Consumo diário de cafeína pode alterar a estrutura do cérebro

Um estudo sugere que o consumo diário de cafeína pode reduzir o volume de massa cinzenta no cérebro humano. Os cientistas sublinham que as descobertas não significam que a cafeína tenha um impacto negativo sobre o cérebro, mas alertam que pode induzir um tipo de plasticidade neural temporária.

De acordo com o New Atlas, o foco do novo estudo foi descobrir os efeitos da cafeína no volume de massa cinzenta em indivíduos jovens e saudáveis.

Uma pergunta em particular que os investigadores queriam responder era se a influência da cafeína na massa cinzenta era resultado do efeito desta no sono, já que foi demonstrado que a privação ou interrupção deste pode levar a reduções agudas no cérebro.

Durante a pesquisa, e numa primeira fase, 20 indivíduos tomaram três comprimidos de cafeína por dia, sendo que durante o segundo período tomaram comprimidos de placebo. No final de cada etapa o volume de substância cinzenta dos participantes foi medido através do fMRI, e a atividade de ondas lentas do sono foi medida por EEG.

Os resultados revelaram reduções significativas na massa cinzenta após 10 dias a consumir cafeína, o que não aconteceu após 10 dias a tomar o placebo.



Por outro lado, o estudo não encontrou nenhuma diferença na atividade do sono de ondas lentas entre os períodos de toma de cafeína ou de placebo. Isso sugere que as reduções de massa cinzenta detetadas não estão relacionadas com interrupções do sono, mas talvez com uma característica única da cafeína.

O efeito da cafeína no cérebro foi considerado particularmente relevante no lobo temporal medial direito, onde se situa o hipocampo, que é responsável por processos como a formação da memória e a cognição espacial.

Carolin Reichert, autora do estudo, realça que as mudanças na massa cinzenta induzidas pela cafeína acabam por se recuperar muito rapidamente depois do consumo de cafeína ser interrompido.

“As mudanças na morfologia do cérebro parecem ser temporárias, mas ainda faltam comparações sistemáticas entre os consumidores de café e aqueles que geralmente consomem pouca ou nenhuma cafeína”, explica Reichert.

A especialista refere ainda que o estudo não indica que o consumo de cafeína prejudique o funcionamento cognitivo, uma vez que existem evidências que apontam o contrário e mostram que a cafeína é neuro-protetora, retardando o declínio cognitivo em indivíduos mais velhos com alto risco de doenças como Alzheimer e Parkinson.

“Os nossos resultados não significam necessariamente que o consumo de cafeína tenha um impacto negativo no cérebro”, enfatiza Reichert, acrescentando que, apesar disso, “o consumo diário de cafeína afeta o nosso hardware cognitivo, o que por si só deverá dar origem a mais estudos”.

O estudo foi publicado no jornal Cerebral Cortex a 15 de fevereiro.

Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imunidade de grupo poderá ser atrasada. Jovens com mais de 18 anos vacinados a partir de 4 de julho

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task-force para o Plano de Vacinação contra a covid-19, admitiu um atraso de até 15 dias na meta de 70% de população vacinada com a primeira dose, devido ao …

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …