O “diferenciado” David Carmo estreia-se na Selecção. Félix e Inácio ficam de fora

@SCBragaOficial / Twitter

O defesa central David Carmo

O defesa central David Carmo.

O defesa central David Carmo, do Sporting de Braga, é a grande novidade nos convocados da Selecção Portuguesa de futebol para os primeiros jogos da Liga das Nações 2022/2023. Ricardo Horta, outro arsenalista, está de volta e João Félix e Gonçalo Inácio ficam de fora.

David Carmo, de 22 anos, é estreia absoluta, na lista de 26 convocados de Fernando Santos em que entra também o avançado Ricardo Horta, igualmente do Sp. Braga.

É um regresso à Selecção para Ricardo Horta que estava ausente desde o último encontro de Paulo Bento, em 7 de Setembro de 2014.

Contudo, a chamada de Ricardo Horta era expectável. No caso de David Carmo, esta estreia é mais surpreendente até depois de se ter lesionado de forma grave há cerca de um ano e meio.

No Twitter, o fundador do site Futebol de Bancada, Rafael Pacheco, assinala que “é impressionante como depois de praticamente um ano parado a recuperar de lesão, em poucos meses [David Carmo] consegue a sua primeira convocação para a Selecção Nacional”.

“David Carmo é diferenciado”, nota ainda Rafael Pacheco.

O Sporting de Braga assinala a conquista do defesa também no seu perfil do Twitter.

O ex-treinador arsenalista, Carlos Carvalhal, também se mostrou muito feliz com a chamada de David Carmo, e também Ricardo Horta, à Selecção.

Em relação à última convocatória, em Março passado, para o ‘play-off’ de acesso ao Mundial2022, regressa também o central Domingos Duarte (Granada) e o médio Palhinha (Sporting).

De fora ficam João Félix (Atlético de Madrid) que está lesionado e Gonçalo Inácio (Sporting).

Descartados são ainda Anthony Lopes (Lyon), Cédric (Arsenal) e José Fonte (Lille).

Tiago Djaló (Lille), que havia sido chamado à última hora para o ‘play-off’, depois de Pepe acusar positivo à covid-19, também está de fora, ao contrário de José Sá e Vítor Ferreira, segunda escolha na convocatória anterior, face à lesão de Rúben Neves.

De fora, continuam o central Rúben Dias (Manchester City) e o médio Renato Sanches (Lille).

Lista dos 26 convocados da Selecção

Guarda-redes: Rui Patrício (Roma), Diogo Costa (FC Porto) e José Sá (Wolverhampton).

Defesas: Diogo Dalot (Manchester United, Ing), João Cancelo (Manchester City), Pepe (FC Porto), David Carmo (Sporting de Braga), Domingos Duarte (Granada), Danilo Pereira e Nuno Mendes (Paris Saint-Germain), Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund).

Médios: Rúben Neves e João Moutinho (Wolverhampton), Vítor Ferreira (FC Porto), Bruno Fernandes (Manchester United), Matheus Nunes e Palhinha (Sporting), William Carvalho (Bétis) e Bernardo Silva (Manchester).

Avançados: Otávio (FC Porto), André Silva (Leipzig), Diogo Jota (Liverpool), Ricardo Horta (Sporting de Braga), Cristiano Ronaldo (Manchester United), Rafael Leão (AC Milan) e Gonçalo Guedes (Valência).

No Grupo 2 da Liga A, Portugal começa por defrontar a Espanha, a 2 de Junho, em Sevilha. Depois joga duas vezes em Alvalade, a 5, com a Suíça, e a 9, com a República Checa, para, no dia 12, actuar em Genebra, no segundo embate com os helvéticos.

Depois destes quatro jogos, a formação das ‘quinas’ cumpre os últimos dois encontros em 24 e 27 de Setembro, o primeiro na República Checa e o segundo em Braga, face aos espanhóis.

A formação das ‘quinas’, vencedora da primeira edição da Liga das Nações, em 2019, precisa de vencer o agrupamento para chegar à ‘final four’ da terceira edição, sendo que a segunda foi conquistada pela França, numa final com a Espanha, em 2021.

A fase final da Liga das Nações realiza-se de 14 a 18 de Junho de 2022, com os vencedores dos quatro grupos da Liga A, sendo que os últimos de cada um dos agrupamentos descem à Liga B.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.