OMS adverte: a misteriosa doença X pode causar uma epidemia internacional

(dr) Ella Maru Studio / Nature

Klosneuvirus, o “frankenstein” dos vírus gigantes

A Organização Mundial de Saúde pôs cientistas e médicos de todo o mundo em alerta por um novo e potencialmente mortal agente patogénico: a doença X.

Segundo o The Telegraph, a cada ano, o organismo que se encarrega de monitorizar e salvaguardar a saúde mundial convoca uma reunião de alto nível com os cientistas mais proeminentes para enumerar doenças que podem vir a tornar-se uma grande emergência internacional.

Nos anos anteriores, a lista limitou-se a doenças mortais como a febre de Lassa, que atualmente está a atingir a Nigéria, e o ébola, que matou mais de 11 mil pessoas numa epidemia que tomou conta do oeste de África entre 2013 e 2016, de acordo com a RT.

No entanto, este ano à lista juntou-se um patogénico misterioso. “A doença X representa o conhecimento de que uma epidemia internacional grave poderia ser causada por um agente, atualmente desconhecido, que provoca doenças humanas”, anunciou a OMS em comunicado.

“A história diz-nos que é provável que a próxima grande epidemia seja algo que nunca vimos antes”, assinalou John-Arne Rottingen, diretor executivo do Conselho de Investigação da Noruega e assessor científico da OMS.

Rottingen explicou que os cientistas pretendem desenvolver “plataformas que funcionem para qualquer grande números de doenças” e criar “sistemas que nos permitam tomar contra-medidas a grande velocidade”. “Pode parecer estranho juntar à lista uma doença X, mas o objetivo é prepararmo-nos e planificar de maneira flexível em termos de vacinas e testes de diagnóstico”, assinalou o especialista.

Como poderia surgir a doença X?

Os desenvolvimentos na tecnologia de edição de genes, que tornam possível a manipulação ou a criação de vírus completamente novos, significam que a doença X poderia surgir através de um acidente ou um ato terrorista planeado.

Mas é mais provável, segundo Rottingen, que a doença X possa desencadear-se por uma doença zoonótica, que se transmite de animais para humanos, e depressa se propaga para se converter numa epidemia ou pandemia.

As infeções zoonóticas que causaram estragos no passado incluem o vírus da HIV, que segundo se crê, passou dos chimpanzés para os humanos e matou 35 milhões de pessoas desde o início dos anos 80. A ébola também é de origem animal.

“É vital que estejamos atentos e nos preparemos. Provavelmente este é o maior risco atualmente”, enfatizou Rottingen.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho pura estupidez e alarmismo barato da OMS lançar esse alerta.
    Recordam-se quando foi a H5N1? Diziam que iria matar milhões.
    Depois há poucos anos atrás foi o ébola, tentaram dizer que chegaria a pandemia de ébola.
    Agora é isto, a “doença X” que é hipotética e ainda nem existe!!

RESPONDER

Foi a gota de água. Passageiros "em desespero" invadiram barco da Transtejo

Uma dezena de passageiros invadiu, nesta terça-feira de manhã, um barco da Transtejo que faz a ligação entre o Seixal e o Cais do Sodré, em Lisboa. Foi o "desespero" pelos sucessivos atrasos que levam …

Hipatia, a primeira matemática da História, morreu de forma brutal (e ninguém sabe porquê)

O assassinato brutal de Hipatia está envolvo em mistério. E o enigma não é quem cometeu o crime, nem como, mas sim porquê. Em meados do primeiro milénio, uma mulher erudita foi despedaçada por uma multidão …

Freiras desviaram 500 milhões de escola católica para jogar em Las Vegas

Duas freiras norte-americanas admitiram terem desviado fundos escolares estimados em 500 milhões de dólares para realizarem viagens aos casinos de Las Vegas, anunciou na segunda-feira a arquidiocese de Los Angeles. O desvio de fundos destinados a …

Greve dos enfermeiros. “Não posso garantir” que não haja pessoas a morrer, diz bastonário

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, esteve na segunda-feira reunido com vários diretores clínicos de hospitais afetados pela greve dos enfermeiros da área cirúrgica. À saída, foi questionado: "Pode garantir que não haja doentes a …

PJ faz buscas na Inspecção-Geral de Finanças após denúncias de subornos

Inspectores da Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (PJ) estão a realizar buscas na Inspecção-Geral de Finanças (IGF) em Lisboa, e em instalações dos ministérios das Finanças e da Defesa e também da …

Empresa que facturou 16 milhões tem sede num casebre sem luz

Uma empresa que facturou 16 milhões de euros em 2012 tem como sede uma casa em ruínas, sem electricidade e quase sem janelas, em Mira. Suspeita-se da ligação a uma fraude fiscal com a exportação …

Bruno de Carvalho suspeito de tirar meio milhão de euros ao Sporting

Duas avultadas transferências de dinheiro, que saíram do Sporting a 24 de junho, estão sob suspeita. Estão em causa cerca de meio milhão de euros que terão sido pagos a duas construtoras. Não se sabe exatamente …

Voyager 2 da NASA já entrou no espaço interestelar

Pela segunda vez na história, um objeto feito pelo homem alcançou o espaço entre as estrelas. A sonda Voyager 2 da NASA saiu da heliosfera - a bolha protetora de partículas e campos magnéticos criada …

Bombeiros não informaram Proteção Civil de 50% das ocorrências

O corte de relações entre os bombeiros voluntários e a Proteção Civil está a fazer-se sentir. Os bombeiros não informaram a Proteção Civil de 50% das ocorrências no país. A Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) …

Funcionários públicos que continuem no ativo depois dos 70 não vão perder dinheiro

Os trabalhadores da Função Pública com mais de 70 anos que queiram continuar a trabalhar e, que para isso tenham a autorização do Estado, vão passar a receber, além do salário a que têm direito, …