Coronavírus: há 21 mil anos a causar pandemias

rawpixel

Os coronavírus só foram identificados como distintos dos vírus da gripe nos anos 60 do século passado, e neste houve apenas duas pandemias de coronavírus —  MERS e SARS — registadas antes da atual, mas há uma razão para a covid se chamar 19. Já houve muitas mais do que as que conhecemos.

Os vírus são fiéis darwinistas. Evoluem e adaptam-se, deixando a cargo das adaptações marginais que sobrevivem ao contra-ataque dos hospedeiros o papel de assegurar a continuidade da espécie na geração seguinte.

Um novo estudo, publicado no dia 2 na Current Biology, apresenta agora uma conclusão (quase) inesperada: há mais de 21 mil anos que os sarbecovírus causam pandemias no nosso planeta.

Tal como todos os vírus, os sarbecovírus, conjunto de vírus relacionados com a Síndrome Respiratória Aguda Grave — de que o SARS-CoV1 e o nosso conhecido SARS-CoV2 são exemplos — precisam de evoluir para sobreviver, mas ao mesmo tempo manter-se altamente adaptados aos seus hospedeiros.

Esta dualidade impõe aos vírus enormes restrições à sua liberdade de acumular mutações sem reduzir o perfil que lhes permite sobreviver (e causar os seus estragos) nos seus hospedeiros.

O dilema dos vírus é simples: se os hospedeiros ganham anti-corpos eficazes contra a sua conformação óptima, mutações demasiado pequenas continuam a ser apanhadas pelos anti-corpos; mas mutações demasiado radicais podem alterar a sua letalidade — ou a sua transmissibilidade — e tendem a desaparecer.

O novo estudo, desenvolvido por cientistas da Universidade de Oxford, analisou e recriou com sucesso os padrões da taxa de decadência destes vírus — e permitiu identificar a sua origem remota.

“Desenvolvemos um novo método que nos permite estimar a idade destes vírus em escalas temporais mais longas, e corrigir essa estimativa com uma espécie de relatividade evolucionária, na qual a taxa aparente de evolução dos vírus depende da escala de tempo em que a medimos”, explica Mahan Ghafari, co-autor do estudo, citado pelo Science 20.

“A nossa estimativa, baseada na análise de dados da sequência da sua evolução, de que estes vírus existem há mais de 21 mil anos, tem uma concordância assinalável com dados recentes de análise do genoma humano que sugere ter havido infeções com um coronavírus ancestral mais ou menos na mesma altura“, diz o investigador.

O novo modelo desenvolvido permite à equipa de investigadores não apenas reconstruir a história evolucionária dos vírus relacionados com o SARS-CoV-2, “como também analisar um conjunto mais abrangente de vírus de ARN e ADN em períodos mais remotos do passado”, acrescenta Ghafari.

As estimativas do modelo, aplicado à análise do HCV, o vírus da Hepatite C — uma das principais causas de doenças hepáticas — são também consistentes com a ideia de que este vírus existe há mais de 500 mil anos. O HCV poderá assim ter-se espalhado pelo planeta através da “migração a partir de África” dos humanos modernos, há 150 mil anos.

O estudo parece assim indicar que o Homem e os vírus caminharam lado a lado ao longo da História, sem que deles tivéssemos dado conta — até Dmitri Ivanovsky, em 1892, ter descoberto que a seiva de uma planta de tabaco doente, mesmo depois de filtrada, infectava plantas saudáveis, e chamado ao misterioso agente responsável… vírus.

  Armando Batista, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Foi e continua a ser “Un Negocio da CHINA” como se costuma dizer !…..do simples desinfectante corrente ao Cangalheiro é toda uma cadeia de fabricas e Profissionais lucram com a Pandemia !……. Como se diz “O mal de Uns faz a felicidade de Outros”..!

RESPONDER

"Falta de respeito". Patrões abandonam concertação social e pedem audiência a Marcelo

As quatro confederações patronais suspenderam, esta sexta-feira, a sua participação nas reuniões da Concertação Social e decidiram solicitar uma audiência ao Presidente da República, perante a "desconsideração do Governo pelos parceiros sociais" na discussão sobre …

Parlamento aprova diplomas para alargar gratuitidade das creches e "direito ao esquecimento"

O Parlamento aprovou, esta sexta-feira, um projeto-lei para o alargamento da gratuitidade das creches e de soluções equiparadas e ainda um diploma que consagra o "direito ao esquecimento". A Assembleia da República aprovou um projeto-lei do …

Costa está muito empenhado num acordo pelo OE, mas não "a qualquer preço"

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, que o Governo vai fazer tudo ao seu alcance para chegar a um acordo sobre o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), mas advertiu que "um acordo não se obtém …

Evergrande escapa por um triz ao default e garante o pagamento de juros de 71.7 milhões de euros

A gigante imobiliária chinesa conseguiu cumprir com o pagamento dos juros no limiar do fim da extensão do prazo. No entanto, persistem os receios sobre a possibilidade da crise na China contagiar a economia mundial. A …

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …

Entre a pandemia e os preços da energia, Marcelo alerta que chumbo do OE criaria "mais um problema"

O Presidente da República reiterou, esta sexta-feira, que deseja evitar uma crise política criada por um eventual chumbo do Orçamento de Estado, porque "só juntaria um problema" à pandemia e à subida dos preços dos …