Descoberta “Casa dos Mortos” onde podem estar enterrados os antepassados de Stonehenge

University of Reading Archaeology Field School / Andy Burns / Facebook

"Casa dos Mortos" em Wiltshire, Reino Unido, pode conter os vestígios mortais dos antepassados de Stonehenge.

“Casa dos Mortos” em Wiltshire, Reino Unido, pode conter os vestígios mortais dos antepassados de Stonehenge.

Arqueólogos britânicos descobriram uma “Casa dos Mortos” que data de há 5 mil anos e que pode conter os vestígios mortais dos antepassados dos povos que viveram em torno do monumento neolítico de Stonehenge.

A descoberta foi feita por arqueólogos e estudantes da Universidade de Reading, no Reino Unido, num local conhecido como “Cat’s Brain” (ou Cérebro de Gato, em Português) que fica situado entre os monumentos pré-históricos de Stonehenge e de Avebury, no condado de Wiltshire.

Esta “Casa dos Mortos” foi encontrada no meio do campo de um agricultor, durante escavações realizadas no âmbito do projecto final de campo da Escola de Arqueologia da Universidade de Reading (UR).

Os arqueólogos situam este achado há 5000 anos, acreditando que remonta ao início do período Neolítico, altura em que apareceram no Reino Unido “as primeiras comunidades agrícolas e os primeiros construtores de monumentos”, conforme salienta a UR num comunicado no seu site.

O monumento começou por ser detectado através de fotografias aéreas e depois, foi registado por imagens de pesquisa geofísica.

Finalmente, os arqueólogos encontraram um edifício central com duas valas em seu redor, notando que estas podem ter sido feitas para escavar a terra que cobria os mortos.

Agora, “descobrir os restos enterrados dos que podem ser os ancestrais dos que viveram à volta de Stonehenge seria a cereja no bolo de um projecto fantástico”, destaca o Director da Escola de Campo de Arqueologia da UR, Jim Leary, citado na página da Universidade.

Jim Leary destaca a “fantástica oportunidade” de poder estudar “com as mais recentes técnicas e tecnologias” um monumento intacto como este.

Acredita-se que pode conter vestígios humanos datados de perto de 3600 antes de Cristo, o que leva a co-directora da Escola de Campo de Arqueologia da UR, Amanda Clarke, a falar numa “descoberta incrível de um dos primeiros monumentos britânicos” e que “oferece um vislumbre raro sobre este importante período da História”.

“Estamos a colocar o pé dentro de um edifício significativo que permaneceu esquecido e escondido durante milhares de anos”, acrescenta Amanda Clarke citada pela UR.

As escavações continuam na tentativa de recolher ossos, artefactos e outros evidências que possam ser analisadas.

No próximo sábado, 15 de Julho, o projecto abre as portas à comunidade para permitir a qualquer pessoa “ver a pré-história a ser desenterrada”, conforme realça Jim Leary.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cardeal George Pell apresenta recurso final contra condenação por pedofilia

O cardeal australiano George Pell, antigo responsável das finanças do Vaticano, apresentou um último recurso contra a sua condenação por pedofilia, no Supremo Tribunal da Austrália, anunciou esta terça-feira a instituição. Segundo a agência Lusa, em …

David descobriu o tratamento para a doença que quase o matou

David Fajgenbaum foi internado no Hospital da Universidade do Arkansas, nos Estados Unidos, depois do Natal de 2013, quando teve uma recaída de uma doença rara auto-imune que quase o matou. A sua condição era tão …

Líder da extrema-direita alemã abandona entrevista depois de ter sido comparado a Hitler

Björn Höcke, líder do partido de extrema-direita AfD no estado federado da Turíngia, abandonou uma televisiva após ter sido comparado a Adolf Hitler. O líder do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD) no estado …

Sobe para sete o número de vítimas mortais do mau tempo em Espanha

O cadáver de um holandês de 66 anos que desapareceu no domingo durante as inundações no sudeste de Espanha foi encontrado esta terça-feira, o que eleva para sete o número de mortes devido ao mau …

Universidade de Coimbra elimina carne de vaca das cantinas

A Universidade de Coimbra (UC) vai eliminar o consumo de carne de vaca nas cantinas universitárias a partir de janeiro de 2020, anunciou esta terça-feira o reitor, Amílcar Falcão. Este será o primeiro passo para, até …

Ângelo Rodrigues já fez a primeira cirurgia de reconstrução da perna

O ator Ângelo Rodrigues está internado no Hospital Garcia de Orta devido a uma infeção provocada por uma bactéria. Realizou uma cirurgia de reconstrução de parte da perna esquerda e está "em plena recuperação". Ângelo Rodrigues …

Guaidó questiona novo diálogo com o regime e alerta que crise se intensificará

O presidente da Assembleia Nacional diz que “nunca houve diálogo” entre o Governo de Nicolás Maduro e a oposição porque ao regime “não lhe interessava solucionar”. O líder político opositor Juan Guaidó questionou esta segunda-feira …

150 tigres foram resgatados de um templo na Tailândia. Mais de metade não sobreviveu

Mais de metade dos 150 tigres resgatados há três anos num templo budista em Kanchanaburi, no oeste da Tailândia, morreram, segundo os media locais. Em causa estiveram problemas relacionados com a consanguinidade, uma vez que foram …

Holanda. Mudanças na legislação fiscal sobre empresas para corrigir imagem de paraíso fiscal

O governo holandês deve apresentar esta terça-feira, no reinício dos trabalhos parlamentares, uma modificação da lei sobre a taxação dos lucros das multinacionais, com o intuito de corrigir a imagem de paraíso fiscal para os …

ISEP acaba com venda de garrafas de água de plástico

O Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) vai, a partir desta segunda-feira, “acabar com a venda de garrafas de água de plástico de 33 centilitros” no campus, uma vez que, anualmente, são consumidas quase …