Consumo diário de cafeína pode alterar a estrutura do cérebro

Um estudo sugere que o consumo diário de cafeína pode reduzir o volume de massa cinzenta no cérebro humano. Os cientistas sublinham que as descobertas não significam que a cafeína tenha um impacto negativo sobre o cérebro, mas alertam que pode induzir um tipo de plasticidade neural temporária.

De acordo com o New Atlas, o foco do novo estudo foi descobrir os efeitos da cafeína no volume de massa cinzenta em indivíduos jovens e saudáveis.

Uma pergunta em particular que os investigadores queriam responder era se a influência da cafeína na massa cinzenta era resultado do efeito desta no sono, já que foi demonstrado que a privação ou interrupção deste pode levar a reduções agudas no cérebro.

Durante a pesquisa, e numa primeira fase, 20 indivíduos tomaram três comprimidos de cafeína por dia, sendo que durante o segundo período tomaram comprimidos de placebo. No final de cada etapa o volume de substância cinzenta dos participantes foi medido através do fMRI, e a atividade de ondas lentas do sono foi medida por EEG.

Os resultados revelaram reduções significativas na massa cinzenta após 10 dias a consumir cafeína, o que não aconteceu após 10 dias a tomar o placebo.

Por outro lado, o estudo não encontrou nenhuma diferença na atividade do sono de ondas lentas entre os períodos de toma de cafeína ou de placebo. Isso sugere que as reduções de massa cinzenta detetadas não estão relacionadas com interrupções do sono, mas talvez com uma característica única da cafeína.

O efeito da cafeína no cérebro foi considerado particularmente relevante no lobo temporal medial direito, onde se situa o hipocampo, que é responsável por processos como a formação da memória e a cognição espacial.

Carolin Reichert, autora do estudo, realça que as mudanças na massa cinzenta induzidas pela cafeína acabam por se recuperar muito rapidamente depois do consumo de cafeína ser interrompido.

“As mudanças na morfologia do cérebro parecem ser temporárias, mas ainda faltam comparações sistemáticas entre os consumidores de café e aqueles que geralmente consomem pouca ou nenhuma cafeína”, explica Reichert.

A especialista refere ainda que o estudo não indica que o consumo de cafeína prejudique o funcionamento cognitivo, uma vez que existem evidências que apontam o contrário e mostram que a cafeína é neuro-protetora, retardando o declínio cognitivo em indivíduos mais velhos com alto risco de doenças como Alzheimer e Parkinson.

“Os nossos resultados não significam necessariamente que o consumo de cafeína tenha um impacto negativo no cérebro”, enfatiza Reichert, acrescentando que, apesar disso, “o consumo diário de cafeína afeta o nosso hardware cognitivo, o que por si só deverá dar origem a mais estudos”.

O estudo foi publicado no jornal Cerebral Cortex a 15 de fevereiro.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook paga 650 milhões para encerrar litígio sobre vida privada nos EUA

O juiz federal norte-americano James Donato aprovou a indemnização de 650 milhões de dólares (540 milhões de euros) a 1,6 milhões de utilizadores do estado norte-americano do Illinois por parte do Facebook. Este acordo, assinado na …

"Retoma da normalidade". Bruxelas propõe este mês livre-trânsito digital para vacinados e recuperados

A Comissão Europeia vai apresentar este mês uma proposta legislativa para criar um livre-trânsito digital que permita retomar as viagens em altura de pandemia de covid-19, comprovando a vacinação ou a recuperação dos cidadãos. A informação …

Noiva de Khashoggi pede "punição imediata" de Mohammed bin Salman

As declarações da noiva de Jamal Khashoggi surgem depois de as autoridades norte-americanas terem publicado um relatório em que Mohammed bin Salman é acusado de ter ordenado o assassínio do jornalista. Joe Biden está a ser …

Covax permite que países mais pobres comecem a receber a vacina (mas só garante 20% da vacinação)

A Covax visa fornecer vacinas contra a covid-19 a 20% da população de 200 países e territórios que estão incluídos no sistema através de um sistema de financiamento que permite a 92 economias de baixo …

Reino Unido vacinou 20 milhões com 1.ª dose. País deteta casos de variante de Manaus

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, anunciou no domingo que mais de 20 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam a primeira dose da vacina contra covid-19. "Estou absolutamente encantado por informar que mais …

Famílias numerosas já podem pedir desconto no IVA da luz

As famílias com cinco ou mais elementos podem pedir a redução do IVA da eletricidade ao seu fornecedor a partir desta segunda-feira e têm de comprovar a sua condição de família numerosa. Em causa está a …

Netflix foi a grande vencedora da noite dos Globos de Ouro

  A 78.ª edição dos Globos de Ouro decorreu de forma virtual, com apresentação de Tina Fey e Amy Poehler e a participação de alguns dos laureados do ano passado. Os Globos de Ouro, prémios de cinema …

Portugal regista mais 34 óbitos e 394 novos casos. O número mais baixo desde setembro

Portugal registou esta segunda-feira 394 novos casos de infeção por covid-19 e mais 34 mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), nas …

Nicolas Sarkozy condenado a três anos de prisão por corrupção

Nicolas Sarkozy foi esta segunda-feira condenado a três anos de prisão por corrupção e tráfico de influências, tornando-se o segundo chefe de Estado condenado em França, após Jacques Chirac em 2011. O ex-Presidente francês foi condenado …

Câmara de Lisboa oferece viagem de táxi a idosos que vão tomar a vacina

Os residentes em Lisboa com mais de 80 anos ou 50 anos e patologias associadas podem deslocar-se gratuitamente de táxi para tomar a vacina contra a covid-19. Os custos da viagem são assumidos pela autarquia …