Condenadas 15 mulheres por conduzir em protesto na Arábia Saudita

 

Quinze mulheres da Arábia Saudita foram condenadas este domingo (27) por terem sido apanhadas em flagrante a conduzir, durante os protestos de ontem, desrespeitando a lei islâmica que proíbe as mulheres de se sentarem ao volante.

No sábado à noite, várias mulheres colocaram na internet videos em que estavam a conduzir, usando o endereço @oct26driving – um perfil do Twitter – naquilo que seria a face mais visível de um protesto iniciado em setembro, e que tinha no sábado o ponto alto, apesar das declarações anteriores do Ministério do Interior, que tinha advertida as cidadãs para não desafiarem a lei islâmica em vigor no país.

Antes do início da campanha, a polícia avisou que “usaria a força” contra qualquer um que tentasse perturbar a ordem pública. Além disso, religiosos  ultraconservadores protestaram durante a semana contra uma petição online, disponível no endereço oct26driving.org, que foi lançada no fim de setembro e já teria atraído mais de 16 assinaturas. O site da petição foi entretanto vítima de hackers, encontrando-se ainda ‘tomado’ à hora desta edição.

De acordo com a informação prestada pela polícia, foram poucas as mulheres que aderiram ao protesto, que tinha como principal objetivo reivindicar para as mulheres o direito de conduzir.

Além de pagar multa, cada uma das mulheres teve, juntamente com o seu tutor (pai, irmão, marido ou outro integrante masculino da família), de assinar um documento, no qual se compromete a cumprir as leis em vigor na Arábia Saudita, um país ultra-ortodoxo no que diz respeito aos direitos da mulher e o único do mundo onde são legalmente proibidas de conduzir. As mulheres também precisam de autorização para trabalhar, viajar e até casar.

Durante o protesto de sábado, a polícia aplicou também multas a dois condutores em Jeddah e outras seis mulheres foram presas numa província oriental e em mais outras duas cidades do reino, de acordo com a imprensa.

“A data era apenas simbólica. As mulheres começaram a conduzir antes de sábado e vão continuar a conduzir depois de sábado”, assegurou a militante Eman Nafjan.

De acordo com a imprensa, o protesto falhou. “O 26 de outubro passou calmamente, e as campanhas de incitação falharam”, escreveu o jornal oficial Al Riyadh, ao passo que o Al Youm disse que “a maioria da sociedade assegurou que não se deixará entreter pelas campanhas de mobilização popular”.

Relacionado: Mulheres sauditas querem conduzir

ZAP/MA/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais de 200 sismos em Yellowstone colocam supervulcão em risco de erupção

Especialistas em atividade sísmica informam que a atividade começou, naquela zona, a 8 de fevereiro, mas desde o dia 15 que tem vindo a acelerar e aumentar de magnitude, o que pode colocar o supervulcão …

Comic Con Portugal troca Matosinhos por Oeiras

A edição de 2018 da Comic Con Portugal vai realizar-se no concelho de Oeiras, e não em Matosinhos como nos últimos anos, de acordo com um comunicado divulgado esta terça-feira pela autarquia presidida por Isaltino …

A 24 de março, estudantes americanos vão marchar pelas suas vidas em Washington

Um grupo de estudantes que sobreviveu ao tiroteio da semana passada, numa escola de Parkland, na Flórida, está a preparar uma marcha em Washington para exigir mudanças na política de armamento dos Estados Unidos. Os sobreviventes do …

Oxfam: mais 26 casos denunciados e cada vez menos financiamento

A Oxfam revelou que recebeu 26 novas denúncias de má conduta sexual por parte de funcionários. A confirmação foi dada esta terça-feira por Mark Goldring, presidente executivo da organização, no parlamento britânico. Desde que o escândalo …

Exército alemão sem equipamentos básicos como coletes de protecção e abrigos de Inverno

A Alemanha, uma das principais economias da Europa, tem um dos exércitos mais mal equipados da NATO, de acordo com um documento confidencial do Ministério da Defesa alemão que foi divulgado por órgãos de informação. Segundo …

Vítor Constâncio deixa BCE com reforma milionária

Quando em Maio deixar o cargo de vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio vai ter direito a uma "reforma dourada" de 25 mil euros por mês. Os números correspondem à pensão do BCE …

Hugo Soares acusa direção do PSD de "desrespeito institucional grave"

O presidente do PSD não convocou o líder parlamentar, Hugo Soares, para a Comissão Permanente nem para Comissão Política Nacional. Estatutos dizem que presidente da bancada tem assento nos órgãos. O Observador avança que hoje, pelas …

Análises ao sangue e urina poderão detetar precocemente doenças do espectro do autismo

Análises inovadoras ao sangue e à urina poderão vir a detetar precocemente o autismo nas crianças, ligado a danos nas proteínas que estão no plasma sanguíneo. Uma equipa de cientistas baseada na universidade britânica de Warwick …

Torres do Estabelecimento Prisional de Lisboa estão sem vigilância durante 14 horas por dia

As torres do Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL), onde no início de fevereiro houve desacatos com os reclusos, estão sem vigilância durante 14 horas por dia. O aviso é do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda …

Novos modelos fornecem informações do coração da Nebulosa Roseta

Uma nova investigação, liderada pela Universidade de Leeds, fornece uma explicação para a discrepância entre o tamanho e idade da cavidade central da Nebulosa Roseta e o tamanho e idade das suas estrelas centrais. A Nebulosa …