Drones vão sobrevoar a Amazónia em busca de civilizações antigas

Cientistas britânicos vão usar um drone para sobrevoar a Amazónia brasileira e procurar vestígios de civilizações antigas.

O avião não-tripulado que será enviado para a região é equipado com um laser que analisa e procura por áreas onde podem ter existido construções há milhares de anos.

O objetivo do projeto é determinar qual era o tamanho destas comunidades milenares e até que ponto estas alteraram a paisagem local.

O projeto, uma parceria entre agências e instituições do Brasil e da Europa, já conseguiu um financiamento de 1,7 milhões de euros do Conselho Europeu de Investigação.

Dependendo dos dados obtidos, estes também podem ser usados para a elaboração de políticas de exploração sustentável da floresta.

No entanto, a questão mais importante é tentar compreender a escala e as atividades das populações que viveram na Amazónia no final do período antes da chegada dos europeus à América, ou seja, os últimos 3 mil anos antes de 1490.

Padrões no solo

A equipa internacional vai tentar encontrar na Amazónia desenhos geométricos grandes feitos no chão, os chamados geoglifos.

Mais de 450 destes geoglifos, em vários formatos geométricos, foram encontrados em zonas onde ocorreu desflorestação.

Até hoje, ninguém sabe exatamente o que estes círculos, quadrados e linhas representam – há indícios de que fossem centros cerimoniais. No entanto, o que se sabe é que eles são indícios de um comportamento coletivo.

“Existe um debate acalorado na arqueologia do Novo Mundo”, afirmou José Iriarte, da Universidade de Exeter, no Reino Unido.

“Enquanto alguns investigadores acreditam que a Amazónia foi habitada por pequenos grupos de caçadores-coletores ou por pequenos grupos de cultivavam apenas para a própria subsistência, com um impacto mínimo no meio ambiente, e que a floresta manteve-se intocada por milhares de anos, existem cada vez mais indícios que mostram que pode não ser o caso.”

“Estas provas sugerem que a Amazónia poderá ter sido habitada por sociedades grandes, numerosas, complexas e hierárquicas que tiveram um grande impacto no meio ambiente; o que nos chamamos de ‘hipótese do parque cultural‘”, disse o cientista à BBC.

Drone e satélite

O projeto de José Iriarte prevê que um drone sobrevoe algumas áreas da floresta que servirão de amostra.

Um laser acoplado ao drone vai procurar os geoglifos escondidos nas regiões ainda não desmatadas.

Parte da luz deste laser, chamado de lidar (“light-activated radar”, ou radar ativado pela luz) consegue ultrapassar a barreira das folhas das árvores.

Serão feitas várias inspeções e se a existência dos geoglifos for confirmada os investigadores vão tentar determinar mudanças específicas que foram deixadas no solo e na vegetação pelos antigos habitantes.

Estas “impressões digitais” poderão ser então identificadas através de imagens de satélites, possibilitando eventuais buscas em áreas mais alargadas da Amazónia, maiores do que com o pequeno drone.

 

A partir deste projeto será possível então avaliar como a exploração da Amazónia pode ser gerida de forma sustentável. Segundo Iriarte, não é possível especular quais seriam as mudanças futuras aceitáveis na Amazónia se não existir uma compreensão completa de como a floresta foi alterada no passado.

“Queremos ver quais são as marcas humanas na floresta para então formar uma política de exploração, já que existe a possibilidade de que a biodiversidade que queremos preservar seja o resultado de uma manipulação no passado desta mesma floresta”, explicou.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não é de agora que muitos Paises tem demasiado interesse na AMAZONIA e não é de se estranhar .São demasiadas riquezas e uma imensidão de agua também. Pena que o homem esta acabando com tudo e no ritimo que vai o desmatamento não vai demorar por virar um deserto. Tenho pena !!!!!!!!!!!!!

RESPONDER

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …

Desaparecimentos, mistérios e lendas. O Triângulo do Alasca pode ser mais perigoso do que o das Bermudas

Milhares de pessoas desaparecem todos os anos no estado norte-americano do Alasca, fazendo lembrar as histórias do Triângulo das Bermudas, onde aviões e navios desapareceram sem deixar rastro. De acordo com a revista The Atlantic, três …

Descobertas sete novas aranhas-pavão. E uma parece um quadro de Van Gogh

Foram encontradas sete novas espécies de aranha do género Maratus. E há uma que se destaca por se parecer com "A Noite Estrelada", famoso quadro de Vincent Van Gogh. Nos últimos anos, as aranhas-pavão (do género Maratus) …

Estado de emergência no México suspende produção de cerveja Corona

Nem toda a publicidade é boa publicidade. Que o diga a cerveja mexicana Corona que, em tempos de pandemia, partilha o nome com o vírus de que já ninguém quer ouvir falar. Segundo o jornal The …

Gás natural pode transformar Moçambique no "Qatar de África" (se os jihadistas deixarem)

A descoberta de gás natural em Moçambique é vista como uma grande esperança para o país que, à boleia dos avultados investimentos que está a receber de grandes multinacionais, sonha tornar-se no "Qatar de África". …

Afinal, os 1.000 ventiladores doados por Elon Musk podem não ser completamente inúteis

Elon Musk, CEO da Tesla, doou mil ventiladores do tipo errado a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Agora, afinal, os ventiladores vão poder ser usados em casos de …

Cientistas preveem quatro grandes furacões no Atlântico em 2020

Cientistas da Universidade Estadual do Colorado, nos Estados Unidos, preveem que se formem quatro grandes furacões no Oceano Atlântico em 2020. De acordo com os especialistas, estes quatro furacões serão de categoria 3 a 5 na …

Neymar doa 870 mil euros para luta contra a pandemia no Brasil

O futebolista internacional brasileiro Neymar doou cerca de 870 mil euros para a luta contra a pandemia covid-19 no seu país, revelou esta sexta-feira o canal SBT. Segundo a estação de televisão brasileira, o contributo de …

França confiscou quatro milhões de máscaras destinadas a Espanha e Itália

As autoridades francesas apreenderam quatro milhão de máscaras que uma empresa sueca transportava da China para a Espanha e Itália no início do mês. A disputa diplomática foi revelada na quarta-feira pela revista francês L'Express. Segundo …

Sobe para 52 o número de elementos da PSP infetados

Subiu esta sexta-feira para 52 o número de elementos da PSP infetados com covid-19, revelou esta força de segurança, dando conta que está a ser assegurado apoio psicológico a todos os polícias com 30 profissionais. Em …