OMS adverte: a misteriosa doença X pode causar uma epidemia internacional

(dr) Ella Maru Studio / Nature

Klosneuvirus, o “frankenstein” dos vírus gigantes

A Organização Mundial de Saúde pôs cientistas e médicos de todo o mundo em alerta por um novo e potencialmente mortal agente patogénico: a doença X.

Segundo o The Telegraph, a cada ano, o organismo que se encarrega de monitorizar e salvaguardar a saúde mundial convoca uma reunião de alto nível com os cientistas mais proeminentes para enumerar doenças que podem vir a tornar-se uma grande emergência internacional.

Nos anos anteriores, a lista limitou-se a doenças mortais como a febre de Lassa, que atualmente está a atingir a Nigéria, e o ébola, que matou mais de 11 mil pessoas numa epidemia que tomou conta do oeste de África entre 2013 e 2016, de acordo com a RT.

No entanto, este ano à lista juntou-se um patogénico misterioso. “A doença X representa o conhecimento de que uma epidemia internacional grave poderia ser causada por um agente, atualmente desconhecido, que provoca doenças humanas”, anunciou a OMS em comunicado.

“A história diz-nos que é provável que a próxima grande epidemia seja algo que nunca vimos antes”, assinalou John-Arne Rottingen, diretor executivo do Conselho de Investigação da Noruega e assessor científico da OMS.

Rottingen explicou que os cientistas pretendem desenvolver “plataformas que funcionem para qualquer grande números de doenças” e criar “sistemas que nos permitam tomar contra-medidas a grande velocidade”. “Pode parecer estranho juntar à lista uma doença X, mas o objetivo é prepararmo-nos e planificar de maneira flexível em termos de vacinas e testes de diagnóstico”, assinalou o especialista.

Como poderia surgir a doença X?

Os desenvolvimentos na tecnologia de edição de genes, que tornam possível a manipulação ou a criação de vírus completamente novos, significam que a doença X poderia surgir através de um acidente ou um ato terrorista planeado.

Mas é mais provável, segundo Rottingen, que a doença X possa desencadear-se por uma doença zoonótica, que se transmite de animais para humanos, e depressa se propaga para se converter numa epidemia ou pandemia.

As infeções zoonóticas que causaram estragos no passado incluem o vírus da HIV, que segundo se crê, passou dos chimpanzés para os humanos e matou 35 milhões de pessoas desde o início dos anos 80. A ébola também é de origem animal.

“É vital que estejamos atentos e nos preparemos. Provavelmente este é o maior risco atualmente”, enfatizou Rottingen.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Acho pura estupidez e alarmismo barato da OMS lançar esse alerta.
    Recordam-se quando foi a H5N1? Diziam que iria matar milhões.
    Depois há poucos anos atrás foi o ébola, tentaram dizer que chegaria a pandemia de ébola.
    Agora é isto, a “doença X” que é hipotética e ainda nem existe!!

RESPONDER

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as abelhas esfomeadas (e isso é má notícia)

Apesar de não haver humanos na Zona de Exclusão de Chernobyl, a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986, e apesar do nível …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …