Descoberta “Casa dos Mortos” onde podem estar enterrados os antepassados de Stonehenge

University of Reading Archaeology Field School / Andy Burns / Facebook

"Casa dos Mortos" em Wiltshire, Reino Unido, pode conter os vestígios mortais dos antepassados de Stonehenge.

“Casa dos Mortos” em Wiltshire, Reino Unido, pode conter os vestígios mortais dos antepassados de Stonehenge.

Arqueólogos britânicos descobriram uma “Casa dos Mortos” que data de há 5 mil anos e que pode conter os vestígios mortais dos antepassados dos povos que viveram em torno do monumento neolítico de Stonehenge.

A descoberta foi feita por arqueólogos e estudantes da Universidade de Reading, no Reino Unido, num local conhecido como “Cat’s Brain” (ou Cérebro de Gato, em Português) que fica situado entre os monumentos pré-históricos de Stonehenge e de Avebury, no condado de Wiltshire.

Esta “Casa dos Mortos” foi encontrada no meio do campo de um agricultor, durante escavações realizadas no âmbito do projecto final de campo da Escola de Arqueologia da Universidade de Reading (UR).

Os arqueólogos situam este achado há 5000 anos, acreditando que remonta ao início do período Neolítico, altura em que apareceram no Reino Unido “as primeiras comunidades agrícolas e os primeiros construtores de monumentos”, conforme salienta a UR num comunicado no seu site.

O monumento começou por ser detectado através de fotografias aéreas e depois, foi registado por imagens de pesquisa geofísica.

Finalmente, os arqueólogos encontraram um edifício central com duas valas em seu redor, notando que estas podem ter sido feitas para escavar a terra que cobria os mortos.

Agora, “descobrir os restos enterrados dos que podem ser os ancestrais dos que viveram à volta de Stonehenge seria a cereja no bolo de um projecto fantástico”, destaca o Director da Escola de Campo de Arqueologia da UR, Jim Leary, citado na página da Universidade.

Jim Leary destaca a “fantástica oportunidade” de poder estudar “com as mais recentes técnicas e tecnologias” um monumento intacto como este.

Acredita-se que pode conter vestígios humanos datados de perto de 3600 antes de Cristo, o que leva a co-directora da Escola de Campo de Arqueologia da UR, Amanda Clarke, a falar numa “descoberta incrível de um dos primeiros monumentos britânicos” e que “oferece um vislumbre raro sobre este importante período da História”.

“Estamos a colocar o pé dentro de um edifício significativo que permaneceu esquecido e escondido durante milhares de anos”, acrescenta Amanda Clarke citada pela UR.

As escavações continuam na tentativa de recolher ossos, artefactos e outros evidências que possam ser analisadas.

No próximo sábado, 15 de Julho, o projecto abre as portas à comunidade para permitir a qualquer pessoa “ver a pré-história a ser desenterrada”, conforme realça Jim Leary.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

"Filme fantástico". Novo livro revela cartas entre Kim Jong-un e Donald Trump

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, qualificou o seu relacionamento com o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como um “filme fantástico”, segundo os editores de um livro a ser publicado, que revela a correspondência entre …

Grupo avisa Bruxelas que Portugal pode tornar-se ilha ferroviária na Europa

Um grupo de portugueses ligados ao setor ferroviário alertou a comissária europeia dos Transportes para a possibilidade de Portugal se tornar uma ilha ferroviária na Europa devido ao atraso em adotar "a bitola europeia" nas …

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …