//

David começou a construir próteses aos nove anos (e com peças de Lego)

David Aguilar nasceu sem o braço direito, mas, aos 19 anos, já usa a quarta versão do braço robótico com peças de Lego.

“Em criança, eu ficava muito nervoso por estar à frente de outros rapazes porque eu era diferente, mas isso não me impediu de acreditar nos meus sonhos”, disse David Aguilar à Agência Reuters.

David Aguilar, natural de Andorra, está atualmente a estudar Bioengenharia na Universidade Internacional da Catalunha. Já usa a quarta versão do braço robótico.

Tudo começou, lembra num vídeo publicado na sua conta do Youtube, com um boné com ventoinha. Tinha nove anos. Depois, com as peças de Lego que o pai lhe ofereceu, evoluiu para um suporte para iPhone, até que se aventurou nas motas, carros, aviões, naves espaciais. Tudo com Lego.

Até que acabaria por criar o primeiro braço, na altura muito rudimentar. Depois evoluiu para elásticos e cabos, até que chegaram os motores e foi aberto um mundo de possibilidades.

No seu YouTube é possível ver alguns vídeos e a evolução dos seus modelos. Por exemplo, num dos vídeos, David mostra três braços prostéticos, com a inscrição MK, numa declarada homenagem ao Iron Man.

“Eu queria olhar-me ao espelho como vejo os outros rapazes, com duas mãos”, desabafa à Reuters, garantindo que usa o braço apenas de vez em quando, já que se considera independente só com um braço.

Depois de finalizar os estudos académicos, o catalão deseja criar mais membros prostéticos acessíveis para quem tem menos possibilidades financeiras. “Eu tentaria dar-lhes uma prótese, mesmo que fosse de borla, para que eles se sintam uma pessoa normal.”

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.