Encontrados destroços de porta-aviões dos EUA afundado na II Guerra Mundial

Os destroços do USS Lexington, um porta-aviões norte-americano da Segunda Guerra Mundial bombardeado pelos japoneses no mar de Coral em 1942, foram localizados ao largo da costa leste da Austrália, por uma equipa do cofundador da Microsoft, Paul Allen.

O que ainda resta do porta-aviões USS Lexington foi descoberto este domingo pelo barco de pesquisa do multimilionário Paul Allen, o Research Vessel Petrel, a cerca de 800 quilómetros ao largo da costa leste da Austrália.

Os destroços encontravam-se a 3000 metros de profundidade. A equipa do fundador da Microsoft divulgou fotografias e vídeos que mostram os despojos da embarcação. O USS Lexington foi um dos primeiros de uma longa linha de porta-aviões, com carcaças de aviões particularmente bem preservadas, apesar de estarem há 76 anos no fundo do mar.

“Com base na geografia, na época do ano e noutros fatores relevantes, eu e Paul Allen trabalhamos para determinar quais as missões que merecem ser realizadas”, explicou Robert Kraft, diretor de operações submarinas.

Para Kraft, o USS Lexington era uma prioridade. “Planeamos localizar o Lexington durante cerca de seis meses”, adiantou ao Business Insider.

As expedições lideradas por Allen resultaram também na descoberta do USS Ward, do USS Astoria, do navio de guerra japonês Musashi, do navio italiano da Segunda Guerra Mundial Artigliere e do USS Indianapolis.

Os destroços deste último foram localizados no fundo do Pacífico Norte, a mais de 5500 metros de profundidade. O USS Indianapolis foi o navio cruzador da Segunda Guerra Mundial que desempenhou um importante papel no bombardeamento atómico de Hiroxima, antes de ser torpedeado por um submarino japonês.

Paul Allen foi fundador da Microsoft, em parceria com Bill Gates. O bilionário da Microsoft desenvolveu ainda o maior avião do mundo. A aeronave, que foi criada com o objetivo de ser lançada ao espaço, tem características técnicas permitem-lhe transportar cargas de até 250 toneladas.

Além disso, avança o Público, Allen vai investir mais 125 milhões de dólares nos próximos três anos para equipar máquinas com senso comum. O objetivo é garantir que a inteligência artificial sabe que não se deve virar um copo cheio de água ao contrário (a não ser para a deitar fora), por exemplo.

No USS Lexington estavam, no total, 35 aparelhos embarcados no USS Lexington, dos quais a equipa de Paul Allen disse ter avistado 11. Numa das fotografias, é possível observar um desenho do Gato Félix e, ao lado, quatro bandeiras japonesas que assinalam, provavelmente, o número de aviões inimigos abatidos.

O Lexington, carinhosamente apelidado de “Lady Lex“, ficou muito danificado após a batalha do mar de Coral, ocorrida entre 4 e 8 de maio de 1942 – a primeira entre porta-aviões, através dos respetivos aviões.

Os norte-americanos decidiram então afundá-lo no fim da batalha, que custou a vida a mais de 200 membros da tripulação. Segundo o Jornal de Notícias, os sobreviventes foram transferidos para outras embarcações ainda antes do afundamento.

A batalha do mar de Coral é considerada uma vitória estratégica para os Estados Unidos porque obrigou, pela primeira vez, o império japonês a travar a sua expansão.

O pai do almirante Harry Harris foi um dos combatentes retirados do “Lady Lex”. O almirante, que deverá tornar-se embaixador dos Estados Unidos na Austrália, prestou homenagem à tripulação do navio de guerra.

“Homenageamos a coragem e os sacrifícios dos marinheiros do Lady Lex e de todos aqueles que combateram durante a Segunda Guerra Mundial, continuando a garantir a liberdade que eles defenderam para todos nós”, declarou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Friends: atores já terminaram as gravações do episódio especial

Ainda antes de os talk shows serem suspensos devido à COVID-19, Matt LeBlanc foi um dos convidados do The Kelly Clarkson Show, onde confirmou que as gravações do episódio especial de FRIENDS estavam concluídas. O programa …

YouTube remove vídeos que vinculam falsamente a Covid-19 ao 5G

A onda de teorias falsas que ligam a pandemia da COVID-19 ao 5G levou a uma série de incidentes, incluindo ameaças a engenheiros. Agora, o YouTube está a reprimir essa desinformação. O YouTube informou que removerá …

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …

Apple vai começar a produzir um milhão de máscaras por semana

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana. Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que …