Descoberto o culpado dos misteriosos terramotos na cordilheira Hindu Kush

A cordilheira Hindu Kush – que se estende por 800 quilómetros ao longo da fronteira do Afeganistão com o Paquistão – treme com mais de cem terramotos de magnitude 4,0 ou mais por ano.

A área é um dos locais mais sismicamente ativos do mundo, especialmente para terramotos de profundidade intermediária – tremores que se formam entre 70 e 300 quilómetros abaixo da superfície do planeta). No entanto, os cientistas não têm certeza do porquê.

As montanhas não se localizam numa grande falha geológica, onde se espera alta atividade sísmica, e a região fica a muitos quilómetros de distância da zona de colisão em movimento lento, onde as placas tectónicas euro-asiática e indiana colidem continuamente.

Um novo estudo publicado em 17 de abril na revista Tectonics pode ter uma resposta para os terramotos misteriosos do Hindu Kush – e, como todos os grandes mistérios geológicos, envolve massas viscosas.

De acordo com o estudo, as montanhas Hindu Kush devem a sua reputação sísmica a uma longa “massa” de rocha que lentamente escorre da parte subterrânea da cordilheira para o manto quente e viscoso por baixo. Como uma gota de água solitária que se afasta da borda de uma torneira, a faixa de 150 quilómetros de montanha pode estar a afastar-se da crosta continental a uma velocidade de até dez centímetros por ano. Esse stress subterrâneo pode estar a desencadear terremotos.

Os investigadores descobriram a problemática massa após vários anos de observações de terramotos perto das montanhas Hindu Kush. Viram que os terramotos formaram-se num padrão, criando o que parecia ser um “caminho redondo” de atividade sísmica na superfície do planeta, disse Rebecca Bendick, geofísica da Universidade de Montana em Missoula, citada pela Live Science.

Esses terramotos também se formaram ao longo de um eixo vertical claro, começando entre 160 e 230 quilómetros abaixo do continente e eram mais comuns mais abaixo, onde a sólida crosta continental encontra o manto superior, quente e viscoso. Aqui, é onde a massa de alongamento lento é mais tensa.

Todas as observações foram consistentes com uma massa de rocha sólida que lentamente escorria no submundo pegajoso – uma hipótese que foi usada anteriormente para explicar a atividade sísmica semelhante sob as Montanhas dos Cárpatos na Europa central. De acordo com os geólogos, Hindu Kush terá começado a pingar não antes de há dez milhões de anos e continua a estender-se quase dez vezes mais rápido que a superfície das montanhas, enquanto as placas da Índia e da Eurásia colidem.

Se confirmados, estes resultados podem ser mais uma evidência de que as forças geofísicas além da subducção de placas tectónicas podem enviar terramotos pelo planeta.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …

Carga fiscal subiu aos 35,4% em 2018. É o valor mais alto desde 2000

A carga fiscal em Portugal subiu dos 34,3% do PIB em 2017 para os 35,4% em 2018, o valor mais elevado desde 2000, acima da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento …