Mais de mil pessoas pedem demissão de primeiro-ministro japonês

Mais de mil pessoas concentraram-se na segunda-feira à noite junto à residência oficial do primeiro-ministro do Japão, pedindo a sua demissão e a do titular da pasta das Finanças, na sequência do escândalo de alegado favorecimento de uma instituição privada.

As ruas junto ao denominado Kantei encheram-se de palavras de ordem para pedir a renúncia dos governantes, após o ministro das Finanças, Taro Aso, ter admitido que o seu ministério manipulou documentos ligados a um caso de presumível ajuda financeira e administrativa a uma instituição privada.

Perante os pedidos de demissão, iniciados com a revelação do caso, o ministro das Finanças, que é também vice-primeiro-ministro, reiterou a sua intenção de continuar a liderar a investigação, mas não apresentar a sua demissão, em declarações à comunicação social citadas pela agência EFE.

Os registos manipulados versam sobre um acordo alcançado em 2016 para vender, a cerca de um décimo do seu valor de mercado, um terreno propriedade estatal em Psaka (oeste) à Moritomo Gakuem, uma controversa instituição ligada à área da educação que promovia ideias ultranacionalistas e que tinha ligações ao primeiro ministro nipónico, Shinzo Abe, e à sua mulher, Akie Abe.

Um total de 14 documentos foram reescritos pelo ministério após o caso ser revelado, no ano passado, e posteriormente apresentados no parlamento como prova para afastar o executivo da polémica, indicam os resultados de uma investigação revelados na segunda-feira.

O nome de Akie Abe e o seu apoio explícito ao projeto da Moritomo Gakuem foram eliminados dos documentos originais, assim como as referências a Shinzo Abe e ao ministro das Finanças e o apoio de ambos a uma organização ultraconservadora em que o chefe da instituição também ocupava uma posição de topo.

A mulher do primeiro-ministro japonês deveria ser nomeada diretora honorária da escola, cujo projeto de construção foi abandonado quando o escândalo surgiu, em fevereiro de 2017.

O escândalo já motivou a renúncia, na sexta-feira, do diretor da Agência Tributária, Nobuhisa Sagawa, que no momento de tratar os documentos era responsável pela gestão da venda de terras do Estado.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Milhares em Londres pedem um segundo referendo ao brexit

O centro de Londres encheu-se este sábado de milhares de pessoas que se manifestaram  por um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia. “Queremos ter a palavra sobre o ‘brexit’”, gritou-se. Dois …

Para muitos, ir ao Rock in Rio é para "viver a experiência"

Há quem gaste 200 euros, quem não dispense um brinde e quem espere à sombra até ao concerto desejado. Para muitos dos espetadores, a ideia é viver “a experiência” do Rock in Rio Lisboa, que …

Francesa esteve detida 2 semanas por atravessar por engano fronteira EUA-Canadá

A francesa Cedella Roman, de 19 anos, passou o "maior susto da sua vida": foi detida pelo serviço de imigração norte-americano e esteve presa durante duas semanas num centro de imigrantes por ter atravessado acidentalmente …

Os buracos negros podem ser dois wormholes que colidiram

Quando dois wormholes colidem, são criadas ondulações no espaço-tempo. Esses ecos gravitacionais poderiam ser detetados por instrumentos futuros, fornecendo evidências de que essa hipotética colisão através do espaço-tempo existe mesmo. O Observatório de Ondas Gravitacionais por …

Bruno de Carvalho destituído da presidência do Sporting

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi destituído do cargo, por decisão da maioria dos sócios que votaram em Assembleia Geral extraordinária, este sábado, na Altice Arena, em Lisboa. O presidente da Mesa da Assembleia …

É hoje: mulheres sauditas conquistam o direito de conduzir automóveis

A Arábia Saudita levanta este domingo, 24 de Junho, a proibição imposta às mulheres de conduzirem automóveis nas estradas do reino, decisão do príncipe herdeiro Mohammad bin Salman integrada num plano de modernização do país. "Será …

Sobrinho alvo de tentativa de agressão. Bruno foi votar

O empresário Álvaro Sobrinho, líder da Holdimo, segundo maior acionista do Sporting, foi hoje alvo de tentativa de agressão dentro do Altice Arena, em Lisboa, durante a Assembleia Geral (AG) de destituição que decide o …

Marcelo já teve alta. Causa do desmaio apurada

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já deixou o hospital de Braga onde foi observado depois de se ter sentido mal ao final da manhã, tendo o próprio explicado aos jornalistas que teve …

Bélgica vs Tunísia | Goleada “dos diabos”

Num dos melhores jogos desta fase de grupos, a Bélgica apurou-se para os oitavos-de-final do Mundial, graças a uma goleada por 5-2 ante a Tunísia. Sete golos numa partida de futebol ofensivo, aberto, com muitas …

Este é o primeiro dia do resto da vida do Sporting

Os sócios do Sporting reúnem-se hoje para a primeira Assembleia Geral (AG) de destituição da história do clube, na qual decidirão o futuro do presidente, Bruno de Carvalho, legitimado há quatro meses por larga maioria. A …