“Desespero e desesperança”. População de Gaza vive pobreza extrema e procura comida no lixo

A crise da pandemia já chegou a Gaza. De acordo com o diretor da ONU para refugiados palestinos (UNRWA), a população local procura comida no lixo, enquanto os palestinos lutam contra níveis de pobreza extremos e a organização que os pode apoiar está no meio de uma grave crise financeira.

No Líbano, Síria, Jordânia, Gaza e em outros países, os refugiados palestinos estão a passar por níveis de pobreza extremos que se agravaram depois da eclosão da pandemia do novo coronavírus. Segundo Philippe Lazzarini, assiste-se a momentos de “desespero e desesperança”.

O diretor da UNRWA explica que “em Gaza, as pessoas estão a remexer lixo numa tentativa de encontrar comida”, depois de analisar os relatórios elaborados pela organização. Lazzarini refere que são muitas as famílias que todos os dias lutam “para ter uma ou duas refeições por dia”.

Philippe Lazzarini foi nomeado diretor da UNRWA em abril, e neste momento está a liderar a instituição num momento de grande crise financeira interna.

Depois do colapso no relacionamento com o seu maior doador de fundos – os EUA – a organização tem passado grandes dificuldades, o que faz com que seja menos rápida e eficaz na prestação de apoios aos palestinos. A ameaça do coronavírus veio agravar a situação.

São muitos os campos de refugiados em todo o Oriente Médio que precisam cada vez mais de ajuda, e a UNRWA já tem atualmente em mãos cerca de 5,6 milhões de palestinos que estão a viver em condições de pobreza. Ao mesmo tempo, Israel prepara-se para anunciar anexação de parte da Cisjordânia, o que já começa a dar sinais de “sufoco” ao trabalho da UNRWA na região.

Um outro acontecimento que deixou a instituição desamparada foi o facto de o ex-líder ter renunciado ao cargo no ano passado, após uma investigação que envolvia acusações de nepotismo dentro da organização. O suíço Lazzarini foi uma “lufada de ar fresco” trazido para estabilizar um navio há muito balançando, diz o The Guardian.

Com um défice orçamentário anual de mais de 110 milhões de euros, a organização está receosa com o futuro. Lazzarini considera “preocupante” que o apoio a escolas e a serviços de saúde por parte da UNRWA esteja a diminuir, mas neste momento é difícil recorrer todas as frentes.

A crise financeira na instituição explodiu em 2018 quando Donald Trump cortou cerca de 250 milhões de euros em doações anuais – o que aconteceu meses depois de dizer que os EUA não recebiam  “nenhuma apreciação ou respeito” por parte dos palestinos pela ajuda que o país lhes dava.

De acordo com o diretor da instituição, o corte americano levou a uma onda de “solidariedade excecional em torno da UNRWA”. Este movimento fez com que 2018 fosse um bom ano para os cofres da organização. Contudo, depois do antecessor de Lazzarini, Pierre Krähenbühl, renunciar após uma investigação oficial ter encontrado “problemas de gestão”, a situação voltou a agravar-se.

No entanto, e numa altura em que o escândalo do antigo diretor já estava esquecido, a UNRWA está novamente com problemas financeiros, mas desta vez por causa da pandemia originada pelo novo coronavírus.

“Há mais pressão sobre a organização para entregar mais, mas, ao mesmo tempo, a situação económica dos nossos doadores também é mais complicada porque todos foram afetados pela covid-19″, assume Lazzarini que espera ter meios para conseguir continuar a ajudar os palestinos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …

João Félix eleito jogador do mês da liga espanhola. Ronaldo vence prémio em Itália

O português João Félix, do Atlético de Madrid, foi eleito o melhor jogador da Liga espanhola de futebol do mês de novembro. O luso revelou-se uma peça fundamental durante todo o mês e ajudou a equipa …