Drones vão sobrevoar a Amazónia em busca de civilizações antigas

Cientistas britânicos vão usar um drone para sobrevoar a Amazónia brasileira e procurar vestígios de civilizações antigas.

O avião não-tripulado que será enviado para a região é equipado com um laser que analisa e procura por áreas onde podem ter existido construções há milhares de anos.

O objetivo do projeto é determinar qual era o tamanho destas comunidades milenares e até que ponto estas alteraram a paisagem local.

O projeto, uma parceria entre agências e instituições do Brasil e da Europa, já conseguiu um financiamento de 1,7 milhões de euros do Conselho Europeu de Investigação.

Dependendo dos dados obtidos, estes também podem ser usados para a elaboração de políticas de exploração sustentável da floresta.

No entanto, a questão mais importante é tentar compreender a escala e as atividades das populações que viveram na Amazónia no final do período antes da chegada dos europeus à América, ou seja, os últimos 3 mil anos antes de 1490.

Padrões no solo

A equipa internacional vai tentar encontrar na Amazónia desenhos geométricos grandes feitos no chão, os chamados geoglifos.

Mais de 450 destes geoglifos, em vários formatos geométricos, foram encontrados em zonas onde ocorreu desflorestação.

Até hoje, ninguém sabe exatamente o que estes círculos, quadrados e linhas representam – há indícios de que fossem centros cerimoniais. No entanto, o que se sabe é que eles são indícios de um comportamento coletivo.

“Existe um debate acalorado na arqueologia do Novo Mundo”, afirmou José Iriarte, da Universidade de Exeter, no Reino Unido.

“Enquanto alguns investigadores acreditam que a Amazónia foi habitada por pequenos grupos de caçadores-coletores ou por pequenos grupos de cultivavam apenas para a própria subsistência, com um impacto mínimo no meio ambiente, e que a floresta manteve-se intocada por milhares de anos, existem cada vez mais indícios que mostram que pode não ser o caso.”

“Estas provas sugerem que a Amazónia poderá ter sido habitada por sociedades grandes, numerosas, complexas e hierárquicas que tiveram um grande impacto no meio ambiente; o que nos chamamos de ‘hipótese do parque cultural‘”, disse o cientista à BBC.

Drone e satélite

O projeto de José Iriarte prevê que um drone sobrevoe algumas áreas da floresta que servirão de amostra.

Um laser acoplado ao drone vai procurar os geoglifos escondidos nas regiões ainda não desmatadas.

Parte da luz deste laser, chamado de lidar (“light-activated radar”, ou radar ativado pela luz) consegue ultrapassar a barreira das folhas das árvores.

Serão feitas várias inspeções e se a existência dos geoglifos for confirmada os investigadores vão tentar determinar mudanças específicas que foram deixadas no solo e na vegetação pelos antigos habitantes.

Estas “impressões digitais” poderão ser então identificadas através de imagens de satélites, possibilitando eventuais buscas em áreas mais alargadas da Amazónia, maiores do que com o pequeno drone.

 

A partir deste projeto será possível então avaliar como a exploração da Amazónia pode ser gerida de forma sustentável. Segundo Iriarte, não é possível especular quais seriam as mudanças futuras aceitáveis na Amazónia se não existir uma compreensão completa de como a floresta foi alterada no passado.

“Queremos ver quais são as marcas humanas na floresta para então formar uma política de exploração, já que existe a possibilidade de que a biodiversidade que queremos preservar seja o resultado de uma manipulação no passado desta mesma floresta”, explicou.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não é de agora que muitos Paises tem demasiado interesse na AMAZONIA e não é de se estranhar .São demasiadas riquezas e uma imensidão de agua também. Pena que o homem esta acabando com tudo e no ritimo que vai o desmatamento não vai demorar por virar um deserto. Tenho pena !!!!!!!!!!!!!

RESPONDER

Consumo excessivo de álcool afeta o sistema nervoso (e aumenta a ansiedade)

Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde concluíram que o consumo repetitivo de álcool afeta diretamente células imunes do sistema nervoso central, que eliminam parte da comunicação entre os neurónios, e provoca o …

Afinal, os tubarões-baleia macho não são os maiores peixes dos oceanos

Um novo estudo revela que, afinal, os tubarões-baleia machos não são os maiores peixes do oceano. As fêmeas crescem continuamente muito depois de os machos pararem, atingindo tamanhos maiores - ainda que demorem mais tempo …

Exército norte-americano usou fundos de emergência covid-19 para comprar armas

O exército dos Estados Unidos utilizou fundos de emergência aprovados pelo Congresso especificamente para combater a covid-19 para comprar armas, denuncia esta semana o jornal norte-americano The Washington Post. O caso remonta a março passado, …

Carpinteiros usam técnica medieval na reconstrução de Notre Dame

A reconstrução de Notre Dame - que se prevê estar concluída no prazo de cinco anos - continua a avançar e os carpinteiros usaram técnicas medievais para erguer uma estrutura na fachada do monumento. A Catedral …

Durante um ano e meio, uma aldeia inteira perdeu a Internet todos os dias à mesma hora (e já se sabe porquê)

Durante 18 meses, os residentes de uma vila no País de Gales perderam a Internet todos os dias à mesma hora. Agora, engenheiros identificaram o motivo: uma televisão em segunda mão que emitia um sinal …

Gado na UE produz 704 milhões de toneladas de CO2 (mais do que todos os transportes juntos)

De acordo com uma nova análise da Greenpeace, animais de criação como vacas, porcos e outros, estão a emitir mais gases com efeito de estufa na Europa do que todos os transportes juntos. Na última década, …

É distraído e está sempre a perder a carteira? A Cashew Smart Wallet é para si

Uma simples carteira pode vir a melhorar os seus dias. A Cashew Smart Wallet é dotada de uma tecnologia de bluetooth que permite proteger os seus bens e ainda o ajuda caso a perca por …

Desportivo das Aves SAD desiste do Campeonato de Portugal

O Desportivo das Aves SAD vai abdicar da participação no Campeonato de Portugal (CdP), após ter falhado as negociações com o Perafita para utilizar as instalações do clube de Matosinhos. "As inscrições fechavam ontem [terça-feira] e …

Celebridades doam dinheiro para pagar dívidas a ex-presos impedidos de votar nos EUA

O bilionário Michael Bloomberg, o cantor John Legend e o basquetebolista LeBron James são algumas das celebridades que estão a doar dinheiro para pagar dívidas de ex-presidiários da Florida, impedidos de votar nas próximas eleições …

No debate sobre o Plano de Recuperação, evocou-se Sócrates e Passos

O líder do PSD questionou o primeiro-ministro se pretende "fomentar o desemprego" com o aumento do salário mínimo. O chefe do Governo manifestou-se "completamente perplexo". Na abertura do debate sobre o Plano de Recuperação e Resiliência, …