/

Cristina Ferreira troca TVI pela SIC. Impresa dispara, Media Capital afunda

6

Daily Cristina

A apresentadora Cristina Ferreira

Cristina Ferreira deixa a TVI após 16 anos e deverá mudar-se para a SIC já em Setembro. A notícia caiu que nem uma bomba, sendo a notícia mais marcante do ano no mundo televisivo nacional. A TVI já confirmou o fim do contrato com a apresentadora.

“A TVI e Cristina Ferreira acordam em não renovar o contrato de prestação de serviços da apresentadora que está em vigor até 30 de Novembro de 2018”. É desta forma que a Média Capital, grupo que detém a TVI, confirma o adeus de Cristina Ferreira à estação, ao cabo de uma relação de 16 anos.

Cristina Ferreira e a TVI estão, nesta altura, “a negociar os termos” do fim do contrato, refere a estação num comunicado publicado pelo Correio da Manhã, onde elogia “o profissionalismo e competência que a apresentadora e directora de conteúdos não informativos sempre votou ao exercício das suas funções” no canal que lidera as audiências.

O futuro de Cristina Ferreira passa pela SIC, conforme anunciou em primeira-mão o Correio da Manhã. O Público reforça que a apresentadora vai liderar o programa das manhãs no canal de Carnaxide, substituindo Júlia Pinheiro que deverá passar a apresentar um formato durante as tardes.

A confirmar-se este dado, Cristina Ferreira vai disputar as audiências directamente com Manuel Luís Goucha, seu parceiro desde 2004 no programa das manhãs da TVI. O “Você na TV”, que ambos apresentam, é o líder de audiências neste horário.

Goucha já se despediu da colega de apresentação, publicando no Facebook uma fotografia com Cristina Ferreira, a par da legenda “O nosso amor em nada se altera”.

Cristina Ferreira deverá acumular a função de apresentadora da SIC com o cargo de consultora executiva da direcção-geral de entretenimento do canal, refere o Expresso.

Daniel Oliveira lidera, desde Junho passado, a direcção geral de entretenimento da Impresa, o grupo que detém a SIC. A contratação de Cristina Ferreira é encarada como um grande trunfo na disputa pelas audiências.

Cristina Ferreira é uma das personalidades mais influentes da vida pública nacional. Além de apresentadora, é uma empresária de sucesso, sendo proprietária de uma loja e tendo linhas de produtos próprios, incluindo sapatos e perfumes. Também gere a revista Cristina e o seu próprio site.

A apresentadora ainda não reagiu à saída da TVI, nem falou da hipótese de rumar à SIC. Mas logo depois do comunicado da Media Capital a anunciar a ruptura, Cristina Ferreira publicou no seu perfil do Facebook, uma fotografia de quando era criança.

“Tem 40 anos. Tirada pela minha mãe. Regista o momento em que comecei a andar“, escreveu a apresentadora como legenda da imagem que simboliza o que é um recomeço profissional, agora a título isolado, depois de ter feito carreira na televisão ao lado de Manuel Luís Goucha.

Impresa dispara, Media Capital afunda

Após a notícia da saída de Cristina Ferrira da SIC para a TVI, as acções da Impresa registaram uma subida expressiva. A dona da SIC disparou 6%, tendo estado a liderar os ganhos na bolsa de Lisboa.

As acções da Media Capital, dona da TVI, por seu lado, afundaram 14% para os 2,56 euros, ainda que, realça o ECO, com apenas 500 ações negociadas.

O novo contrato de Cristina Ferreira, que passa a ganhar um salário mensal de 80 mil euros, que é a maior transferência de sempre na televisão portuguesa, deixa a apresentadora a ganhar mais do que os próprios patrões. Ao fim do ano, a nova estrela da SIC leva para casa 1 milhão de euros.

O CEO do grupo, Francisco Pedro Balsemão recebe 280 mil euros. O seu pai, e fundador do Grupo, Francisco Balsemão, teve uma remuneração bruta de 291 mil euros, dos quais 106 mil euros provenientes do salário e 185 mil do fundo de pensões.

  SV, ZAP //

6 Comments

  1. Ouvi falar em 80 mil por mês…

    Só digo que ficaria muito contente com 1 décimo (ilíquidos), tendo uma licenciatura de 5 anos e 30 de experiência/carreira profissional…

  2. Se as televisões podem pagar estes ordenados escandalosos, deviam ser severamente taxadas.
    E por aqui se vê o nosso Portugal. Um povo que alimenta este tipo de coisas. Deixem-se andar entretidos a ver Gouchas, Teresas, Cristinas e Júlias que eles gozam-no bem por vocês. Depois queixem-se das reformas baixas.

  3. É verdade, isto é um escândalo, deveriam ter vergonha ,estes ordenados são uma vergonha face aos salários de miséria praticados em Portugal..

  4. Ao que chegou a pouca vergonha das empresas televisivas FALIDAS em Portugal!
    Primeiro, degladiam-se pela mulher mais histérica do espectro televisivo nacional.
    De seguida, a falida SIC (cujos donos tiveram que venderam as suas melhores revistas, a começar pela VISÃO) que tem apresentado PREJUÍZOS escandalosos todos os anos, vai contratar a rainha do histerismo e das palavras mais indecorosas da televisão?
    Essa característica nauseabunda vale mesmo um milhão por ano?…
    Lá vão ficar os maridos reformados coo o almoço estorricado!!!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.