Detidos em Portugal dois dos 10 mais procurados da América do Sul

Tiago Henrique Marques / Lusa

-

Dois argentinos detidos em Portugal no ano passado foram identificados pela Interpol e estão na lista dos dez criminosos mais procurados na América do Sul, disse à agência Lusa fonte da Polícia Judiciária.

De acordo com a mesma fonte, os dois argentinos foram identificados como sendo os autores de crimes graves, como homicídio, rapto e extorsão na Argentina, Brasil e Uruguai.

A SIC Notícias avançou hoje que as autoridades internacionais confirmaram a identidade dos dois argentinos detidos em Portugal em novembro do ano passado por assaltos a bancos entre 2014 e 2016.

Fonte da Polícia Judiciária contactada hoje pela Lusa indicou que seja provável um pedido de extradição dos países da América Latina onde os dois argentinos cometeram crimes, mas terão de ser julgados, e a serem condenados, cumprir as sentenças em Portugal.

A mesma fonte indicou que os dois detidos raptavam filhos de pessoas abastadas naqueles países, e pediam resgates, chegando a assassinar alguns deles, mesmo depois de obter o dinheiro exigido.

Na sequência da detenção, em 2016, em Aveiro, pela Unidade Nacional de Combate ao Terrorismo (UNCT) da Polícia Judiciária, de um grupo de cinco indivíduos, as autoridades enviaram para a Interpol fotografias e impressões digitais de três deles que detinham identificações falsas.

Na altura, a PJ tinha anunciado o desmantelamento de uma estrutura criminosa “bastante violenta” de cariz transnacional que realizava assaltos a bancos à mão armada na zona da Grande Lisboa.

Os cinco homens, com idades entre os 30 e os 50 anos, foram detidos em Portugal por suspeitas dos crimes de associação criminosa, roubo qualificado em dependências bancárias, falsificação de documentos e detenção de arma proibida.

Segundo a PJ, esta estrutura criminosa “bastante violenta”, era suspeita de ter realizado cinco assaltos à mão armada em dependências bancárias, entre meados de 2014 e meados deste ano, na zona da Grande Lisboa, “cuidadosamente planeados e executados”.

Dos cinco detidos, um era de nacionalidade portuguesa, outro espanhola, e três apresentaram documentação falsa, que a polícia investigou.

Durante a ação policial e em resultado de buscas domiciliárias, a PJ apreendeu “relevantes meios de prova”, como máscaras de látex, perucas e capacetes, várias armas de fogo e munições, viaturas e um vasto acervo de documentos falsificados.

A PJ, que classifica esta operação policial como complexa, refere ainda que os cinco detidos ficaram em prisão preventiva depois de terem sido presentes a primeiro interrogatório judicial.

A operação foi realizada pela UNCT da PJ, num inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loures.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de 100 mil trabalhadores independentes já pediram apoio do Governo

Mais de 100 mil trabalhadores independentes já se candidataram ao apoio extraordinário criado pelo Governo para fazer face à paragem total de atividade devido à pandemia de covid-19. Segundo o comunicado do Ministério do Trabalho, Solidariedade …

“Voltaremos a encontrar-nos”. Isabel II relembra a 2.ª Guerra Mundial e fala de um desafio "diferente"

A rainha Isabel II salientou este domingo, numa mensagem televisiva, que a pandemia Covid-19 é um desafio "diferente" de outros enfrentados pelo Reino Unido e exortou os britânicos a respeitar o confinamento. "Embora já tenhamos enfrentado …

CTT recuam. Não vão propor a distribuição de dividendos de 2019

O Conselho de Administração dos CTT - Correios de Portugal, SA informaram esta segunda-feira que já não vão propor à Assembleia Geral de Acionistas a distribuição de dividendos relativos ao exercício de 2019, como previsto, …

Há enfermeiros sem treino a trabalhar nos cuidados intensivos

A presidente do Sindicato de Todos os Enfermeiros Unidos (SITEU), Gorete Pimentel, denuncia que há enfermeiros sem treino a trabalhar em unidades de cuidados intensivos. "São necessários três a quatro meses para que um enfermeiro seja …

Ronaldo vai tornar-se o primeiro bilionário no mundo do futebol

Cristiano Ronaldo vai faturar cerca de 90 milhões de euros este ano. Isto faz com que o futebolista português atinja os mil milhões de euros em receitas durante a sua carreira. Embora Cristiano Ronaldo tenha sido …

Tribunais adiaram mais 50 mil diligências num mês

A pandemia de covid-19 obrigou os tribunais portugueses a adiar 2.445 diligências e a anular outras 28.957, escreve o jornal Público. Ao todo, foram desmarcadas 51.402 diligências, frisa o matutino na sua edição desta segunda-feira, …

311 mortes e uma subida de 4% nos casos confirmados em Portugal. Recuperados quase duplicaram

O número de mortes em Portugal relacionadas com a Covid-19 ultrapassou a barreira das 300, situando-se nas 311 vítimas, mais 16 do que no domingo. O número de recuperados também cresceu para 140. Os casos …

"Uma vergonha para o país". Morte de ucraniano leva a "mudanças profundas" no funcionamento do SEF

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse esta segunda-feira que vai haver “mudanças profundas no modelo de funcionamento do Centro de Instalação Temporária do SEF no aeroporto de Lisboa, na sequência do caso da …

City abre processo a Kyle Walker por festa com prostitutas durante quarentena

Kyle Walker, futebolista do Manchester City, viu o clube instaurar-lhe um processo disciplinar, depois de este ter, alegadamente, quebrado a obrigação de confinamento devido à COVID-19 numa festa com prostituas. “Os futebolistas são modelos a seguir …

"Digam aos accionistas que não há nada para ninguém". Marcelo apela à Banca (ou deixa que o Governo suspenda os lucros)

O Presidente da República reúne-se, nesta segunda-feira, com os cinco maiores bancos a actuar em Portugal para apelar à sua "sensatez" para agilizarem os empréstimos às empresas e às famílias depois de terem recebido milhões …