OMS adverte: a misteriosa doença X pode causar uma epidemia internacional

(dr) Ella Maru Studio / Nature

Klosneuvirus, o “frankenstein” dos vírus gigantes

A Organização Mundial de Saúde pôs cientistas e médicos de todo o mundo em alerta por um novo e potencialmente mortal agente patogénico: a doença X.

Segundo o The Telegraph, a cada ano, o organismo que se encarrega de monitorizar e salvaguardar a saúde mundial convoca uma reunião de alto nível com os cientistas mais proeminentes para enumerar doenças que podem vir a tornar-se uma grande emergência internacional.

Nos anos anteriores, a lista limitou-se a doenças mortais como a febre de Lassa, que atualmente está a atingir a Nigéria, e o ébola, que matou mais de 11 mil pessoas numa epidemia que tomou conta do oeste de África entre 2013 e 2016, de acordo com a RT.

No entanto, este ano à lista juntou-se um patogénico misterioso. “A doença X representa o conhecimento de que uma epidemia internacional grave poderia ser causada por um agente, atualmente desconhecido, que provoca doenças humanas”, anunciou a OMS em comunicado.

“A história diz-nos que é provável que a próxima grande epidemia seja algo que nunca vimos antes”, assinalou John-Arne Rottingen, diretor executivo do Conselho de Investigação da Noruega e assessor científico da OMS.

Rottingen explicou que os cientistas pretendem desenvolver “plataformas que funcionem para qualquer grande números de doenças” e criar “sistemas que nos permitam tomar contra-medidas a grande velocidade”. “Pode parecer estranho juntar à lista uma doença X, mas o objetivo é prepararmo-nos e planificar de maneira flexível em termos de vacinas e testes de diagnóstico”, assinalou o especialista.

Como poderia surgir a doença X?

Os desenvolvimentos na tecnologia de edição de genes, que tornam possível a manipulação ou a criação de vírus completamente novos, significam que a doença X poderia surgir através de um acidente ou um ato terrorista planeado.

Mas é mais provável, segundo Rottingen, que a doença X possa desencadear-se por uma doença zoonótica, que se transmite de animais para humanos, e depressa se propaga para se converter numa epidemia ou pandemia.

As infeções zoonóticas que causaram estragos no passado incluem o vírus da HIV, que segundo se crê, passou dos chimpanzés para os humanos e matou 35 milhões de pessoas desde o início dos anos 80. A ébola também é de origem animal.

“É vital que estejamos atentos e nos preparemos. Provavelmente este é o maior risco atualmente”, enfatizou Rottingen.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho pura estupidez e alarmismo barato da OMS lançar esse alerta.
    Recordam-se quando foi a H5N1? Diziam que iria matar milhões.
    Depois há poucos anos atrás foi o ébola, tentaram dizer que chegaria a pandemia de ébola.
    Agora é isto, a “doença X” que é hipotética e ainda nem existe!!

RESPONDER

As vaquitas estão extinguir-se à nossa frente. Já só há 10 em todo o mundo

A vaquita marinha, o cetáceo mais pequeno do mundo, está à beira da extinção, havendo apenas cerca de dez criaturas vivas, segundo cientistas. O ser humano é o principal responsável pelo seu contínuo desaparecimento. As vaquitas …

A Ciência descobriu quando nasceu Deus

A ideia de um deus todo-poderoso que vigia os humanos a partir do Céu e pune os que se desviam da norma surgiu depois que estes trocaram a tribo pela sociedade. Essa é a principal conclusão …

Famílias numerosas queixam-se de disparidades no preço da água consumida

A Associação Portuguesa das Famílias Numerosas queixou-se da diferença no preço da água consumida consoante o município onde se vive e o número de pessoas do agregado familiar. Na quarta edição do estudo sobre a água …

Costa condiciona extensão do Brexit para além de 23 de maio à aprovação do acordo

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu esta quinta-feira que uma extensão do Brexit para além de 23 de maio implica a ratificação do Acordo de Saída pelo Parlamento britânico ou a realização de eleições europeias no …

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer influencia risco de desenvolver a doença

Ter avós, tios ou primos com Alzheimer aumenta a probabilidade de desenvolver a doença, concluiu um estudo recente que avaliou a história familiar de mais de 280 mil pessoas. Na última década, vários estudos indicaram a …

Marcelo Rebelo de Sousa promulgou a nova lei da paridade (mas com alguns parêntesis)

O Presidente da República promulgou a nova Lei da Paridade. A lei estabelece que as listas para a Assembleia da República, para o Parlamento Europeu e para as autarquias locais têm de assegurar a representação …

Cientistas descobrem o que provocou três eras glaciais na Terra

Cientistas estadunidenses calcularam que um evento geológico repetido deu origem às três últimas eras glaciais no nosso planeta, a última das quais ainda mantém o seu gelo nas regiões polares. Segundo a revista Science, a responsável …

A Terra pode guardar um Oumuamua no seu interior

Uma parte da terra que pisamos poderia vir, literalmente, de outras regiões da galáxia - áreas muito distantes do local onde o planeta está localizado e que para chegar até aqui teriam que viajar anos-luz …

Há um planeta mais próximo da Terra do que Vénus

A partir do Sol, a ordem dos primeiros planetas começa com Mercúrio, depois Vénus e depois a Terra. Então, Vénus é o planeta mais próximo do nosso? A resposta é: depende. Uma equipa de cientistas acaba …

O fim das consolas está à vista. Google lança serviço de videojogos na "nuvem"

A Google apresentou o seu novo serviço de jogos na "nuvem", Stadia, na Game Developers Conference (GDC), em São Francisco. O serviço não precisa de nenhuma consola e pode ser jogado em qualquer plataforma. O CEO …