Credores não aceitaram propostas da Grécia

FrangiscoDer / Wikimedia

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

Alexis Tsipras, Primeiro-ministro da Grécia

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, criticou hoje a posição de “determinadas instituições”, visando o Fundo Monetário Internacional, que não aceita as “medidas compensatórias” que a Grécia tinha proposto, diz uma fonte governamental grega.

Dirigindo-se aos seus colaboradores antes de deixar Atenas com destino a Bruxelas, onde deve encontrar-se com os dirigentes dos credores (União Europeia, Banco Central Europeu e FMI), o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras queixou-se “da insistência de certas instituições credoras que não aceitam medidas compensatórias”, indicou esta fonte citada pela AFP.

Tsipras referia-se ao FMI, que, segundo o Governo grego, não aceita algumas das propostas apresentadas, indicou uma outra fonte governamental à AFP.

“Esta recusa repetida de medidas compensatórias nunca aconteceu antes – nem no caso da Irlanda, nem no caso de Portugal“, diz Tsipras num post no seu Twitter.

A Grécia está a cerca de uma semana de ter de pagar 1,6 mil milhões de euros ao FMI, a 30 de Junho, e, sem um acordo, continua sem ter acesso à última tranche do programa de resgate – de 7,2 mil milhões de euros.

Esta segunda-feira, a Grécia apresentou um conjunto de propostas que incluem restrições imediatas nas reformas antecipadas e aumentos de impostos e das contribuições das pensões.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou na altura que “as propostas de Atenas chegaram com atraso, mas são um passo importante”, e disse esperar que a reunião do Eurogrupo desta quarta-feira consiga alcançar um resultado para ser apresentado na sexta-feira ao Conselho Europeu.

Caso as propostas apresentadas não sejam aceites pelos credores, a Grécia corre o risco de não receber financiamento para pagar as dívidas de curto prazo e entrar em incumprimento.

Entretanto, o governo grego rejeitou já hoje uma contraproposta apresentada pelos credores a Atenas, incluindo sobretudo exigências do Fundo Monetário Internacional (FMI), indicou à France Presse fonte governamental grega.

Segundo Atenas, “esta contraproposta insiste num aumento das receitas do IVA e em cortes mais significativos na despesa pública.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vai para 5 meses e a montanha acabou por parir um rato…
    As medidas não serão ratificadas em sede parlamentar e ainda que venham a ser não pronunciam a tardia organização das contas públicas, tão pouco gerar confiança para que os próprios gregos recoloquem as suas economias nos bancos…
    Aquilo tem sido mais conversa de “intruja” daquelas no botequim lá por trás das moitas… Os outros é que têem sido “tansos”…
    Tal como os gregos são descendentes do berço da democracia, também um bebé tem os seus encantos mas ao longo da vida pode vir a tornar-se um parceiro pouco recomendável!

  2. Mantêm a dignidade, Grécia. Vira costas a estes chulos e vai mas é ter com a Rússia. Sinceramente começo a duvidar de que seja pior… E mal por mal, ao menos varias de veneno. Firmeza!

  3. Russia? Vai de cavalo para burro, a russia de Putin não passa de um bando de mafiosos. O Putin não vai dar um cêntimo aos Gregos e sim, vai-lhes tirar o pouco que ainda têm.

    Se quer sair que saia, se calhar é o melhor, mas que faça como a Islândia, que siga sozinha o seu próprio caminho.

RESPONDER

Militares portugueses já salvaram mais de 14 mil migrantes no Mediterrâneo

Marinha, Polícia Marítima e Unidade de Controlo de Costa da GNR, ao serviço da agência Frontex, no sul de Espanha e de Itália, já resgataram 14.151 migrantes no Mediterrâneo desde 2014. As equipas militares portuguesas, a …

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …

Pelo menos três mortos em tiroteio em supermercado no Oklahoma

Pelo menos três pessoas morreram, esta segunda-feira, num tiroteio num supermercado da cadeia Walmart em Duncan, cidade do Estado norte-americano Oklahoma. O responsável da polícia de Duncan, Danny Ford, citado pela televisão local TNN-ABC, indicou que …

Benfica tem 125 jogadores com contrato profissional. Sporting tem 123 e o FC Porto só 80

O Benfica tem assinado contratos profissionais com cada vez mais jogadores, ao longo dos últimos anos. Actualmente, o clube da Luz tem contrato com 125 atletas. O Sporting está lá perto, com vínculos profissionais com …

Rússia está a negociar a troca de espiões ao estilo do que acontecia na Guerra Fria

A Rússia, a Noruega e a Lituânia realizaram recentemente uma troca de espiões, garantindo o retorno de vários agentes capturados aos seus países de origem. De acordo com chefe da contrainteligência lituana, citado pelo Moscow Times, …

"Totalmente depauperado". Bruno de Carvalho pede dispensa das sessões de julgamento

O ex-presidente do Sporting, que disse ser comentador desportivo, pediu dispensa das sessões, alegando não ter meio de transporte e estar completamente "depauperado". Arrancou, esta segunda-feira, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, o julgamento de 44 …

Nike deixa de vender produtos através da Amazon

A marca desportiva Nike vai deixar de vender as suas peças de roupa e calçado diretamente através da Amazon, acabando com um contrato firmado em 2017, no qual concordava em vender uma variedade limitada de produtos …

Marco António Costa apoia Pinto Luz. Cavaco também era “improvável e desconhecido”

O antigo vice-presidente do PSD declarou, esta segunda-feira, o seu apoio ao candidato Miguel Pinto Luz, afirmando que, em 1985, Cavaco Silva também foi um vencedor "improvável e desconhecido". "Em maio de 1985, o Governo de …

Veneza com "centenas de milhões" de euros de prejuízo por causa das cheias

A cidade de Veneza, com inundações nos últimos dias, voltou este domingo a registar uma maré alta, mas de menor magnitude, tendo as chuvas intensas que afetam Itália levado a alertas para as cidades de …