Dar à luz era mais fácil há 2 milhões de anos

Como humanos modernos, desenvolvemos a habilidade de caminhar em duas pernas e temos cérebros grandes. Estas características ajudam-nos a chegar à prateleira de cima e a resolver quebra-cabeças – mas vêm com um preço.

As nossas ancas estreitas e cabeças largas fazem com que dar à luz um bebé seja mais demorado e extremamente doloroso, o que, geralmente, requer assistência médica.

Investigadores liderados pela Universidade de Boston recentemente analisaram como poderia ter sido o nascimento do Australopithacus sediba, um hominídeo antigo pertencente ao mesmo género da famosa Lucy. Com base em evidências fósseis dessa espécie, sabemos que viveu há cerca de dois milhões de anos, na mesma época de dois humanos antigos, Homo rudolfensis e Homo habilis.

Usando ossos fósseis, os investigadores reconstruiram digitalmente como seria a pélvis de uma fêmea A. sediba, permitindo-lhes descobrir como teria dado à luz. Os cientistas descobriram que o processo teria sido um pouco mais fácil para as espécies antigas do que para as mulheres da atualidade.

Quando bebes humanos nascem, precisam girar várias vezes para se encaixar no canal de nascimento, mas para A. sediba, esse não terá sido o caso, embora as espécies partilhem algumas características pélvicas, como a forma do canal de nascimento.

Os investigadores estimam que, para que a rotação seja necessária, a cabeça de um bebé de A. sediba teria que aumentar de 28 a 42%. No entanto, os cientistas observam que ainda pode ter ocorrido algum nível de rotação nas espécies.

“A largura fetal da cabeça e dos ombros tem amplo espaço para atravessar até as dimensões mais estreitas do canal de parto materno”, disse à BBC a investigadora principal Natalie Laudicina, da Universidade de Boston. Ainda não é claro exatamente quando é que a necessidade de girar para sair do canal de nascimento evoluiu pela primeira vez em humanos.

A conclusão óbvia pode ser que, à medida que os hominídeos antigos se adaptavam à caminhada em duas pernas e a cérebros maiores, o parto tornava-se cada vez mais difícil. No entanto, a nova investigação complica à história. Por exemplo, Lucy, que pertencia à espécie Australopithecus afarensis, teria tido um processo de parto mais difícil do que A. sediba, pois teria sido mais apertado para a criança a mover-se através do canal de parto.

Apesar desse grande desafio ao dar à luz, Lucy e os seus parentes viveram cerca de um milhão de anos antes de A. sediba, sugerindo que a evolução do parto é complicada e complexa.

“As diferenças interespecíficas na morfologia pélvica da hominídea fóssil e nas dimensões fetais mostram que não há uma mudança linear e gradual de um nascimento fácil para um nascimento difícil”, escreveram os cientistas este mês na revista especializada PLOS ONE. “Em vez disso, a morfologia de cada espécime exibe o seu próprio conjunto de desafios obstétricos.”

Os cientistas observam que o formato da pélvis de A. sediba terá sido, provavelmente parcialmente, o resultado da forma como o hominídeo se movia, em vez de se adaptar apenas ao parto.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

"Lava que se farta". Justiça dá razão a Ana Gomes no processo movido por Isabel dos Santos

A ex-eurodeputada Ana Gomes venceu um dos processos que foi movido contra ela por Isabel dos Santos. Em causa estão publicações no Twitter, onde a diplomata acusava a empresária angolana de estar a usar Portugal …

Secretário da Cultura brasileiro vai ser demitido depois de se inspirar em discurso nazi de Goebbels

Roberto Alvim, secretário da Cultura brasileiro, fez um discurso esta quinta-feira copiando um discurso muito conhecido do ministro da propaganda de Adolf Hitler, Joseph Goebbels. O secretário da Cultura do Brasil, Roberto Alvim, divulgou um vídeo …

Presidente da Guatemala anuncia corte de relações com Venezuela

O novo Presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou na quinta-feira que ordenou o corte de relações com a Venezuela e o encerramento da embaixada neste país. Alejandro Giammattei, médico e ex-diretor do Sistema Penitenciário da Guatemala, …

Bolsonaro vai manter secretário acusado de irregularidades no Governo

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, defendeu hoje o titular da Secretaria Especial da Comunicação Social (Secom, órgão da Presidência), Fabio Wajngarten, acusado de alegadas irregularidades em contratos, garantindo que o manterá no cargo. “Pelo que eu …

FC Porto empresta Waris ao Estrasburgo com opção de compra obrigatória

O avançado ganês foi emprestado pelo FC Porto ao Estrasburgo até ao final da temporada, num negócio que inclui uma cláusula de opção de compra obrigatória. No final do empréstimo, o Estrasburgo fica obrigado a contratar …

Miguel Guimarães reeleito bastonário da Ordem dos Médicos

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, foi eleito esta quinta-feira para um segundo mandato, com 93% dos votos. De acordo com os resultados provisórios avançados pela Ordem, estando contados 16.723 votos, Miguel Guimarães foi …

Governante sugere "chazinhos e bolos" para acabar com agressões nas salas de espera dos hospitais

"Salas de espera com bom aspecto, com televisão, revistas" e com "chazinhos e bolos" podem ajudar a reduzir o "clima de tensão" que se vive em alguns hospitais, contribuindo para acabar com as agressões a …

Detidos cinco suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano em Bragança

A Polícia Judiciária anunciou, esta sexta-feira, que foram detidos cinco homens, suspeitos de estarem envolvidos na morte do estudante cabo-verdiano, em Bragança. A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, em comunicado, que procedeu, esta quinta-feira, a "buscas domiciliárias, …

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …