Descoberta a origem dos misteriosos sulcos da “Estrela da Morte” de Marte

Sulcos de Fobos, uma das luas do Planeta Vermelho

Os estranhos sulcos na superfícies de Fobos – uma das luas de Marte – foram gravados por pedras gigantes e arredondadas, lançadas da superfície marciana depois da queda de um enorme asteróide.

“Estes sulcos são uma característica distintiva de Fobos e a forma como foram formados tem sido assunto de debate para os cientistas planetários durante 40 anos”, disse o investigador Ken Ramsley da Universidade Brown, nos Estados Unidos.

Para Ramsley, que liderou o estudo publicado na passada semana na revista científica Planetary and Space Science, esta investigação é mais um passo para finalmente encontrar a justificação para estas “fissuras”.

À volta do Planeta Vermelho giram dois satélites, Fobos e Deimos, que possuem forma assimétrica e um diâmetro de 22 e 12 quilómetros, respetivamente. Muitos cientistas acreditam que estes satélites sejam asteroides atraídos pela gravidade de Marte.

Fobos está a aproximar-se do planeta e será destruído daqui a 20-40 milhões de anos, enquanto Deimos, em sentido oposto, está a afastar-se de Marte – fenómeno que não tem ainda qualquer explicação. Recentemente, uma equipa de cientistas abordou a possibilidade de Marte ter tido três luas no passado, uma das quais teria caído na superfície do planeta, cobrindo os dois outros satélites com estilhaços.

Ken Ramsley e o seu colega James Head tentam já há muitas décadas perceber como é que surgiram estes sulcos na superfície de Fobos, que são paralelos e cercam todo o satélite, de acordo com a publicação. Fobos nunca teve atmosfera ou água e, por isso, estas “fissuras” não podem ter surgido pelo movimento dos rios ou da erosão.

Há mais de 40 anos, Head supôs que os sulcos poderia ter sido gravados por um asteróide ou por fragmentos de rochas, que teriam sido catapultados da superfície de Fobos durante a formação da cratera Stickney – cratera esta que é a maior estrutura na superfície do satélite, tornando Fobos semelhante com a “Estrela da Morte” da “Guerra nas Estrelas”.

Contudo, a ideia não satisfez todos os paleontólogos, visto que as fissuras vizinhas à cratera não são díspares, mas antes paralelas – o que não é habitual nos vestígios que resultam de colisões de asteróides.

Além disso, uma parte destes sulcos está sobreposta, passando até pelo interior da cratera Stickney, enquanto outros acabam por se entrelaçar. Por tudo isto, os cientistas achavam mais plausível que os sulcos tivessem sido gravados por estilhaços.

Para responder a todas estas dúvidas, Ken Ramsley e James Head criaram um modelo numérico de Fobos que simula a colisão com um enorme asteróide. Com esta ferramenta, e mudando o tamanho, a massa, a densidade e o ângulo da queda do asteróide, os cientistas procuraram perceber se estes sulcos poderiam surgir.

Os resultados demonstraram que as fissuras de Fobos podem ter aparecido na sequência de uma colisão com um asteróide de órbita mais alta, como a órbita em que estão agora os satélites, a uma altura de 12 mil quilómetros da superfície de Marte.

Neste cenário, a interação gravitacional entre o Planeta Vermelho e a sua lua mais próxima faz com que pedras lançadas para após colisão tracem linhas paralelas e, posteriormente, partam para o Espaço depois de atingir os cumes de Fobos.

A confirmarem-se as conclusões, as misteriosas linhas de Fobos são relativamente novas, tendo cerca de 150 milhões de anos. Segundo Head, a idade exata da cratera de Stickney validaria a sua teoria.

ZAP ZAP // SputnikNews

PARTILHAR

RESPONDER

Telescópio FAST detetou três misteriosos sinais rádio do ainda jovem Universo

O gigante telescópio chinês FAST (Five Hundred Metre Aperture Spherical Telescope) detetou três misteriosas rajadas rápidas de rádio (FRB) que ocorreram quando o Universo era ainda jovem. As rajadas rápidas de rádio são um dos …

Áustria reitera rejeição de acordo comercial UE-Mercosul

O Governo austríaco, numa carta enviada ao primeiro-ministro, António Costa, reiterou a sua rejeição do acordo comercial UE-Mercosul e apelou a que Portugal, enquanto presidência da União Europeia (UE), “assegure” que a sua votação seja …

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …