Pode a consciência ser explicada pela física quântica? Estamos mais perto de descobrir

Pode a consciência ser explicada pela física quântica? Um novo estudo deixa os cientistas um passo mais perto de descobrir a resposta.

Uma das questões em aberto mais importantes na ciência é como é que a nossa consciência é definida. Na década de 1990, muito antes de ganhar o Prémio Nobel de Física de 2020 pela sua previsão de buracos negros, o físico Roger Penrose uniu-se ao anestesiologista Stuart Hameroff para propor uma resposta ambiciosa.

A dupla alegou que o sistema neuronal do cérebro forma uma confusa rede e que a consciência que isso produz deve obedecer às regras da física quântica — a teoria que determina como é que partículas minúsculas como eletrões se movem. Isso, argumentam, poderia explicar a misteriosa complexidade da consciência humana.

Penrose e Hameroff foram recebidos com incredulidade. As leis da física quântica geralmente só se aplicam em temperaturas muito baixas.

Computadores quânticos, por exemplo, operam atualmente em torno de -272 °C. Em temperaturas mais altas, a física clássica assume o controlo. Como o nosso corpo funciona à temperatura ambiente, seria de se esperar que fosse controlado pelas leis clássicas da física. Por esta razão, a teoria da consciência quântica foi rejeitada por muitos cientistas — embora outros sejam seus defensores convictos.

Num novo artigo, uma equipa de cientistas investigou como é que as partículas quânticas se podem mover numa estrutura complexa como o cérebro — mas num ambiente de laboratório. O estudo foi publicado na revista Nature Photonics.

Se as descobertas puderem um dia ser comparadas com a atividade medida no cérebro, podemos chegar um passo mais perto de validar ou descartar a teoria controversa de Penrose e Hameroff.

Cérebros e fractais

Os nossos cérebros são compostos por células chamadas neurónios e acredita-se que a sua atividade combinada gere consciência. Cada neurónio contém microtúbulos que transportam substâncias para diferentes partes da célula. A teoria da consciência quântica de Penrose-Hameroff argumenta que os microtúbulos são estruturados num padrão fractal que permitiria a ocorrência de processos quânticos.

Fractais são estruturas que não são nem bidimensionais nem tridimensionais, mas sim algum valor fracionário intermediário. Na matemática, os fractais surgem como belos padrões que se repetem infinitamente, gerando o que parece impossível: uma estrutura que possui uma área finita, mas um perímetro infinito.

Pode parecer impossível visualizar, mas os fractais ocorrem com frequência na natureza. Se olhar atentamente para uma couve-flor ou para os ramos de fetos, verá que ambos são feitos da mesma forma básica repetindo-se continuamente, mas em escalas cada vez menores. Essa é uma característica fundamental dos fractais.

O mesmo acontece se olhar para dentro do seu próprio corpo: a estrutura dos pulmões, por exemplo, é fractal, assim como os vasos sanguíneos do sistema circulatório. Todos estes são exemplos de fractais clássicos — fractais que obedecem às leis da física clássica em vez da física quântica.

É fácil ver por que os fractais têm sido usados para explicar a complexidade da consciência humana. Por serem infinitamente complexos, podem ser as estruturas que sustentam as profundezas misteriosas da mente.

Mas se for este o caso, isso só poderia estar a acontecer ao nível quântico, com partículas minúsculas movendo-se em padrões fractais dentro dos neurónios do cérebro. É por isso que a proposta de Penrose e Hameroff é chamada de teoria da “consciência quântica”.

Consciência quântica

Ainda não somos capazes de medir o comportamento dos fractais quânticos no cérebro — se é que existem. Mas a tecnologia avançada significa que agora podemos medir fractais quânticos em laboratório. Num estudo recente, uma equipa de investigadores organizou cuidadosamente os eletrões num padrão fractal, criando um fractal quântico.

Quando mediram a função de onda dos eletrões, que descreve o seu estado quântico, descobriram que também viviam na dimensão fractal ditada pelo padrão físico que tinham criado. Neste caso, o padrão que usaram na escala quântica foi o triângulo de Sierpiński, que é uma forma que está entre unidimensional e bidimensional.

Esta foi uma descoberta emocionante, mas as técnicas usadas não podem sondar como é que as partículas quânticas se movem — o que diria mais sobre como é que os processos quânticos podem ocorrer no cérebro.

Portanto, neste último estudo, os investigadores deram um passo adiante. Usando experiências fotónicas de última geração, foram capazes de revelar o movimento quântico que ocorre dentro dos fractais com detalhes sem precedentes.

As observações destas experiências revelam que os fractais quânticos se comportam, de facto, de maneira diferente dos clássicos. Especificamente, descobriu-se que a propagação da luz num fractal é governada por leis diferentes no caso quântico em comparação com o caso clássico.

Este novo conhecimento dos fractais quânticos pode fornecer as bases para os cientistas testarem experimentalmente a teoria da consciência quântica. Se as medições quânticas forem um dia tiradas do cérebro humano, poderiam ser comparadas aos resultados deste estudo para decidir definitivamente se a consciência é um fenómeno clássico ou quântico.

Este estudo também pode ter implicações profundas em campos científicos. Ao investigar o transporte quântico nas estruturas fractais projetadas artificialmente, os cientistas podem ter dado os primeiros pequenos passos em direção à unificação da física, matemática e biologia, o que poderia enriquecer muito a compreensão do mundo ao nosso redor, bem como do mundo que existe nas nossas cabeças.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A física quântica pode ajudar a compreender que a consciência é quem cria o universo e toda a realidade com as suas leis, incluindo a física quântica, o mundo, o nosso corpo e o nosso cérebro. Tudo provém da consciência e a física quântica tem cada vez mais demonstrado isso. Exemplos disso são a experiência de dupla fenda e o gato de Schrodinger.

RESPONDER

Tempestade de areia "engoliu" cidade na China

Uma forte tempestade de areia "engoliu" a cidade de Dunhuang, no noroeste da China, no passado domingo. De acordo com o South China Morning Post, a forte tempestade de areia, que provocou nuvens de poeira com …

Raíssa faz bolachas com o lema "Fora Bolsonaro". Já se tornaram virais

Uma brasileira começou a fazer bolachas com o lema "Fora Bolsonaro" em jeito de brincadeira, mas agora já vende centenas todos os dias. Aquilo que começou como uma simples brincadeira, acabou por tornar-se viral. A ideia …

Zara, 19 anos, quer ser a mulher mais nova de sempre a voar sozinha à volta do mundo

Uma jovem, de 19 anos, pôs mãos à obra para levar a cabo um "gap year" (o chamado ano sabático) com um propósito muito fora do comum: tornar-se a mulher mais nova de sempre a …

Francês diz ter usado método matemático para ganhar o Euromilhões

O francês, que não quis revelar a sua fórmula à imprensa, ganhou, no dia 11 de junho, 30 milhões de euros com a combinação com a qual jogava há um mês. A história foi contada, esta …

Mais de metade da população portuguesa já tem a vacinação completa

Mais de metade da população residente em Portugal (52%) já tem a vacinação completa contra a covid-19, revela o relatório semanal de vacinação divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último relatório semanal …

Campeão olímpico criou problemas no seu país natal

Richard Carapaz, medalha de ouro no ciclismo, foi direto: "O país nunca acreditou em mim". Presidente do Equador, ministro e Comité Olímpico reagiram. Poucos dias depois de ter subido ao pódio final da Volta a França …

Jovens preocupados com fertilidade e efeitos secundários das vacinas contra a covid-19

Com o avanço das campanhas de vacinação, um grande número de pessoas das faixas etárias baixo dos 30 anos mostra-se relutante em tomar a vacina contra a covid-19. Os jovens falam de preocupações com fertilidade …

Dois gestos de Cla(ri)sse que ficam para a memória olímpica

Clarisse Agbégnénou foi campeã olímpica no judo, pela primeira vez - mas a atitude que demonstrou, mal venceu a final, ficará também nos registos. Campeã mundial cinco vezes, mais duas medalhas de prata. Cinco medalhas em …

Sindicatos avançam com ações legais para travar despedimento coletivo na TAP

Os sindicatos que representam os trabalhadores da TAP vão avançar com ações legais para travar o despedimento coletivo que a empresa iniciou na segunda-feira, que abrange 124 profissionais. "Até agora houve conversa, a partir de agora …

Ginastas alemãs usam fato integral para combater sexualização da modalidade

Ao contrário do que acontece com os ginastas masculinos, que podem optar por calções ou calças, as mulheres competem, desde o início da modalidade, de bodies que expõem grande parte do seu corpo. Quando, no último …