De tanto acasalar, tartaruga centenária conseguiu salvar espécie da extinção

jdegenhardt / Flickr

Diego, tartaruga gigante macho de Galápagos com mais de 100 anos

Diego, tartaruga gigante macho de Galápagos com mais de 100 anos

Uma tartaruga gigante macho de Galápagos com mais de 100 anos de idade está a ser considerada a grande responsável por recuperar a população da espécie na sua ilha nativa, salvando-a da extinção.

Diego é uma tartaruga Chelonoidis hoodensis, espécie encontrada na natureza apenas em Española, ilha ao sul do arquipélago de Galápagos, no oceano Pacífico.

O arquipélago ficou famoso mundialmente por ter sido alvo de estudos do naturalista inglês Charles Darwin, autor da Teoria da Evolução, devido à sua grande biodiversidade.

Há 50 anos, havia apenas dois machos e 12 fêmeas da espécie de Diego em Española – e os animais estavam demasiado espalhados pela ilha para que fosse possível reproduzirem-se.

Contudo, o apetite sexual de Diego reverteu a situação. A viver num centro de reprodução na ilha Santa Cruz, uma das maiores de Galápagos, ele tornou-se pai de cerca de 800 filhotes.

“É um macho reprodutor muito ativo sexualmente e contribuiu enormemente para repopular a ilha”, descreve à agência AFP Washington Tapia, especialista em preservação de tartarugas do Parque Nacional de Galápagos.

De volta a Galápagos

Com 80 quilos, 90 centímetros de comprimento e 1,5 metros de altura (se esticar as pernas e o pescoço), Diego é o macho dominante entre os três selecionados para recuperarem a espécie em Española. Ele convive com seis fêmeas, suas parceiras nesta missão.

Diego foi encontrado no zoo de San Diego, nos Estados Unidos – é daí que vem o seu nome -, após a espécie ter sido identificada por cientistas e uma campanha internacional ter sido lançada para encontrar mais exemplares deste tipo raro de tartaruga.

San Diego Shooter / Flickr

Tartarugas dos Galápagos a acasalar

Tartarugas dos Galápagos a acasalar

“Não sabemos exatamente como ou quando ele chegou aos Estados Unidos. Deve ter sido retirado de Española entre 1900 e 1959 por uma expedição científica”, afirmou Tapia.

Diego foi levado de volta para Galápagos em 1976 e incluído no programa de reprodução da espécie.

Espécies ameaçadas

Os cientistas não tinham conhecimento do quanto Diego tinha contribuído para esta meta até uma análise genética mostrar, há seis anos, que era pai de 40% dos filhotes libertados na natureza pelo projeto.

Ao todo, duas mil tartarugas foram distribuídas pela ilha, e hoje a espécie não está mais ameaçada de extinção.

“Não diria que a espécie está em condições perfeitas, porque os registos históricos mostram que houve provavelmente mais de cinco mil tartarugas na ilha. Mas está a correr bem, e a população está a aumentar, o que é mais importante”, disse Tapia.

Das 15 espécies de tartarugas gigantes com origem em Galápagos, três foram extintas, vítimas dos piratas do século XVIII que pilharam o frágil ecossistema do arquipélago.

Entre as espécies ameaçadas atualmente, nem todas têm um macho como Diego para vir para salvá-las.

A esperança de recuperar a espécie Chelonoidis abingdoni, por exemplo, morreu quando, em 2012, faleceu o último sobrevivente conhecido, a tartatuga George, o Solitário, depois de se recusar por muitos anos a reproduzir em cativeiro.

ZAP / BBC

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Espiões podem estar a usar o LinkedIn para recrutar novos contactos

O LinkedIn é uma rede social de negócios, mas espiões podem estar a usá-la para encontrar novos contactos. Os espiões estarão a usar perfis falsos, gerados por inteligências artificial. Apesar de ser uma rede social bem …

Mercado de compras online pode não ser tão lucrativo quanto se pensa (e pode estar perto do fim)

Muitas pessoas provavelmente presumem que as lojas online estão a fazer uma fortuna, mas a realidade é bem diferente. Muitas atividades de comércio eletrónico são, na verdade, não lucrativas. Se as pessoas tivessem que pagar o …

Canábis já era fumada há pelo menos 2.500 anos

Uma descoberta nos túmulos do cemitério Jirzankal, no oeste da China, mostra que os povos que viviam nessa zona montanhosa já queimavam canábis com elevados níveis de THC. Uma equipa de arqueólogos encontrou pequenos artefactos de madeira …

Estado angolano exige 25 milhões de euros ao general Dino

O Estado angolano exige ao general Leopoldino Fragoso do Nascimento, mais conhecido por Dino e um dos homens de confiança do ex-presidente José Eduardo dos Santos, o pagamento de 29 milhões de dólares (25 milhões …

Procuradora dos "Cinco de Central Park" deixa de lecionar Direito após série da Netflix

Elizabeth Lederer, a procuradora principal do caso dos "Cinco de Central Park", que resultou na condenação injusta de jovens negros e latinos por violação, disse que vai deixar de lecionar Direito na Universidade de Columbia, …

A água da torneira de uma cidade americana ficou repentinamente cor-de-rosa

Os residentes de Coal Grove, no Ohio, foram surpreendidos por água cor-de-rosa a sair das torneiras das suas casas. O problema esteve relacionado com uma avaria na bomba da estação de tratamento da água. Nenhum habitante de …

Hospital Pulido Valente sem anestesistas na escala este fim de semana

Médicos do Hospital Pulido Valente, em Lisboa, foram este sábado surpreendidos com a falta de anestesistas na escala deste fim de semana e manifestam preocupação com o impacto da decisão nos doentes internados. O coordenador da …

Na Suécia, há quem tenha "vergonha" de andar de avião

Viajar de avião ou usar outro meio de transporte? Para muitos, essa pergunta vem de um dilema ético, de pessoas preocupadas com o impacto da aviação nas mudanças climáticas. Nenhum país, contudo, levou esse dilema tão …

EUA. Governo separa famílias de imigrantes ilegais e envia as crianças para antiga base militar

O internamento de nipo-americanos durante a Segunda Guerra Mundial sempre permaneceu uma mancha terrível nos livros de história dos Estados Unidos (EUA). Cerca 120 mil pessoas foram mantidas à força em várias dessas instalações entre …

Morreu o cineasta italiano Franco Zeffirelli

O cineasta italiano Franco Zeffirelli morreu, na sua casa, em Roma, aos 96 anos, noticiou este sábado a imprensa italiana. “O desaparecimento ocorreu no final de uma longa doença. O mestre vai descansar no cemitério de …