Os dinossauros tinham sangue quente ou frio? A resposta está escondida nas cascas dos seus ovos

Um dos grandes e antigos mistérios do estudo dos dinossauros é a questão sobre se o seu sangue era quente ou frio. A resposta for encontrada escondida nas cascas dos seus ovos.

Tradicionalmente, acreditava-se que os dinossauros, como os répteis modernos, eram criaturas de sangue frio. Porém, recentemente, a crescente consciencialização da origem dos pássaros complicou esta suposição, sugerindo que os dinossauros, como as aves de hoje, possam ter tido sangue quente.

De acordo com o último estudo sobre esta debatida questão, que foi publicado este mês na revista científica Science Advances, os dinossauros tinham sangue quente, com base na composição dos produtos químicos antigos escondidos dentro das cascas dos ovos de dinossauros fossilizados.

“Os nossos resultados sugerem que todos os principais grupos de dinossauros tinham temperaturas mais quentes do que o ambiente”, disse o geofísico Robin Dawson, da Universidade de Yale, que está agora na Universidade de Massachusetts-Amherst, em comunicado. “O que descobrimos indica que a capacidade de elevar metabolicamente as suas temperaturas acima do meio ambiente era uma característica antiga e evoluída para os dinossauros”.

Dawson e os seus colegas investigaram fragmentos de casca de ovo de dinossauros que residiram no Canadá há cerca de 75 milhões de anos, incluindo o grande herbívoro Maiasaura peeblesorum e o mais pequeno Troodon formosus, semelhante a um pássaro. Os cientistas também investigaram uma casca de ovo da Roménia, estimada em aproximadamente 69 milhões de anos, que terá pertencido a um saurópode anão de titanossauro.

Fóssil de casca de ovo de dinossauro

Usando uma técnica chamada paleotermometria isotópica agrupada, os investigadores analisaram ligações químicas no antigo mineral carbonato que compõe as cascas dos ovos. A ordem atómica dos isótopos de carbono e oxigénio na estrutura molecular indica a temperatura na qual o material se formou, sugerindo a temperatura corporal interna do dinossauro mãe que depositou os ovos.

A equipa descobriu que as amostras sugeriam que as temperaturas do corpo eram mais quentes do que o ambiente em redor. Ou seja, eram endotérmicos – conseguiam gerar calor internamente -, em oposição aos animais ectotérmicos, que dependem do calor do ambiente.

Nos testes, as amostras variaram entre 3 e 6ºC mais quentes que o ambiente até 15°C, o que, segundo os cientistas, é uma evidência mais ampla de controle metabólico da temperatura nos dinossauros do que se sabia antes.

ZAP //

 

 

 

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Despedida de Centeno e estreia de Leão. Eurogrupo elege presidente na quinta-feira

A eleição para a presidência do Eurogrupo, na quinta-feira, será a última reunião presidida por Mário Centeno e a estreia europeia de João Leão como ministro das Finanças. A eleição para a presidência do Eurogrupo é …

Governo está a preparar um programa específico de apoio ao Algarve

O Algarve terá um programa específico de apoio, que já está a ser preparado pelo Governo, avançou o ministro da Economia esta terça-feira. O ministro da Economia disse, esta terça-feira, que o Governo está a preparar …

OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

Depois do alerta de 239 especialistas, a Organização Mundial de Saúde diz que há novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu, esta terça-feira, haver novas …

Lufthansa vai cortar mil empregos administrativos (e reduzir novas aeronaves a metade)

Esta terça-feira, a Lufthansa anunciou novas medidas do seu plano de reestruturação que incluem uma redução de mil postos de trabalho nos serviços administrativos. A companhia aérea alemã Lufthansa anunciou, esta terça-feira, que irá reduzir o …

Bloco deixa recado ao PS: voto do Suplementar não estará garantido para o OE2021

Depois de o PCP ter rompido o espírito de acordos à esquerda, foi a vez de o Bloco de Esquerda deixar avisos para 2021. Em entrevista ao portal esquerda.net, divulgada esta terça-feira, Mariana Mortágua deixa claro …

Ferrari vai enfrentar problemas no Mundial de F1 "sem chorar"

O diretor-geral da Ferrari elogiu o talento de Leclerc e mostrou-se preocupado com os problemas que afetaram Sebastian Vettel. O diretor-geral da Ferrari, Louis Camilleri, reiterou esta terça-feira a confiança na equipa e assegurou que a …

Governo russo exige 1,8 mil milhões de euros a empresa mineira por poluição no Ártico

A agência russa de defesa do ambiente exigiu uma indemnização de 147,8 mil milhões de rublos (1,8 mil milhões de euros) ao conglomerado mineiro Norilsk Nickel, pela grave poluição do Ártico com hidrocarbonetos. Em comunicado, a …

Perda de habitat pode aumentar doenças que passam de animais para humanos, prevê ONU

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) alertou que podem surgir mais doenças que passam de animais para humanos, como a covid-19, à medida que os habitats são devastados pela exploração da vida …

Rússia ameaça retaliar face às sanções "hostis" do Reino Unido

A Rússia ameaçou responder às sanções "hostis" anunciadas por Londres contra 59 pessoas e entidades, 25 delas russas. A Rússia vai responder às sanções "hostis" anunciadas pelo Governo britânico contra 49 pessoas e organizações, 25 das …

Ministério dispensa quase todos os alunos da renovação de matrículas (após ataques informáticos e o desespero dos pais)

As matrículas online são agora obrigatórias apenas para os alunos que no próximo ano lectivo vão iniciar os 5.º, 7.º e 10.º anos de escolaridade. O anúncio é feito pelo Ministério da Educação depois das …