Designer portuguesa usa abelhas para detectar em segundos doenças no hálito

A designer portuguesa Susana Soares desenvolveu um dispositivo, composto por balões de vidro, que permite a detecção de cancro e outras doenças graves com a ajuda de abelhas treinadas.

As abelhas são colocadas numa câmara de vidro em forma de balão, para dentro do qual o doente expira. Quando as abelhas detectam cancro no hálito do doente, voam para dentro de uma segunda câmara de vidro, mais pequena, colocada dentro da primeira.

É um facto conhecido dos cientistas que as abelhas (Apis melifera) têm um extraordinário sentido do cheiro, mais apurado que o famoso faro dos cães. As abelhas conseguem detectar moléculas presentes no ar em concentrações tão baixas quanto 3 partes por milhão.

As abelhas podem assim ser treinadas, usando técnicas pavlovianas (recompensar os animais gratificando-os quando cumprem um determinado objectivo) para identificar o biomarcador específico de uma determinada doença, como os cancros de fígado, pele e pâncreas,  a diabetes ou a tuberculose.

O dispositivo desenvolvido por Susana Soares consiste em duas câmaras de vidro: uma câmara mais pequena, que serve de ‘centro de diagnóstico’, e uma câmara maior com abelhas previamente treinadas. O paciente expira para dentro da câmara mais pequena, e caso as abelhas detectem no ar expirado o biomarcador que foram treinadas para identificar, voam para dentro da câmara.

O design do balões de diagnóstico foi concebido de modo a evitar que as abelhas voem acidentalmente para a câmara de diagnóstico. Uma versão do dispositivo permite a identificação pelas abelhas do odor de feromonas captadas na axila do paciente.

Susana Soares, nascida em Lisboa em 1977, formada na ESAD (Escola Superior de Arte e Design) de Matosinhos e no London Royal College of Art, é professora na South Bank University, de Londres, cidade onde reside.

Com o seu trabalho, Susana Soares tem procurado desenvolver plataformas colaborativas entre o design e as correntes emergentes de investigação científica, e este dispositivo ‘movido a abelhas’ é o mais recente exemplo da sua abordagem inovadora.

Albert Einstein disse um dia que “se as abelhas desaparecessem da Terra, a humanidade acabava em 4 anos”. Além do crucial papel que desempenham na polinização, as abelhas oferecem-nos um sem número de produtos de grande utilidade (mel, geléia real, cera, polén, veneno, entre outros).

Como se não bastasse, as abelhas ainda nos vão dar agora uma ajuda no diagnóstico rápido de doenças graves. Poderão uma designer portuguesa e as suas amigas voadoras revolucionar a medicina como a conhecemos?

AJB, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …

Presidente da República passa o fim de ano na ilha do Corvo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai passar a noite de 31 de dezembro para 1 de janeiro na ilha do Corvo, nos Açores, de onde será transmitida a sua mensagem de Ano …

O calor extremo está a fazer com que os bebés nasçam mais cedo

Investigadores descobriram que o calor extremo faz com que os bebés nasçam mais cedo. Tal como quase tudo neste mundo, as coisas só vão piorar com as alterações climáticas. Segundo o Science Alert, os dois investigadores …