Descoberta extinção massiva mais antiga do que a dos dinossauros

Malcolm Hodgskiss

Rochas estudadas na Baía de Hudson, no Canadá

Uma equipa de cientistas norte-americanos encontrou evidências de uma extinção em massa mais antiga do que a dos dinossauros, revelou um novo estudo.

De acordo com a investigação, cujos resultados foram publicados na revista científica especializada Proceedings of the National Academy of Sciences, em causa estão estranhas pistas encontradas em algumas rochas no Canadá.

Estas rochas revelaram indícios de uma extinção massiva e até então desconhecida de organismos maior do que a dos dinossauros — que há 65 milhões de anos ditou o fim destes animais e fez a Terra perder quase três quartos das suas plantas e animais.

A extinção antiga agora descoberta envolveu microrganismos que moldaram a atmosfera da Terra, abrindo depois caminho para o aparecimento de animais maiores.

“Isto indica que, mesmo quando a Biologia da Terra é completamente composta por micróbios, poderia considerar-se [a existência de] um enorme evento de extinção que não fica marcado em registos fósseis”, explicou o co-autor do estudo, Malcolm Hodgskiss, da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, citado em comunicado.

Para descobrir os traços dos microrganismos, que não deixaram “pegadas” fósseis, a equipa de cientistas norte-americanos debruçou-se no estudo do óxido de bário – um mineral não metálico que encapsula registos de oxigénio na atmosfera – recolhidos nas Ilhas Belcher, na Baía de Hudson, Canadá.

Amostras deste mineral revelaram que a Biosfera do Terra passou por enorme mudanças que terminaram há cerca de 2.000 milhões de anos com uma extinção em massa que pode estar relacionada com a diminuição dos níveis de oxigénio. “O facto de esta amostra geoquímica ter sido preservada foi muito surpreendente”, disse Hodgskiss.

Esta relação entre a proliferação da vida e o oxigénio atmosférico deu aos cientistas novas evidências sobre a hipótese da Grande Oxidação, também conhecida como Holocausto de Oxigénio ou Revolução do Oxigénio, tal como observa o portal Phys.org.

Este evento envolveu uma enorme mudança ambiental que, provavelmente, ocorreu há cerca de 2,4 mil milhões de anos.

De acordo com esta hipótese, a fotossíntese de microrganismos antigos e a erosão das rochas libertaram para a atmosfera uma grande quantidade de oxigénio que desencadeou um crescimento explosivo na diversidade de minerais na Terra.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. A maior extinção em massa conhecida até agora ocorreu muito antes da “dos dinossauros”. Na verdade, a extinção “dos dinossauros” é uma das mais recentes e, portanto, melhor estudada, e extinguiram-se 75% das espécies terrestres (os dinossauros foram uma minoria). Os eventos que levaram à extinção das trilobites, por exemplo, ocorreram há 225 milhões de anos e extinguiu 95% de todas as espécies do Planeta existentes nessa altura. Isto já se sabe há algumas décadas.

RESPONDER

Dez rinocerontes brancos assassinados por caçadores furtivos em reserva queniana

Dez rinocerontes brancos foram assassinados por caçadores furtivos na reserva queniana de Lewa, no condado de Neru, segundo um comunicado publicado na segunda-feira pelo parque. Os caçadores furtivos atacaram na noite do passado sábado a reserva …

Inscrições nas pinturas rupestres de Foz Côa custam 125 mil euros a ciclistas

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra dois indivíduos que fizeram várias inscrições numa rocha do Parque Arqueológico do Vale do Côa classificado como Património Mundial pela UNESCO. O caso aconteceu durante um passeio de BTT …

Governo lança em 2020 campanha de sensibilização para o consumo de "informação séria"

O Governo anunciou na segunda-feira o lançamento, no início de 2020, de uma campanha de sensibilização que visa a convivência democrática entre uma "comunicação social livre e uma população formada e capaz de exigir e …

Novo Star Wars pode causar ataques epilépticos

A Walt Disney Studios e Epilepsy Foundation publicaram na sexta-feira passada um aviso a dar conta de que Star Wars: Rise of Skywalker contém "várias sequências de imagens com luzes intermitentes que podem afetar quem …

Arqueólogos ativaram (acidentalmente) as "bombas de mau cheiro" mais antigas do mundo

Arqueólogos do Reino Unido lançaram acidentalmente as "bombas de cheiro mais antigas do mundo" quando descobriram ovos de galinha com cerca de 1.700 anos. Durante o longo trabalho de escavação na cidade de Aylesbury, no condado …

Timor atribui nacionalidade a Max Stahl. Jornalista é reconhecido por luta pela libertação do país

O Parlamento Nacional timorense deliberou esta terça-feira, por unanimidade, atribuir a nacionalidade ao jornalista britânico Max Stahl, que filmou o massacre de Santa Cruz, em reconhecimento pelo seu papel na luta pela libertação de Timor-Leste. "É …

Benfica 3 - 0 Zenit | “Pizzão” aos russos vale Liga Europa

O Benfica garantiu o apuramento para a Liga Europa. A formação “encarnada” precisava de um enquadramento especial de resultados e tal acabou por acontecer. O Lyon empatou em casa com o Leipzig, enquanto a formação portuguesa …

Aldeia francesa proíbe habitantes de "morrer em suas casas aos sábados, domingos e feriados"

A presidente da junta de La Gresle, Isabelle Dugelet, assinou um decreto improvável que impede que os habitantes da aldeia francesa de morrer em casa aos fins de semana e feriados. "É proibido que os habitantes …

Lisboa-Porto por cinco euros. CP oferece 80% de desconto no Natal

A CP - Comboios de Portugal está a oferecer descontos de 80% em mais de 4.500 viagens de comboio até 15 de janeiro. Quem viajar de comboio no período de Natal e Ano Novo terá …

Transformer da vida real. Aquanaut é o robô que se transforma em submarino debaixo de água

https://vimeo.com/378556715 Um transformer da vida real: o novo robô autónomo Aquanaut consegue mudar de fisionomia num abrir e fechar de olhos. Num momento assume uma forma humanóide, semelhante a uma sereia, e no outro uma forma …