Dono da primeira smartshop em Portugal diz que não vendia produtos proibidos

cortto / Flickr

-

O proprietário da primeira smartshop a abrir em Portugal, em 2007, admitiu esta quarta-feira, no tribunal de Aveiro, ter vendido plantas e catos com substâncias proibidas por lei, mas alegou que os produtos em si não estavam abrangidos pela legislação.

“Eu não vendia substâncias. Vendia plantas e catos, que não constam da lista de produtos proibidos”, disse Carlos Marabuto, que começou hoje a ser julgado por um crime de tráfico de estupefacientes.

Perante o coletivo de juízes, o empresário recordou que, antes de abrir a loja, fez um estudo profundo da Lei da Droga portuguesa, adiantando que a legislação distingue o que é a planta e a substância.

O arguido admitiu que chegou a experimentar algumas das coisas que vendia e sabia qual o efeito que causavam, afirmando que, atualmente, continua a vender “sementes de catos e esporos para cogumelos”.

Na mesma sessão, foi ouvido um inspetor da Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro que participou nas buscas ao estabelecimento, que disse que, naquela altura, esta matéria “era uma novidade”.

“Havia dúvidas se as substancias que estavam à venda poderiam ou não estar abrangidas pela legislação”, afirmou o inspetor, acrescentando que pediram ajuda ao Laboratório de Policia Científica, que detetou a presença de princípios ativos nas plantas.

O coletivo de juízes ouviu ainda alguns consumidores, que adquiriram produtos da smartshop, através da internet.

Questionada pela juíza presidente sobre o que sentiu quando consumiu o produto adquirido, uma das testemunhas disse que “sentiu alterações de humor, com altos e baixos”.

Ascensão e queda da primeira smartshop do país

Carlos Marabuto foi detido pela PJ de Aveiro em 2007, cerca de meio ano depois da abertura ao público da loja “Cogumelo Mágico“, que anunciava ser a primeira loja de droga “legal” do país.

A detenção do empresário ocorreu depois de uma busca ao estabelecimento, que levou à apreensão de catos, sementes e cascas de árvores, alegadamente contendo substâncias proibidas.

Posteriormente, o empresário foi despronunciado pelo Juízo de Instrução Criminal de Aveiro, mas o Tribunal da Relação de Coimbra deu razão ao recurso interposto pelo Ministério Público (MP) e mandou o processo seguir para a fase de julgamento.

O “Cogumelo Mágico” abriu ao público em 2007, no Centro Comercial Oita, em Aveiro, licenciado como ervanária especializada.

No “Cogumelo Mágico” eram comercializados produtos naturais contendo substâncias alucinogénias, o que Carlos Marabuto justificava por alegadamente não figurarem na lista de produtos proibidos pelas leis portuguesas.

A loja, que, atualmente, ainda se mantém aberta ao público, encontra-se em liquidação total, desde que foi aprovado o diploma que proibiu a venda de 160 novas substâncias psicoativas.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Audições da RTP sobre "Sexta às 9" aprovadas pelos deputados

Os deputados da comissão parlamentar de Cultura e Comunicação aprovaram "por unanimidade", esta terça-feira, as audições da diretora de informação e do presidente da RTP sobre o programa "Sexta às 9". O grupo parlamentar do PSD …

Conquistas da seleção renderam 140 milhões em menos de 20 anos

As conquistas da seleção portuguesa renderam já mais de 140 milhões de euros à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em menos de 20 anos. Os números são avançados esta terça-feira pelo O Jogo, que dá …

Rosa Grilo acusa PJ de "agarrar em dois idiotas" para acusar de homicídio

A arguida acusou a Polícia Judiciária (PJ), esta terça-feira, de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito", em alusão a si e a António Joaquim, para os incriminar da morte do marido, reiterando que …

Aeroporto de Lisboa encerra de madrugada entre janeiro e junho

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, vai fechar para obras de alargamento da pista de janeiro a junho, entre as 23h30 e as 05h30 da manhã. De acordo com a TSF, o Aeroporto Humberto Delgado, em …

Fase de Instrução do processo Hells Angels começa no dia 27

A fase de instrução do processo Hells Angels vai começar no dia 27 deste mês, no Tribunal Central de Instrução Criminal, e já há sessões marcadas até 19 de dezembro. Fonte judicial referiu à agência Lusa …

Horacio Cartes, ex-Presidente do Paraguai, alvo de mandado de prisão no Brasil

Um juiz do Brasil emitiu esta terça-feira uma ordem de prisão contra o ex-Presidente paraguaio Horacio Cartes (2013-2018), num caso relacionado com a Operação Lava Jato, informaram fontes oficiais. A decisão foi tomada pelo juiz brasileiro …

Ex-futebolista Koke detido em operação contra tráfico de droga

O antigo futebolista espanhol do Sporting é um dos 20 detidos pelas autoridades espanholas numa operação contra o tráfico de drogas. Esta operação foi desencadeada com 11 buscas simultâneas em Sevilha, Málaga e Granada, envolvendo 150 …

Brasil. Técnica que esteriliza o mosquito do zika e dengue será aplicada em 2020

O Brasil irá usar a partir do próximo ano mosquitos estéreis da espécie 'Aedes aegypt' para controlar a reprodução deste agente que transmite doenças como dengue e zika, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU). A …

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro. Em …

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …