Deustche Bank vai despedir 15 mil funcionários e sair de dez países

spiegelneuronen / Flickr

-

O banco alemão Deutsche Bank, que anunciou esta quinta-feira um corte de 9.000 postos de trabalho, aumentou em mais 6.000 despedimentos de empregados subcontratados, subindo para 15.000 a redução de empregos em todo o mundo.

O colosso financeiro alemão – que apresentou hoje os seus piores resultados trimestrais desde os anos 50, com um prejuízo de 4.647 milhões de euros -, avançou com um drástico plano de saneamento que, para além dos 15.000 despedimentos, inclui a saída de dez países, o encerramento de centenas de filiais e o cancelamento de dividendos aos acionistas deste ano e no próximo.

O novo co-presidente do Deutsche Bank, John Cryan, que assumiu o cargo com a missão de imprimir uma clara mudança de rumo da instituição financeira, revelou na sua primeira aparição pública “medidas duras” para devolver um banco “íntegro e fiável” com “lucros sustentáveis”, que correrá menores riscos e elevará os seus ‘standards’ de capital.

Em termos de matéria laboral, o banco disse em comunicado que prevê despedir até 2018 cerca de 9.000 colaboradores do quadro, bem como mais 6.000 subcontratados, sendo que o país mais afetado, com um corte de 4.000 funcionários, será a Alemanha.

O Deutsche Bank vai retirar-se “completamente” de dez mercados, no qual Portugal não está incluído. Argentina, Chile, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Nova Zelândia, Malta, México, Perú e Uruguai são os países escolhidos.

Além disso, vai reduzir o número das suas filiais, encerrando 200 balcões na Alemanha e no resto da Europa Ocidental, disse o co-presidente.

Esta redução de pessoal terá um custo extra de 3.500 milhões de euros para o banco em matéria de indemnizações e compensações.

Os resultados dos próximos exercícios serão negativamente afetados pela reestruturação do grupo, sendo que 2018 será um “ano decisivo” para o banco, explicou Cryan.

Os maus resultados do Deutsche Bank no terceiro trimestre de 2015, devem-se em grande medida a depreciações de 5.800 milhões de euros na banca de investimento. O novo copresidente do Deutsche Bank classificou os resultados como “absolutamente dececionantes”.

O Deutsche Bank anunciou que, devido aos prejuízos e à profunda reestruturação que planeia, não prevê pagar dividendos aos acionistas nem este ano nem no próximo exercício, uma medida que a instituição financeira nunca tomou desde os anos 50.

O banco alemão foi gravemente afetado por vários escândalos de corrupção e financeiros, entre os quais se destaca a manipulação da Libor e Euribor, tanto pelas suas repercussões como pela quantia das multas, que afetou consideravelmente as suas contas.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Cá continuam “mamar”, por isso ainda vão ficar…
    As pessoas deviam ter vergonha de ter conta neste banco, que deve ser o que tem o passado (e presente ) mais duvidoso na Europa!!

RESPONDER

Crianças têm dificuldade em entender emoções de pessoas com máscara

Um novo estudo mostra que crianças dos três aos cinco anos só conseguem entender as emoções escondidas por detrás das máscaras em apenas 40% das ocasiões. A equipa de investigação U-Vip (Unidade para Deficientes Visuais), liderada …

Cientistas identificam uma rara "hélice" magnética num sistema binário

De acordo com investigações que serão publicadas na revista The Astrophysical Journal, investigadores da Universidade de Notre Dame identificaram a primeira hélice magnética eclipsante num sistema estelar variável cataclísmico. O sistema estelar, conhecido como J0240, é …

Euro2020, 2º dia: Bélgica e Finlândia vencem em dia marcado pelo colapso de Eriksen

A Bélgica estreou-se hoje no Euro2020 de futebol com uma vitória expressiva sobre a Rússia (3-0), no Grupo B, num dia histórico para a Finlândia, mas manchado pelo colapso do dinamarquês Christian Eriksen, que lançou …

Bélgica 3-0 Rússia | Diabos belgas à solta em São Petersburgo

A Bélgica entrou com tudo nesta fase final do EURO 2020. Na noite deste sábado, os “diabos vermelhos” andaram à solta e silenciaram São Petersburgo. A Bélgica entrou hoje com o pé direito no Campeonato da …

Um braço robótico conseguiu ajudar um paciente a sentir o mundo

Recentemente, um implante neural permitiu que as pessoas escrevessem uma mensagem apenas com o pensamento. Agora, um novo braço robótico controlado por um implante está a criar curiosidade por conseguir enviar feedback tátil para o …

Dinamarca 0-1 Finlândia | Todos a pensar em Eriksen

A Finlândia venceu o seu encontro de estreia em fases finais de Campeonatos da Europa, num jogo em que o mais importante não foi o resultado final, mas sim a luta de Eriksen pela vida. A …

Polícia chinesa prende mais de mil suspeitos de lavagem de dinheiro com criptomoedas

As autoridades chinesas intensificaram o controlo de esquemas que envolvem criptomoedas e prenderam mais de 1.100 suspeitos de usar os ativos digitais para lavagem de fundos ilícitos. A mega operação ocorreu em 23 províncias, regiões e …

#CancelCanadaDay. População quer pôr fim ao Dia do Canadá

Uma cidade canadiana e uma "Primeira Nação" do país cancelaram formalmente o Dia do Canadá alegando que não querem continuar a homenagear a "tentativa de genocídio" contra os povos indígenas. A prefeita da cidade de Victoria, …

Plástico é responsável por 80% do lixo nos oceanos

Um estudo global publicado na quinta-feira revelou que 80% do lixo encontrado nos oceanos é composto por plástico, sobretudo sacolas e garrafas. Em seguida surge o metal, vidro, roupas e outros artigos têxteis, borracha, papel …

Governo sabia da partilha de dados de ativistas russos desde março

O Governo sabia do envio para a embaixada russa dos dados pessoais dos manifestantes anti-Putin desde março. A notícia foi avançada pela RTP. Os ativistas russos revelaram que a sua queixa sobre a atitude da Câmara …