“Dormir sobre o assunto”. Afinal, a expressão faz sentido (e foi cientificamente provada)

Chill Mimi / Flickr

A expressão “dormir sobre o assunto” provou ser um conselho válido e cientificamente sólido, segundo um estudo recente que mediu as mudanças na atividade cerebral das pessoas e as respostas antes e depois de uma sesta.

Segundo um estudo recente, cujos resultados foram publicados no Journal of Sleep Research, podemos confiar plenamente na expressão “dormir sobre o assunto”. Afinal, o um período de sono pode mesmo ajudar-nos a pesar os prós e os contras e até a obter uma visão ponderada antes de tomarmos uma decisão.

A investigação, liderada por cientistas da Universidade de Bristol, centrou-se em compreender de que forma um curto período de sono nos pode auxiliar a processar informações inconscientes e de que modo isso afeta o nosso comportamento e tempo de reação.

As descobertas apontam ainda para os benefícios da tão aclamada sesta no que diz respeito à função cognitiva do cérebro. Mesmo durante breves episódios de sono, o nosso cérebro não pára: processamos informações de que não temos consciência até mesmo a dormir.

Dezasseis participantes de várias idades participaram na experiência, através da realização de duas tarefas – a tarefa principal “mascarada” e uma tarefa de controlo em que os participantes tinham de responder cada vez que viam um quadrado vermelho ou azul numa tela. Os participantes executavam as tarefas e, depois disso, ou ficavam acordados ou dormiam uma sesta de 90 minutos antes de executar as tarefas novamente.

No fundo, os cientistas esconderam as informações, apresentando-as muito brevemente (nunca sendo conscientemente percebidas) e mascarando a tarefa principal. No entanto, a informação oculta foi processada num nível subliminar dentro do cérebro.

Através de um exame EEG, que mede a atividade elétrica produzida naturalmente no cérebro, os investigadores mediram a mudança na atividade cerebral e a consequente resposta antes e depois da sesta.

O sono (mas não o despertar) melhorou a velocidade de processamento na tarefa principal mascarada – mas não na tarefa de controlo – sugerindo assim melhorias específicas do sono no processamento subconsciente.

Segundo o EurekAlert, as descobertas sugerem um potencial aprimoramento do processamento cerebral dependente da tarefa, potencialmente dependente do sono, que poderia otimizar o comportamento humano direcionado por objetivos.

É importante ressalvar que a memória é fortalecida durante o sono. Assim, estes resultados sugerem que as informações adquiridas durante a vigília podem potencialmente ser processadas de forma mais profunda e qualitativa durante o sono.

Ainda assim, serão precisos estudos mais aprofundados para investigar os mecanismos neurais adjacentes e comparar se os resultados variam, por exemplo, conforme a idade dos participantes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Infetados, mortes e internamentos. Portugal bate recordes diários de covid-19

Portugal bateu o recorde diário de infeções, mortes e internamentos de doentes com covid-19. Registam-se mais 4.656 casos positivos, 40 óbitos e 1.834 pacientes internados. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 4.656 casos positivos e …

CSD tem a "chave" da geringonça açoriana (mas ainda não sabe de que lado vai ficar)

Os Presidentes do PSD e do PS já se reuniram com o líder regional do CDS, Artur Lima. O dilema é entre suportar um executivo PS ou integrar uma coligação à direita. A decisão dos …

Professores "desenrolam" queixas em frente do parlamento (e pedem saída do ministro)

Dirigentes da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) colocaram esta quinta-feira grandes faixas com reivindicações junto da Assembleia da República e criticaram o ministro da Educação, que tem que “ir embora”. “Quem não sabe ter uma atitude …

Iniciativa Liberal quer retirar "carga ideológica" da Constituição

A Iniciativa Liberal vai apresentar um projeto de revisão constitucional com uma primeira parte dedicada a retirar "carga ideológica à Constituição", clarificando, por exemplo, que serviços públicos de saúde e educação podem ser prestados pelo …

Urgência do Hospital Santa Maria está a chegar ao limite

A urgência dedicada aos casos suspeitos de covid-19 do Hospital Santa Maria, em Lisboa, reflete a evolução da pandemia em Portugal com doentes a avolumarem-se à porta para realizar o teste e no interior a …

Novo Banco. BCP garante que não faz "favores a ninguém" ao emprestar dinheiro ao Fundo de Resolução

O presidente executivo do BCP, Miguel Maya, disse ontem que o banco não faz "favores a ninguém" ao entrar no empréstimo de 275 milhões de euros da banca ao Fundo de Resolução, que posteriormente financiará …

Máfia italiana "lavou" milhões de euros ganhos com fundos europeus na Madeira

Uma das mais violentas máfias de Itália, a Società Foggiana, utilizou a Madeira para branquear mais de 16 milhões de euros obtidos com um esquema de burla à União Europeia (UE). Em causa estão fundos comunitários …

Ajudas de custo para professores deslocados ficaram na gaveta (e não estão previstas no OE2021)

O Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) previa um programa de ajudas de custo para professores deslocados como incentivo à fixação. No entanto, a medida não avançou. O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a …

Biden ainda à frente, mas nada está perdido para Trump. A luta pelos "swing states" continua

O dia em que os norte-americanos vão saber quem é o próximo presidente dos EUA está muito próximo. Entres sondagens, parece fácil levantar a ponta do véu. No entanto, é importante não esquecer que não …

Nani entre os candidatos a melhor jogador da época na MLS

O internacional português, capitão dos Orlando City, está entre os 46 jogadores nomeados para o prémio de melhor da época na liga norte-americana de futebol (MLS), anunciou, esta quinta-feira, o organismo. A eleição decorre até 9 …