Contas da Câmara de Almada acendem confronto entre Jerónimo e Centeno

José Sena Goulão / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Jerónimo de Sousa, secretário-geral comunista, acusou o PS de denegrir a “honestidade e competência” da Coligação Democrática Unitária (CDU) na gestão de autarquias. O gabinete do ministro das Finanças, Mário Centeno, refutou esta quarta-feira as acusações.

Na segunda-feira, o jornal Público revelou uma auditoria da Inspeção-Geral das Finanças (IGF) à gestão da Câmara Municipal de Almada, no período de 2014 a 2016, altura em que era presidida por Joaquim Judas, eleito pela CDU. A notícia indicava que tinham existido “despesas ilegais” de 1,6 milhões de euros.

No dia anterior, domingo, a CDU de Almada tocou no mesmo assunto, numa publicação no Facebook onde abordava o relatório da IGF e tecia considerações sobre a mesma.

“Após a leitura e análise apurada do documento em causa, os Deputados Municipais da CDU registam e concluem” que “são identificadas pela ação de controlo da Inspeção Geral de Finanças situações diversas de desconformidades processuais ou legais relativamente ao período em análise”, pode ler-se na publicação.

Assembleia Municipal Intervenção sobre Inspeção Geral de FinançasAção de controlo ao Município de Almada – Contratação…

Publicado por CDU Almada em Domingo, 27 de outubro de 2019

Sobre as “desconformidades”, a CDU de Almada afirma que se trata de “falta de coordenação entre diferentes serviços municipais, incluindo a utilização de plataformas informáticas distintas para os mesmos fins, e não compatíveis entre si; a falta de adaptação de alguns regulamentos municipais e a ausência de normas escritas noutros casos; e algumas insuficiências na elaboração de cadernos de encargos”.

Sobre as questões legais, “constata-se que o foco é a atribuição de relógios aos trabalhadores que completam 25 anos ao serviço do Município, e oferta de smartphones aos filhos dos trabalhadores com 12 anos no âmbito da celebração do Natal”.

Em relação ao relatório, a CDU de Almada considera que “diferentes interpretações das normas legais aplicáveis, designadamente no que se refere à inexistência de regulamentação específica aplicável às autarquias locais, poderão ter conduzido e determinado a existência de algumas das desconformidades identificadas”.

“Como em todas as grandes organizações do Estado, incluindo as Autarquias Locais existem insuficiências e atrasos na correção das situações menos conformes, também no Município de Almada se registou essa realidade”, lê-se.

“As sugestões contidas no relatório não indicam nem indiciam a prática de qualquer ato de corrupção”, acrescenta ainda. “Concordamos com a proposta da Inspeção Geral de Finanças no Relatório em apreciação, que determina que a Câmara Municipal informe aquela Inspeção Geral num prazo de 60 dias.”

Na sequência da divulgação do relatório, Jerónimo de Sousa acusou o PS de denegrir a “honestidade e competência” da CDU na gestão de autarquias.

“Percebemos perfeitamente os objetivos do PS que, através da Câmara Municipal, procura denegrir aquilo que é uma marca da CDU de que o PS não se pode gabar – a honestidade, o trabalho e a competência. Nesse relatório não estão reconhecidas nenhumas barbaridades nem ilegalidades. É estranho que o PS agarre numa questão que se tratou de um trabalhador com 25 anos receber como registo do seu trabalho um relógio e transformá-lo num caso político“, afirmou o secretário-geral comunista esta terça-feira.

“Sabemos ao que o PS vem, mas em relação à forma como a CDU gere os municípios seria uma boa lição e ensinamento para alguns setores do PS”, frisou, numa referência ao facto de o irmão da atual líder parlamentar socialista, Ana Catarina Mendes, ser o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes.

Horas depois da declaração de Jerónimo, o gabinete do ministro das Finanças pronunciou-se, enviando um comunicado à agência Lusa no qual refuta as acusações proferidas pelo secretário-geral do PCP.

O gabinete de Mário Centeno começa por referir que a lei orgânica do Ministério das Finanças define que a IGF “é um serviço do Ministério das Finanças (…), dotado de autonomia administrativa, que funciona na direta dependência do ministro das Finanças”. “Na anterior legislatura, o ministro das Finanças exerceu diretamente as competências conferidas pela lei, apenas delegando competências pontuais nos secretários de Estado.”

Segundo acrescenta o gabinete, “no caso do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, as competências delegadas pelo ministro das Finanças foram as relativas às atribuições da IGF no âmbito do controlo da receita tributária e de outros assuntos de natureza fiscal e aduaneira”.

Na nota, o gabinete sublinha ainda que, nos termos da lei orgânica do Governo anterior, “o ministro das Finanças exerce a direção sobre a IGF, em coordenação com o ministro da Administração Interna, no âmbito do exercício da tutela inspetiva sobre as autarquias locais, as demais formas de organização territorial autárquica e o setor empresarial local”.

Almada foi um dos nove municípios da CDU perdidos para o PS nas últimas eleições autárquicas. A tensão provocada pela divulgação do relatório da IGF intensificou o confronto entre as duas forças políticas, que depressa passaram do concelho para o plano nacional, num momento de pós-eleições.

LM, ZAP // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este Jerónimo é um tratado . ” honestidade e competência ” ahahahahah
    É evidente que todos comem do tacho , mas virem os comunas dizerem que são honestos e competentes é hilariante.
    Já não se deve lembrar da bronca em Loures do contrato das lâmpadas com o cunhado , ou dos lugares de favor no Seixal entre muitos outros casos

RESPONDER

Decisão unânime. Deputados vão pedir para ver contrato de venda do Novo Banco (e para ouvir Carlos Costa)

Os deputados da comissão de orçamento e Finanças aprovaram esta quarta-feira por unanimidade o requerimento do Bloco de Esquerda para que seja entregue ao parlamento o contrato de venda do Novo Banco ao Lone Star. Segundo …

Portugal poderá receber 26,3 mil milhões de Bruxelas. 15,5 mil milhões a fundo perdido

Portugal poderá receber 26,3 mil milhões de euros em subvenções e empréstimos no âmbito do Fundo de Recuperação da União Europeia (UE), após a crise da covid-19, que ascende a um total de 750 mil …

Aumentam queixas devido ao pagamento de "taxas covid" em clínicas e hospitais privados

Aumentaram, nos últimos dias, as queixas à DECO, a Associação de Defesa do Consumidor, relacionadas com o pagamento de taxas adicionais no acesso a hospitais e clínicas privadas. Taxas que se destinam a pagar os …

O Banif deixou de ser um banco em 2015, mas continua sem haver relatório obrigatório por lei

Os credores aguardam há quatro anos e meio que seja divulgado o relatório que diga qual a percentagem de recuperação a que têm direito por lei. A 20 de dezembro, completaram-se quatro anos desde que o …

FC Porto revela tempo mínimo de paragem de Marcano

O futebolista Iván Marcano, que sofreu uma uma rotura do ligamento cruzado, vai ficar afastado dos revelados pelo menos durante três meses. Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o FC Porto …

Num voo histórico, Space X lança esta quarta-feira astronautas da NASA para o Espaço

A Space X vai lançar esta quarta-feira dois astronautas da NASA para o Espaço. Este voo tripulado será certamente histórico, assinalando momentos importantes quer para a agência espacial norte-americana quer para a empresa de Elon …

Crise no PSG. Mbappé e Di Maria dispensam 70% do salário, Neymar não abdica de um euro

Visando minimizar os impactos financeiros da covid-19, o PSG reuniu com a equipa para discutir uma redução salarial. De acordo com o francês Le Figaro, não houve consenso: Mbappé e Di Maria estão dispostos a …

Bruxelas propõe Fundo de Recuperação de 750 mil milhões de euros

A Comissão Europeia vai propor um Fundo de Recuperação de 750 mil milhões de euros para a Europa superar a crise provocada pela pandemia da covid-19. "A Comissão propõe um Fundo de Recuperação de 750 mil …

Gabriel confirma recuperação. "Pronto para voltar aos relvados"

Recorrendo às redes sociais, o médio brasileiro do Benfica Gabriel confirmou que já recuperou da lesão ocular e que se encontra pronto para voltar aos relvados. "Estou recuperado e pronto para voltar aos relvados graças …

Défice está a agravar-se. Medidas contra a pandemia custaram 660 milhões ao OE

O défice orçamental em abril agravou-se em 341 milhões de euros, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Os impactos da pandemia de covid-19 já se estão a fazer sentir. De acordo com os …