Greve da Função Pública paralisa 90% das escolas e hospitais

A greve da Função Pública está a ter uma adesão “em termos gerais de 75%”, enquanto nos setores da Saúde e da Educação os números chegam aos 90%, de acordo com dados da coordenadora da Frente Comum de Sindicatos da Função Pública, Ana Avoila.

A sindicalista faz um “balanço muito positivo” da greve dos funcionários públicos, notando que se verifica sobretudo, nos setores da Educação e da Saúde.

“Esta média de 75% representa mais ou menos o valor da última greve da Função Pública de Janeiro do último ano. Mas nota-se que na Saúde e na Educação continua a subir“, disse Ana Avoila em conferência de imprensa.

Centenas e centenas de escolas estão fechadas“, informou, precisando que em Beja, Évora e Santarém todos os estabelecimentos de ensino encerraram, enquanto em Sintra e em Vila Franca de Xira quase todas as escolas fecharam.

Ana Avoila acrescentou que ao nível dos serviços da Segurança Social “também há uma boa adesão”, da ordem dos 80%.

Adesão de 100% no Hospital de Gaia

Também os hospitais de Penafiel, Pedro Hispano (Matosinhos), Vila Nova de Gaia, São João e Santo António, no Porto, estão com adesões acima dos 75%, destacando-se o caso de Vila Nova de Gaia onde a adesão é de “100%, não estando, sequer, a ser respeitados os serviços mínimos”, conforme revela Orlando Gonçalves, coordenador dos Sindicatos dos Trabalhadores da Função Pública.

No Hospital de São João, de acordo com o dirigente sindical Mário Sobrinho, a “adesão rondou os 75%”, num impacto que foi “contornado pelo hospital com a mobilidade de alguns funcionários para outros serviços” e pelo facto de “haver gente a trabalhar sem contrato”.

“Estão fechados os blocos de estomatologia, de oftalmologia, de otorrinolaringologia – aqui também não houve consultas – e ainda o bloco de neurocirurgia, enquanto o bloco de torácica encontra-se a 50%”, afirmou à Lusa aquele responsável sindical.

Sindicatos prometem continuar “luta”

A FNSTFPS garante que vai continuar a “luta”, caso o Governo não dê respostas às reivindicações dos trabalhadores, conforme disse o sindicalista Artur Sequeira, numa conferência de imprensa realizada em frente ao Liceu Passos Manuel, em Lisboa.

O dirigente afirmou que “há um grande número de escolas fechadas no Porto”, repetindo-se a mesma situação nos distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu.

“No sul temos escolas fechadas nos concelhos de Sintra, Amadora, Loures e que deram um grande sinal de adesão à greve. Temos as escolas todas fechadas na cidade de Beja e esperamos a mesma situação em Faro. Em Santarém há um total encerramento das escolas”, disse.

Para Artur Sequeira, o Governo tem todas as condições para dar passos no sentido de melhorar as condições dos trabalhadores.

“Não parece correto que depois de lutar tanto para derrubar um governo (PSD/PP) que tanto roubou aos trabalhadores, este governo (PS) tenha criado tantas expectativas e não tenha posto as expectativas em prática. Repôs algumas coisas mas é insuficiente e pode fazer muito mais“, acrescentou Artur Sequeira.

Também presente no local, o líder da CGTP, Arménio Carlos, considerou que os valores da adesão estão a fazer da greve uma “jornada memorável”. “O Governo vai ter de tirar ilações desta jornada de luta”, acrescentou.

Convocada pela FNSTFPS – Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública, a greve nacional de hoje foi anunciada no início de abril para reivindicar aumentos salariais, pagamento de horas extraordinárias e as 35 horas de trabalho semanais para todos os funcionários do Estado.

O regime das 35 horas foi reposto em julho de 2016, deixando de fora os funcionários com contrato individual de trabalho, sobretudo os que prestam serviço nos hospitais EPE.

A última greve geral convocada pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais com vista à reposição das 35 horas semanais realizou-se em janeiro do ano passado e teve, segundo a estrutura, uma adesão média entre 70% a 80%, incluindo os hospitais.

Lusa ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os funcionários públicos com todo o respeito que alguns ainda possam merecer, deveriam, ser bem mais claros e diretos nas suas reivindicações para que todos possamos perceber o que pretendem – TRABALHEM ESCRAVOS DAS EMPRESAS PRIVADAS, PARA QUE POSSAMOS IR DE FIM DE SEMANA ANTECIPADO E ENGORDAR À VOSSA CUSTA.

RESPONDER

França colhe o que plantou. Poeira do Sahara leva radiação dos testes nucleares de 1960 para o país

A ACRO, uma organização-não governamental francesa, detetou uma nuvem de poeira radioativa, com origem em França, que está a voltar para o país. A poeira do deserto do Sahara alcançou França e trouxe com ela níveis …

Partidos concordam em desconfinar. PSD diz “haver condições” para abrir “grande parte do território”

Vários especialistas estiveram reunidos com o Governo esta segunda-feira em mais uma reunião do Infarmed. O objetivo foi avaliar a situação epidemiológica e definir diretrizes para o desconfinamento, cujo plano será apresentado na quinta-feira. De …

EUA ponderam retirada militar total no Afeganistão, mas pedem “garantias“

Os EUA põe a hipótese de uma retirada militar no Afeganistão. Contudo, Anthony Blinken assumiu que está preocupado com a possibilidade de os taliban aproveitarem a retirada de tropas na NATO e dos Estados Unidos …

Santos Silva diz que notícia sobre “despesas supérfluas” da presidência da UE é “ridícula“

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros considera “ridícula” a notícia avançada na quinta-feira pelo jornal Politico que dava conta de “despesas supérfluas e contratos de patrocínio” durante a presidência portuguesa do Conselho da União …

UE tem de libertar-se da "má vontade" e negociar entre iguais, diz Reino Unido

A União Europeia (UE) deve libertar-se da sua má vontade e construir uma boa relação com o Reino Unido como soberanias iguais, disse no domingo o conselheiro do Governo britânico David Frost, prometendo defender os …

Acordo com Groundforce falha por acionista maioritário ter ações penhoradas

O acordo entre a TAP e a Pasogal, acionista da Groundforce, falhou, porque as ações do acionista já estão penhoradas e, assim, não podem ser dadas como garantia, disse à Lusa fonte oficial do Ministério …

Apenas 24 países têm mulheres no poder. Igualdade de género alcançada somente "em 130 anos"

Menos de 500 milhões de pessoas dos cerca de 7,8 mil milhões que constituem a população mundial têm atualmente uma mulher Presidente ou chefe de governo, avançou a ONU Mulher. "Ao ritmo atual, a igualdade de …

Império de Cristiano Ronaldo mudou-se para Portugal (na pista dos benefícios fiscais)

Após ter dissolvido a CRS Holding no Luxemburgo, Cristiano Ronaldo passou a sede de uma das suas principais empresas para Lisboa renomeando-a CR7 Lifestyle Unipessoal. Nesta altura, o craque já tem seis empresas instaladas em …

Coro de crianças na Alemanha compõe música de apoio a Portugal

Um coro com cerca de quatro dezenas de crianças, da cidade de Tecklenburg, na Alemanha, criou uma música para "dar conforto" aos portugueses durante a pandemia de covid-19. "Quando eu li nas notícias sobre a situação …

Pelo menos 6% das portuguesas já foram vítimas de agressão física ou sexual

No dia em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a Pordata compilou um conjunto de indicadores que retratam a situação da mulher, em Portugal e na União Europeia.  Segundo o Eurostat e a Agência …