Desvendados segredos da antiga Roma sob a primeira catedral do mundo

The Lateran Project

Construção digital da igreja de Latrão do imperador Constantino

Uma equipa internacional de arqueólogos descobriu novos detalhes sobre a antiga Roma  depois de vários anos de escavações na igreja de São João de Latrão (San Giovanni in Laterano), que confirmaram ser a primeira catedral do mundo. 

A investigação, apoiada pela Escola Britânica de Roma, contou ainda com a participação das universidades de Newcastle, no Reino Unido, de Florença, em Itália, e de Amesterdão, na Holanda, e conseguiu trazer à luz todo o esplendor das sucessivas transformações da antiga cidade de Roma, nota a Europa Press.

Os cientistas criaram, pela primeira vez, uma imagem holística desta catedral que, não só é a mais antiga do mundo, como espelha grande parte da história da cidade de Roma.

Para a investigação, os arqueólogos percorreram e analisaram passagens subterrâneas que estão localizadas sob a catedral, analisando os remanescentes dos edifícios que assistiram a construção da cidade. Depois, cruzaram os seus dados com os estudos já existentes e criaram uma imagem digital do espaço.

A igreja, conhecida como a catedral do Papa, foi originalmente construída no século IV d.C após uma vitória de Constantino (306–337), o primeiro imperador romano a converter-se ao cristianismo. Localizada na colina de Caelia, a catedral terá dominado o horizonte romano à luz da época.

Contudo, e tal como revela a investigação agora publicada na revista Current World Archaeology, este espaço já era usado há anos. Para construir a sua catedral, Constantino varreu Castra Nova, a luxuosa sede imperial da cavalaria, construída mais de um século antes pelo imperador Septimio Severo (93–211).

E, da mesma forma, Servero já havia destruído as casas palacianas de alguns dos residentes mais poderosos de Roma para abrir caminho para a construção do seu “novo quartel” imperial.

Este processo quase cíclico de construção e destruição revela que, durante centenas de anos, estabeleceram-se “camadas” da história de Roma, refletindo, em grande parte, as mudanças e as prioridades do Império romano.

Tendo em conta o potencial arqueológico da catedral, a equipa passou anos a escavar o local,muito abaixo das ruas modernas de Roma, trazendo à luz a primeira imagem holística em centenas de anos da história romana. Os cientistas recorreram à cartografia digital, a radares de penetração do solo, bem como a técnicas de visualização em 3D para projetar a antiga catedral.

A partir das informações recolhidas, e contado com a colaboração de alguns dos mais importantes especialistas em visualizações em três dimensões, a equipa reconstruiu o esplendor dos edifícios que foram destruído ao longo dos séculos. De acordo com a equipa, este é um dos primeiros projetos do mundo a utilizar a técnica de mapeamento laser terrestre numa área tão extensa para fomentar a investigação arqueológica.

A investigação permitiu ainda estudar como é que os diferentes edifícios que ocuparam o local evoluíram e como é que se relacionam entre si, dando uma ideia da escala que cobre o local que ocupa uma área de quatro hectares.

“Há uma grande área de espaço sob Letrão onde é possível caminhar ou rastejar”, explicou Ian Haynes, co-diretor do Projeto de Latrão e professor de arqueologia na Universidade de Newcastle, que falou em exclusivo à revista que publicou a investigação.

“A arqueologia encontra-se em diferentes níveis debaixo [da catedral]: em profundidade, estivemos a 8,5 metros debaixo da superfície moderna. Para aceder a alguns espaços, trabalhamos com um grupo chamado Roma Sotteranea que é especializado em trabalhar em locais subterrâneos e usa exatamente o mesmo equipamento e técnicas que os arqueólogos”, começou por explicar.

Em alguns locais, explicou o cientistas, foi “necessário rodar as equipas a cada meia hora porque, caso contrário, o ambiente tornava-se sufocante”.

A construção da catedral foi um momento crucial que marcou o começo dos principais edifícios cristãos que vieram a definir Roma, sendo também um poderoso símbolo de como os militares abriram caminho para a religião na antiga Roma.

Em 312 d.C, o exército de Constantino venceu o usurpador Maxêncio (278-312) na Batalha da Ponte Milvian. após a vitória, a base da cavalaria foi destruída, bem como alguns dos edifícios próximos. A área foi depois cedida à Igreja, proporcionando o lugar perfeito para Constantino apresentar a sua visão renovada de Roma.

“O terreno pode ter sido entregue à Igreja poucas semanas após a batalha. Tomou-se a decisão e, pouco depois, começou o trabalho em Latrão, pouco anos antes do de São Pedro”, disse o arqueólogo. “A catedral foi reconstruida na década de 1650, mas ainda há um tecido original de Constantino nas paredes, enquanto que as fundações originais ainda estão expostas debaixo da igreja”. 

“Vários esforços foram feitos desde então para reconstruir [a sua versão original] e, por isso, quiséssemos reunir todas estas informações para criar uma catedral digital qualquer pessoa pudesse ‘andar’ (…) Incorporamos informações de escavações anteriores e criamos também um modelo mais simples para testar a acústica e tentar entender como é que os sons teriam funcionado na basílica”, rematou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …

Resgate à TAP deverá ser feito através de empréstimo obrigacionista

A ajuda do Estado à TAP deverá chegar através de um empréstimo obrigacionista convertível em ações, avança o jornal Expresso neste sábado. Este é o cenário mais provável para a TAP, apurou o semanário, que …

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …