Dieta vegetariana é duas vezes mais eficaz na perda de peso

tipstimesadmin / Flickr

-

Quando se trata de perder gordura, uma dieta vegetariana é duas vezes mais eficaz do que a carnívora, concluiu um novo estudo científico.

De acordo com esta investigação, publicada no Journal of the American College of Nutrition, uma alimentação vegetariana acelera o metabolismo, reduzindo factores de risco da síndrome metabólica – um conjunto de itens de risco, essencialmente cardiovasculares, que têm por base a obesidade abdominal – e a diabetes tipo 2.

Uma dieta vegetariana também contribui para o alcance da perda de peso desejada, melhora o controlo da glicemia e aumenta a sensibilidade à insulina.

Além disso, conforme estudos anteriores, as dietas vegetarianas e vegans com baixo teor de gordura promovem um maior controlo glicémico e reduzem factores de risco cardiovasculares.

“As dietas vegetarianas já provaram ser mais efectivas para a perda de peso. Contudo, também demonstrámos que uma dieta vegetariana é muito mais efectiva para a redução da gordura muscular, logo, melhorando o metabolismo”, constata a investigadora que liderou o estudo, Hana Kahleová, Directora de Pesquisa Clínica do Comité de Médicos para uma Medicina Responsável, uma organização sem fins lucrativos.

“A descoberta é importante para as pessoas que estão a tentar perder peso, incluindo as que sofrem de síndrome metabólica e/ou de diabetes tipo 2. Mas também é relevante para quem quer levar a gestão do seu peso muito a sério e quer permanecer elegante e saudável”, acrescenta a investigadora, citada pelo site especializado MedicalXpress.

Dieta vegetariana fez perder duas vezes mais peso

Os investigadores acompanharam 74 pessoas com diabetes tipo 2 que foram divididos em dois grupos, recebendo duas dietas distintas – uma anti-diabética, seguindo recomendações da Associação Europeia para o Estudo da Diabetes (EASD), e a outra vegetariana, consistindo em frutas, vegetais, nozes, sementes, grãos e legumes, com produtos animais limitados a uma porção diária de iogurte com baixo teor de gordura.

Nos três primeiros meses, os participantes foram aconselhados a não mudarem os seus hábitos de exercícios físicos. Depois, nos três meses seguintes, foi adicionado um programa de exercícios aeróbicos à rotina.

Com o objectivo de avaliar o potencial da perda de peso de cada grupo, todos os participantes tiveram as suas dietas limitadas a 500 calorias diárias, menos do que precisavam para manter o peso.

Ao cabo de seis meses, aqueles que seguiram a dieta vegetariana perderam, em média, seis quilos, contra apenas três quilos a menos naqueles que seguiram a dieta convencional.

Com base nos resultados, a dieta vegetariana pode fazer perder duas vezes mais peso do que uma dieta somente de restrição calórica.

Na dieta vegetariana, 60% das calorias vieram de hidratos de carbono, 15% de proteínas e 25% de gordura. Já na convencional dieta anti-diabética, 50% vieram de hidratos de carbono, 20% de proteínas e 30% de gorduras, limitando as saturadas em 7%.

Os cientistas avaliaram também como a dieta afectava directamente o armazenamento de gordura dos participantes. Nas duas dietas, os participantes tiveram quase o mesmo nível de redução de gordura subcutânea, que fica logo abaixo da pele.

No entanto, quando foram analisadas as perdas de gordura subfascial, localizada na superfície dos músculos, e intra-muscular, de dentro dos músculos, aqueles que seguiram a dieta vegetariana apresentaram uma redução muito maior.

2 COMENTÁRIOS

  1. há aqui um facto que não bate certo.
    500 calorias diárias é MUITO menos daquilo que é preciso e ainda assim só perderam em média 6kg em 6 meses? acho estranho.
    Seria muito mais “normal” se fosse 500 calorias menos (sem vírgula) ou seja cerca de 1500…

  2. Queres perder peso, passem fome, sem duvida que resulta.
    Quanto aos vegetarianos… um medico americano em tempos disse: a raça humana evoluiu durante milhares de anos para ser omnívora, e este senhores (os vegetarianos) querem no espaço de uma geração transformarem-se em vacas.
    Só posso dizer que concordo…

RESPONDER

Violência doméstica: 18 mulheres assassinadas este ano

18 mulheres foram assassinadas e 23 foram vítimas de tentativa de homicídio em 2017, ano que apresenta a taxa mais baixa de incidência dos últimos 14 anos registada pelo Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA). "É o …

Mais de um mês depois dos incêndios, dois homens continuam desaparecidos

Os incêndios de 15 de outubro fizeram mais de 40 mortos e, mais de um mês depois da tragédia, duas pessoas continuam desaparecidas. A PJ está a cargo das investigações, com o auxílio do Laboratório …

Decisão de mudar Infarmed para o Porto é ilegal

A decisão do Governo de mudar a sede do Infarmed de Lisboa é ilegal porque os trabalhadores não foram consultados sobre este processo. Um dado avançado pelo jornal i quando é certo que mais de …

Caso de legionella identificado em Coimbra

Um homem está internado no Hospital Geral (Covões) do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra com o vírus da legionella, disse à agência Lusa fonte da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC). Segundo a mesma …

O fim do corte no subsídio de desemprego é meu!

Esta quarta-feira, foi aprovado o fim do corte de 10% no subsídio de desemprego, mas o que animou o debate foi a discussão entre PCP e Bloco de Esquerda sobre a proposta que deveria ser …

Governo admite que o preço da água pode subir

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, admitiu esta quinta-feira que o preço da água pode vir a subir, mas garante que as tarifas se vão manter no próximo ano, porque "já estão aprovadas". À …

Puigdemont renuncia à pensão de ex-presidente catalão e não aceita destituição

Carles Puigdemont renunciou à pensão a que tem direito como ex-presidente do governo catalão, não aceitando a sua destituição e considerando que ainda dirige o executivo "legitimo" daquela região espanhola. "O Estado continua a ser uma …

Árbitros “adiam” pedido de dispensa por 20 dias

Os árbitros de futebol, assistentes e estagiários decidiram, esta quarta-feira, entregar os pedidos de dispensa, mas dentro do prazo regulamentar de 20 dias, viabilizando assim a realização da próxima jornada. Em comunicado enviado à agência Lusa …

José Sócrates acusa o Ministério Público de manipulação

De novo no Youtube, o ex-primeiro ministro tem usado a plataforma para falar sobre as acusações de que é alvo. No mais recente vídeo, José Sócrates "desvenda" os truques da acusação. O mais recente vídeo de …

Ninguém consegue explicar os 64 misteriosos estrondos que se ouviram no céu este ano

No dia 14 de novembro, um forte estrondo foi ouvido em toda a região norte do estado do Alabama, nos Estados Unidos. Mas, só este ano, já se registaram 64 episódios semelhantes nos EUA, Reino …