Dê um descanso ao telemóvel e será mais feliz

Chapendra / Flickr

-

Não está a ser produtivo no trabalho ou nos estudos? Cientistas mostram que o culpado pode estar a dividir a cama consigo. 

Usar o telemóvel minutos antes de adormecer pode prejudicar a produtividade diária das pessoas, alerta um estudo realizado por várias entidades norte-americanas, incluindo a Universidade da Florida, a Universidade do Estado de Michigan e a Universidade de Washington.

A “fadiga do smartphone“, de acordo com os cientistas, é causada pela noites mal-dormidas pelo uso excessivo do telemóvel, e pode comprometer toda a produtividade do dia seguinte.

Entre os principais “alvos”, estão as pessoas que ficam até tarde à noite a responder a mensagens ou e-mails de trabalho, por exemplo. Isso faz com que não consigam “desligar” a mente do trabalho durante o que deveria ser um “momento de descanso”.

Desligue o telemóvel

Um estudo realizado pela professora Leslie Perlow, da Escola de Negócios de Harvard, publicado no livro “Sleeping With Your Smartphone”, concluiu que os profissionais que conseguiram não usar o seus telemóveis durante algum tempo, mostraram-se mais produtivos e animados com o trabalho no dia seguinte.

Os cientistas dizem que qualquer aparelho electrónico é prejudicial ao sono, se for usado antes de dormir. No entanto, o destaque vai para os smartphones, porque estão sempre por perto e são bastante acessíveis.

Então, uma dica simples: para ter amanhã um dia produtivo, logo à noite dê um descanso ao seu smartphone.

Adriano Padilha, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Motorista que conduziu Marcelo entre Lisboa e Porto mandou um e-mail. Foi investigado como "ameaça ao Estado"

O Governo recebeu um email a avisar que a greve dos motoristas ia provocar o caos, fazendo parar muitos serviços - e lembrando que assim caiu um governo no Chile. O executivo receou que fosse uma …

Marinho e Pinto quer Pardal Henriques como deputado do Partido Democrático Republicano

Ainda que não tenha confirmado Pedro Pardal Henriques como um dos cabeça-de-lista do partido que fundou, Marinho e Pinto não poupou elogios ao advogado do Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) . “Seria um …

TAP vai deixar de contar para o défice orçamental

A 15 dias das eleições legislativas, o défice orçamental de 2018 vai ser revisto em baixa. Em causa estão os prejuízos da TAP que deixam de influenciar as contas nacionais. A alteração será comunicada a duas …

Imigrantes desesperam com atrasos no SEF. Bloco questiona Governo

As marcações para atendimento no SEF estão suspensas até ao final deste ano e não existem datas disponíveis nem agenda definida para 2020, levando muitos imigrantes a ficar em risco de irregularidade. A espera para conseguir …

Rui Rio esteve de cócoras a confecionar tapetes em Viana do Castelo. Mas quer país governado “bem de pé”

O líder do PSD, Rui Rio, esteve “de cócoras” a confecionar tapetes floridos em Viana do Castelo, na noite de segunda-feira, assumindo que aquela posição é desaconselhada para governar o país. Duzentos metros ao lado, António …

Empresa está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros

Uma empresa do sector alimentar está há 12 anos à espera que o Fisco lhe devolva 86 mil euros de uma caução paga no âmbito de uma queixa que apresentou contra a Autoridade Tributária (AT). …

Há medicamentos esgotados há mais de um ano. Doentes estão sem alternativas

Há várias farmácias com os medicamentos esgotados, segundo os dados que a Associação Nacional de Farmácias (ANF). Os hipertensos são dos que mais preocupam. Quem sofre de hipertensão e é medicado com Adalat tem, há pelo …

Homem com gasolina e arma de brincar sequestrou autocarro no Rio de Janeiro. Acabou abatido

Um homem armado fez vários reféns num autocarro no Rio de Janeiro, no Brasil. Identificando-se como polícia militar, o sequestrador entrou no veículo com gasolina e com uma arma que se veio a revelar ser …

Governo de Hong Kong anuncia plataforma de diálogo. Ativistas desconfiam

O Governo de Hong Kong anunciou a criação de uma "plataforma de diálogo" com "pessoas de todas as áreas sociais", dois dias depois do protesto pacífico que terá juntado 1,7 milhões de pessoas. Em conferência de …

Altice rompe contrato com o Estado e já não vai enterrar cabos nas zonas de risco de incêndio

A Altice Portugal denunciou o protocolo assinado com a Infraestruturas de Portugal, em 2017, para o enterramento de cabos de telecomunicações nas zonas de elevado risco de incêndio, alegando falta de "condições necessárias" para cumprir …