Directora dos Serviços Secretos demite-se após sucessivas falhas na segurança de Obama

United States Secret Service / Wikimedia

Julia Pierson, ex-chefe dos Serviços Secretos dos EUA

Julia Pierson, ex-chefe dos Serviços Secretos dos EUA

Menos de um dia depois de sofrer duras críticas do Congresso ao tentar explicar como um homem armado invadiu a Casa Branca no último mês, a diretora dos Serviços Secretos dos Estados Unidos, Julia Pierson, renunciou ao cargo esta quarta-feira.

O anúncio ocorre depois de vários incidentes que revelaram falhas na segurança do Presidente Barack Obama.

No mais recente, em 19 de setembro, o veterano de guerra Omar J. Gonzalez, armado com uma faca, saltou as grades da Casa Branca, correu pelo relvado, confrontou um agente, entrou na residência presidencial e chegou a percorrer algumas divisões antes de ser detido.

A invasão ocorreu poucos minutos depois de o Presidente e a família deixarem a Casa Branca.

O Secretário de Segurança Interna, Jeh Johnson, indicou Joseph Clancy, um ex-agente que já havia atuado na segurança do presidente, para ocupar o cargo interinamente.

Segundo o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, o Presidente Obama telefonou para Pierson após o anúncio e agradeceu os seus serviços à agência e ao país.

Competência

Com 30 anos de atuação nos Serviços Secretos, Pierson tinha assumido no ano passado a direção dos Serviços Secretos – que até então estavam desgastados depois de vários escândalos a envolver agentes em missões no estrangeiro.

A pressão pela sua renúncia aumentou depois das declarações ao Congresso, na terça-feira, no qual assumiu a responsabilidade pelas falhas e disse que medidas de segurança adicionais já tinha sido tomadas.

Pete Souza / White House

Julia Pierson presta juramento como primeira mulher a dirigir os Serviços Secretos norte-americanos

Julia Pierson presta juramento como primeira mulher a dirigir os Serviços Secretos norte-americanos

Parlamentares democratas e republicanos colocaram em dúvida a competência dos Serviços Secretos de protegerem o Presidente e pediram uma investigação sobre a conduta da agência.

Entre as críticas está também o fato de os Serviços Secretos terem inicialmente omitido alguns detalhes sobre o incidente, como o fato de o invasor estar armado e ter entrado em algumas divisões da Casa Branca.

Na terça-feira, o jornal The Washington Post revelou que o invasor, Omar J. Gonzalez, foi detido por um agente que estava fora de serviço e estava a sair da residência no momento da invasão.

Outros lapsos

O incidente foi o último de uma série de lapsos na segurança do presidente. No mesmo dia em que o Washington Post noticiou detalhes sobre a invasão da Casa Branca, foi revelado também que um segurança privado armado tinha estado num elevador ao lado do presidente Obama, numa visita a Atlanta no mês passado.

O homem, que trabalhava como segurança no Centro de Controle e Profilaxia de Doenças visitado por Obama, “comportou-se de forma estranha” e não deixou de filmar o presidente dos EUA com o telemóvel depois de terem lhe pedido para desligar a câmara.

Ao abrirem-se as portas do elevador, Obama saiu acompanhado da maioria dos funcionários dos Serviços Secretos, mas alguns homens ficaram no elevador para interrogar o suspeito. Depois do incidente no elevador, que ocorreu a 16 de setembro, o homem foi imediatamente despedido.

ZAP / BBC / RVR

PARTILHAR

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …