Condenado por incinerar mulher para esconder que era gay

BBC

Jasvir Ram Ginday

Jasvir Ram Ginday

Um bancário foi condenado à prisão perpétua na Grã-Bretanha por ter assassinado a mulher numa tentativa de impedi-la de revelar a sua homossexualidade.

Jasvir Ram Ginday, 30 anos, atacou Varkha Rani, 24, em casa com o tubo de metal de um aspirador de pó, estrangulou-a e, em seguida, queimou o corpo num incinerador de jardim, de acordo com o processo judicial que tramitou no tribunal de Wolverhampton Crown, na região de Birmingham.

O juiz John Warner disse ao tribunal que Ginday sofria por “ser um homem gay num mundo hetero”. O bancário deverá cumprir pelo menos 21 anos de prisão.

Tradição hindu

Ginday teve um casamento arranjado com a esposa nascida na Índia, numa cerimónia com 700 convidados no ano passado. No entanto, já em 2008 o rapaz tinha dito a um amigo que se sentia atraído por homens, de acordo com a procuradora Deborah Gould.

A polícia de West Midlands disse que Ginday frequentava bares gay e teve relacionamentos com homens durante todo o seu noivado com Varkha.

Em agosto, seis meses após o casamento, Varkha desembarcou no Reino Unido para viver com o marido, um especialista em TI que se preparava para assumir um trabalho no distrito financeiro de Londres.

Contudo, em 12 de setembro, Ginday teve uma discussão com a esposa. Durante o julgamento, alegou que Varkha ameaçou “expô-lo” como homossexual para a família e os amigos. A jovem teria tomado a decisão após ter aparentemente descoberto material “comprometedor” no iPad e iPhone do marido.

Ginday disse ao júri que a sua mulher estava agitada quando chegou ao quarto e que ele estava “a tentar acalmá-la”.

O casal acabou no chão, momento no qual ele alega ter agarrado o tubo de metal de um aspirador de pó que estava por perto e, “no calor do momento”, atingido o pescoço da mulher.

Incinerador

Ginday disse que “entrou em pânico”, arrastou a noiva para um incinerador e colocou-a dentro do equipamento com uma barra de metal.

Após o assassinato, segundo a polícia, Ginday disse aos seus parentes que Varkha o tinha deixado. Ele foi à esquadra com um tio para comunicar o desaparecimento.

Investigadores na área foram avisados de que tinha sido visto fumo na residência.

No jardim da casa que Ginday dividia com seus pais, agentes encontraram o incenerador e, quando levantaram a tampa, encontraram um crânio humano.

Apesar de ter admitido o homicídio e prejudicado o trabalho da Justiça, o banqueiro negou ter planeado matar sua esposa.

Na sentença, o juiz John Warner afirmou que “matá-la já foi algo terrível o bastante, mas o que se seguiu foi horrível, quase além da imaginação”, acrescentando no veredito que o arguido “comportou-se de uma forma inacreditavelmente insensível, com uma completa falta de qualquer humanidade”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …