Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças – mas vêm com um preço.

As nossas ancas estreitas e cabeças largas fazem com que dar à luz um bebé seja mais demorado e extremamente doloroso, o que, geralmente, requer assistência médica.

Investigadores liderados pela Universidade de Boston recentemente analisaram como poderia ter sido o nascimento do Australopithacus sediba, um hominídeo antigo pertencente ao mesmo género da famosa Lucy. Com base em evidências fósseis dessa espécie, sabemos que viveu há cerca de dois milhões de anos, na mesma época de dois humanos antigos, Homo rudolfensis e Homo habilis.

Usando ossos fósseis, os investigadores reconstruiram digitalmente como seria a pélvis de uma fêmea A. sediba, permitindo-lhes descobrir como teria dado à luz. Os cientistas descobriram que o processo teria sido um pouco mais fácil para as espécies antigas do que para as mulheres da atualidade.

Quando bebes humanos nascem, precisam girar várias vezes para se encaixar no canal de nascimento, mas para A. sediba, esse não terá sido o caso, embora as espécies partilhem algumas características pélvicas, como a forma do canal de nascimento.

Os investigadores estimam que, para que a rotação seja necessária, a cabeça de um bebé de A. sediba teria que aumentar de 28 a 42%. No entanto, os cientistas observam que ainda pode ter ocorrido algum nível de rotação nas espécies.

“A largura fetal da cabeça e dos ombros tem amplo espaço para atravessar até as dimensões mais estreitas do canal de parto materno”, disse à BBC a investigadora principal Natalie Laudicina, da Universidade de Boston. Ainda não é claro exatamente quando é que a necessidade de girar para sair do canal de nascimento evoluiu pela primeira vez em humanos.

A conclusão óbvia pode ser que, à medida que os hominídeos antigos se adaptavam à caminhada em duas pernas e a cérebros maiores, o parto tornava-se cada vez mais difícil. No entanto, a nova investigação complica à história. Por exemplo, Lucy, que pertencia à espécie Australopithecus afarensis, teria tido um processo de parto mais difícil do que A. sediba, pois teria sido mais apertado para a criança a mover-se através do canal de parto.

Apesar desse grande desafio ao dar à luz, Lucy e os seus parentes viveram cerca de um milhão de anos antes de A. sediba, sugerindo que a evolução do parto é complicada e complexa.

“As diferenças interespecíficas na morfologia pélvica da hominídea fóssil e nas dimensões fetais mostram que não há uma mudança linear e gradual de um nascimento fácil para um nascimento difícil”, escreveram os cientistas este mês na revista especializada PLOS ONE. “Em vez disso, a morfologia de cada espécime exibe o seu próprio conjunto de desafios obstétricos.”

Os cientistas observam que o formato da pélvis de A. sediba terá sido, provavelmente parcialmente, o resultado da forma como o hominídeo se movia, em vez de se adaptar apenas ao parto.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas produziram um processador quântico em larga escala feito apenas de luz

Uma equipa internacional de cientistas da Austrália, Japão e Estados Unidos produziu um protótipo de um processador quântico em larga escala feito apenas de luz laser. O mais recente processador quântico é baseado num projeto com …

FIFA investe 449 milhões de euros para desenvolver o futebol feminino

A FIFA anunciou que vai investir 500 milhões de dólares no desenvolvimento do futebol feminino. Em cima da mesa está uma Liga das Nações, um mundial de clubes e torneios para camadas jovens. A FIFA vai …

Escritor famoso escreve livro para ser lido apenas em 2114

O famoso escritor norueguês Karl Ove Knausgaard, autor de romances como A Morte do Pai e a Ilha da Infância, onde explora a sua história pessoal e o seu dia a dia, aceitou escrever um …

PS deverá aprovar recandidatura de Ferro à presidência da Assembleia da República

O Grupo Parlamentar do PS vai reunir-se na quinta-feira, com a presença do secretário-geral, António Costa, ocasião em que deverá aprovar a recandidatura de Ferro Rodrigues ao cargo de presidente da Assembleia da República. Fonte oficial …

Perito revela que arma que investigação diz que matou Luís Grilo foi adulterada

O perito que examinou a arma que, segundo o Ministério Público, António Joaquim usou para matar o triatleta Luís Grilo revelou hoje em tribunal que o revólver foi adulterado, não conseguindo garantir se essa foi …

Cientistas criam vasos sanguíneos artificiais funcionais

Cientistas nos Estados Unidos usaram impressão 3D para fabricar vasos sanguíneos funcionais que poderão vir a ser usados clinicamente em casos de doenças vasculares. O resultado das experiências é relatado num estudo publicado esta terça-feira no …

Ordem suspende durante seis meses obstetra do caso do bebé sem rosto

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos decidiu suspender preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu em Setúbal com malformações graves. A informação foi avançada à Lusa por fonte oficial da …

A China está a criar porcos gigantes (tão grandes como ursos polares)

https://vimeo.com/368036025 Porcos tão pesados como ursos polares. Esta é a solução encontrada por produtores chineses de porcos que tentam resolver o problema da falta de carne no mercado, muito por culpa da gripe suína africana dizimou …

Rússia e Síria vão partilhar controlo do nordeste sírio

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse hoje que a Turquia e a Rússia alcançaram um acordo pelo qual as forças curdas da Síria vão recuar 30 quilómetros a partir da zona fronteiriça do nordeste …

Câmara dos Comuns aprova acordo do Brexit (mas rejeita calendário apertado)

A Câmara dos Comuns aprovou esta terça-feira a primeira votação do acordo para o Brexit. No entanto, a calendarização da saída foi rejeitada numa segunda votação, deixando um impasse na data para o Brexit. Pela primeira …