imagens 3D das balas que assassinaram o antigo presidente norte-americano John F. Kennedy. Para criar os modelos das …

Pela primeira vez, neurónios artificiais foram criados para curar doenças crónicas

Uma equipa de investigadores conseguiu recriar as propriedades biológicas dos neurónios em chips, que podem ser úteis ajudar na cura de doenças neurológicas crónicas. Naquele considerado um feito única na ciência, investigadores da Universidade de Bath …

Cientistas encontram uma relação negativa "muito forte" entre inteligência e religiosidade

Uma equipa de investigadores sugere que pessoas religiosas tendem a ser menos inteligentes do que pessoas sem crenças religiosas. O estudo tem gerado uma grande controvérsia. A religião é um tema forte, capaz de juntar ou …

Descoberta nova espécie de tubarão pré-histórico que podia chegar aos sete metros

Uma nova espécie de tubarão pré-histórico foi descoberta no Kansas, nos Estados Unidos. Este predador podia crescer até quase sete metros de comprimento. De acordo com a revista Newsweek, Kenshu Shimada, da Universidade DePaul, e Michael …

Conhecido medicamento para diabetes pode conter um carcinógeno

A Food and Drug Administration, agência federal e reguladora do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, está a testar amostras de metformina, um medicamento para diabetes que pode conter o carcinógeno N-Nitrosodimetilamina …