Correr ajuda a preservar a memória em épocas de stresse

Quem já passou por uma fase de grande stress sabe que a memória sai bastante prejudicada, e isso pode ser um problema ainda maior na escola ou no trabalho.

Um estudo da Universidade Brigham Young, nos EUA, mostra que o exercício físico, especialmente a corrida, em momentos de stress ajuda a proteger a memória.

O estudo foi publicado no início do mês na revista Neurobiology of Learning and Memory e conclui que correr diminui os impactos negativos do stress crónico no hipocampo, a região do cérebro responsável pela aprendizagem e pela memória.

“O exercício é uma forma simples e eficiente de eliminar os impactos negativos do stress crónico na memória”, explicou o autor principal do estudo, Jeff Edwards, professor de fisiologia e biologia na Universidade Brigham Young.

A formação da memória acontece quando sinapses, ou conexões entre neurónios, ficam mais fortes. Esse processo de fortalecimento é chamado de Potenciação de Longa Duração (LTP). O stress prolongado fragiliza essas sinapses, que diminuiu a LTP e tem impacto sobre a memória.

O estudo mostra que quando a pessoa sob stress exercita, os níveis de LTP são repostos.

Os resultados foram observados em ratos. Um grupo destes animais usou rodas de corrida durante quatro semanas, e correu cerca de 5 quilómetros por dia. O outro grupo foi mantido sem a oportunidade de se exercitar, tornando-se sedentário.

Metade de cada grupo foi exposto a situações de stress, como andar em plataformas elevadas ou nadar em água gelada. Uma hora depois dessas situações, os investigadores mediram as LTP dos ratos.

Os ratos stressados que praticavam exercício físico tinham LTP’s melhores que os ratos stressados sedentários. Na realidade, os ratos stressados que se exercitaram acabaram por mostrar resultados tão bons como os ratos que não foram submetidos a episódios de stress.

Já o teste de memória envolvia um labirinto. O resultado foi que os ratos que se exercitam cometeram muitos menos erros de memória do que os ratos sedentários.

2A situação ideal para melhorar a aprendizagem e a memória seria não ter que passar por stress e exercitar”, diz Edward. “Mas é claro que não podemos controlar o stress nas nossas vidas, mas podemos controlar quanto exercício fazemos. É importante saber que podemos combater os impactos negativos do stress no nosso cérebro simplesmente ao sair e correr”.

Então se está continuamente a pensar em começar a correr mas nunca ganha a coragem necessária, aqui está mais uma desculpa que lhe pode dar motivação. A boa notícia é que as suas pernas são muito maiores do que as do rato, por isso, correr cinco quilómetros é muito mais fácil para si do que para o animal.

PARTILHAR

RESPONDER

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …

O Budismo é a religião da paz. E não foi por acaso que conseguiu esta reputação

No ocidente, muitas pessoas associam o budismo à paz. No entanto, os budistas têm vindo a envolver-se em conflitos violentos desde o surgimento da religião. Num artigo assinado no The Conversation, Nick Swann, professor de Estudos …