Encontrado diário da I Guerra Mundial perdido que narra a trágica Batalha do Somme

Hansons Auctioneers

Um diário da I Guerra Mundial foi encontrado num celeiro em Leicestershire, em Inglaterra. O caderno terá pertencido a Arthur Edward Diggens, da Royal Engineers, que descreveu em detalhe a Batalha do Somme.

O diário do soldado britânico foi escrito entre 13 de fevereiro de 1916 e 11 de outubro do mesmo ano e descreveu com pormenores o primeiro dia da Batalha do Somme, a 1 de julho. De acordo os Museus de Guerra Imperiais, a operação histórica das tropas francesas e britânicas a combater os alemães continua a ser uma lembrança dolorosa da I Guerra Mundial.

“Algo horrível”, escreveu Diggens naquele dia fatídico. “Nunca vi nada parecido antes. Depois de um bombardeamento de uma semana, os alemães montaram as suas próprias trincheiras e a infantaria calcula que todos os alemães tinham uma metralhadora. Os nossos companheiros foram abatidos“.



De acordo com a Fox News, o diário de Diggens deverá ser leiloado pela Hansons Auctioneers em 20 de março, mais de um século depois de o soldado ter anotado os seus pensamentos.

A Batalha do Somme começou em julho e terminou em 18 de novembro de 1916. Os comandantes dos Aliados tinham reunido em dezembro de 1915 para estabelecer estratégias para o ano seguinte quando concordaram num ataque conjunto francês e britânico perto do rio Somme no verão seguinte.

Os alemães estavam bem preparados e tinham cuidadosamente arranjado as suas defesas durante meses antes da batalha. Os britânicos esperavam um avanço rápido, mas rapidamente se entrincheiraram. As tropas britânicas, que lideraram o ataque, demoraram 141 dias a avançar apenas sete quilómetros.

A Batalha de Somme é um símbolo da futilidade sem esperança. Por outro lado, os comandantes aprenderam lições valiosas sem as quais nunca poderiam ter vencido a guerra em 1918.

Mais de um milhão de soldados de todos os lados foram mortos, feridos ou capturados. O primeiro dia de batalha viu 57 mil baixas britânicas. 19.240 morreram. Foi o dia mais sangrento da história militar britânica.

De acordo com a casa de leilões, a Batalha do Somme viu um soldado morto a cada 4,4 segundos durante o ataque inicial, no qual Diggens aparentemente participou. A caixa em que o diário foi descoberto também continha várias outras memórias militares.

“O proprietário não fazia ideia de quem estava relacionado com os objetos, mas disse que sua mãe tinha recebido antigas relíquias da família”, disse o especialista Adrian Stevenson. “É um mistério como o diário de Somme acabou em Midlands, principalmente quando Arthur nasceu em Londres. Estou aliviado por uma parte tão importante da história militar ter sido encontrada e agora poder ser preservada.”

Stevenson notou que o diário terminou abruptamente em 11 de outubro de 1916 e supôs que Diggens poderia ter morrido. Para sua surpresa, o soldado teve bastante sorte. “Temíamos que Arthur tivesse sido vítima do conflito, mas a minha pesquisa provou o contrário”, disse Stevenson. “Ele não apenas sobreviveu à I Guerra Mundial, mas voltou para os seus entes queridos em Inglaterra e tornou-se marido e pai.”

Quanto à sua história militar anterior, Diggens participou na campanha de Gallipoli, na Turquia, durante a qual as tropas aliadas sofreram uma grande derrota. O militar também mantinha um diário, que se perdeu pelo correio quando tentou enviá-lo para casa. Não se sabe quantos objetos inestimáveis se perderam no tempo de guerra.

A I Guerra Mundial matou mais de 700 mil soldados britânicos e feriu quase 1,7 milhões. No total, a guerra matou 13 milhões de militares e feriu 21 milhões.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …