Crianças do Estado Islâmico treinam decapitações com bonecas

(cv) YouTube

-

A estratégia do Estado Islâmico na Síria e no Iraque passa pelo uso de crianças em atentados suicidas, na frente de combate e também em vídeos de decapitações. E nos campos de treino do grupo terrorista, rapazes com idades a partir dos 8 anos aprendem a decapitar pessoas com bonecas.

Um adolescente de 14 anos, que conseguiu fugir de um campo de treinos do Estado Islâmico, conta à Associated Press como passou cinco meses a fazer “exercícios, treinos com armas e estudos Corânicos”, como foi obrigado a bater no próprio irmão para ficar “mais forte” e como os guerrilheiros lhes batiam “em todo o lado”.

Este jovem da minoria curda Yazidi, capturado juntamente com o irmão mais novo e com a mãe no Iraque, recebeu o nome muçulmano de Yahya no campo de treinos e foi obrigado a ver vídeos de decapitações, tal como os outros cerca de 120 rapazes com idades entre os 8 e os 15 anos que aí se encontravam.

O adolescente conta que os guerrilheiros lhes diziam que um dia também eles teriam que executar uma decapitação e para treinarem davam-lhes uma boneca e uma espada.

“Então, ensinaram-me como segurar na espada e disseram-me como golpear. Disseram-me que era a cabeça dos infiéis”, conta o jovem à Associated Press.

A actuação do Estado Islamico na Síria e no Iraque passa por matar os homens e raptar as mulheres e as crianças. E se elas – independentemente da idade – são usadas para escravidão sexual, eles são reeducados, forçados a converterem-se ao Islamismo e a tornarem-se guerrilheiros “jihadistas”.

Há relatos de crianças raptadas nas ruas e de outras convencidas a juntarem-se ao grupo terrorista a troco de presentes e de doces e, muitas vezes, contra a vontade dos próprios pais.

Depois, são vítimas de uma verdadeira lavagem cerebral, treinando nos campos durante 8 a 10 horas por dia, para serem usados em atentados suicidas e até nas decapitações de reféns.

Nas últimas semanas, foram divulgados na Internet vídeos com uma criança que não aparenta ter mais de 10 anos a decapitar um soldado sírio e  com 25 rapazes a darem um tiro na cabeça, sem hesitações, a 25 soldados sírios capturados.

Considerados “Ashbal”, o árabe para “crias de leão“, estes rapazes são rebaptizados com nomes muçulmanos e preparados para servirem a causa do Estado Islâmico cegamente.

De acordo com a organização britânica Observatório Sírio para os Direitos Humanos, só neste ano, juntaram-se ao Estado Islâmico 1100 crianças sírias com menos de 16 anos. E há a certeza de muitos casos que não estão documentados, o que aumenta o número até níveis desconhecidos.

Os dados da mesma organização apontam para a morte de 52 crianças, incluindo oito bombistas suicidas.

SV, ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Triste muito triste porque afinal onde está o resto do Mundo que nada faz.
    ( E ainda bem que não andamos a ensinar os nossos jovens a fazer decapitações…
    Ser solidário sim! )
    Esta parte era bom se fosse verdade pois hoje em dia o que mais se ensina é serem desonestos e olharem primeiro para os seus umbigos pois por alguma razão estamos hoje em dia como estamos em todas as partes do Mundo, mas isto é a minha opinião e claro que também existem pessoas de bem mas começa a ser um bem escasso.

RESPONDER

A teimosia de Simeone e a "cabeça dura" de Conceição vão defrontar-se já amanhã

O FC Porto e o Atlético de Madrid vão arrancar a campanha na Champions já amanhã, e os velhos amigos Sérgio Conceição e Diego Simeone deixaram recados um ao outro nas conferências de imprensa. É já …

Parlamento Europeu apela ao reconhecimento das uniões homossexuais em toda a União

Os eurodeputados querem que os casais homossexuais e as suas famílias sejam tratadas de forma igual em todos os estados-membros. Os eurodeputados exigiram esta quarta-feira que os casais homossexuais beneficiem dos mesmos direitos dos restantes em …

Dínamo Kiev 0-0 Benfica | Tanta posse para acabar a rezar a São VAR

As “águias” dominaram as operações durante grande parte deste primeiro encontro de Liga dos Campeões “a sério” em 2021/22, mas não materializaram essa superioridade e no fim viram Vlachodimos, os postes e o VAR a …

Reino Unido avança com terceira dose para maiores de 50 anos. Máscara pode regressar

Boris Johnson anunciou hoje o plano de protecção do Reino Unido para o Outono e Inverno, que inclui medidas que vão entrar já em vigor e que prevê o regresso da máscara e a exigência …

Uma bactéria que "come carne" está a causar mortes da Flórida

A bactéria está mais presente na água do mar em zonas quentes e já matou 125 pessoas no estado norte-americano desde 2008. Pelo menos oito pessoas já morreram este ano na Flórida devido a uma infecção …

Siemens vai criar comboio de alta velocidade que ligará Mar Vermelho e Mediterrâneo

Um consórcio liderado pela multinacional alemã Siemens estabeleceu um contrato de 4,5 mil milhões de euros para construir uma linha ferroviária de alta velocidade que ligue Ain Sukhna, no Canal de Suez, a Alexandria e …

Alaba joga no Real Madrid mas o seu sonho era jogar no Barcelona

Véspera do grande jogo entre Barcelona e Bayern Munique serviu para Uli Hoeneß divulgar uma conversa pouco simpática para as pessoas ligadas ao Barcelona. A fase de grupos da Liga dos Campeões está de volta. Neste …

Chuva está a ajudar a controlar incêndios em Espanha

Há quase uma semana que as chamas deflagram em Málaga e o incêndio já matou um bombeiro. A chuva tem ajudado a combater o fogo. Há seis dias consecutivos que os bombeiros estão a combater incêndios …

Voos da ONU para Cabul são retomados. Doadores angariam 850 mil milhões de euros de ajuda

Os talibãs garantem que vão proteger as equipas humanitárias da ONU que vão ajudar o Afeganistão, que enfrenta uma grave crise devido à seca. Desde 15 de Agosto que os voos com ajuda humanitária da ONU …

Ventura perde recurso na Relação contra a família do bairro da Jamaica

O Tribunal da Relação considera que os comentários de André Ventura tinham uma "vertente discriminatória em função da cor da pele e da situação socioeconómica” da família. Segundo avança o Público, o Tribunal da Relação não …