A estrela da “nova Steve jobs” apagou-se de vez. Condenada, Elizabeth Holmes pode passar décadas presa

5

Fortune Global Forum / Flickr

Elizabeth Holmes, fundadora da Theranos

A antiga estrela de Silicon Valley Elizabeth Holmes, que chegou a ser conhecida como a “nova Steve Jobs”, foi condenada por fraude num tribunal norte-americano e enfrenta décadas de prisão.

Após mais de três meses de julgamento e 50 horas de deliberação, o júri do tribunal de San José, na Califórnia, considerou Elizabeth Holmes culpada de três acusações de fraude de escuta telefónica e de uma acusação de conspiração para cometer fraude de escuta telefónica.

O júri não foi capaz de chegar a um consenso sobre três acusações adicionais contra Holmes.

A jovem de 37 anos de idade enfrenta, agora, décadas de prisão como resultado da condenação, mas a sentença terá lugar mais tarde no tribunal federal.

Holmes prometeu revolucionar os testes de sangue com a sua start-up Theranos que fundou em 2003 com apenas 19 anos, prometendo ferramentas de diagnóstico mais rápidas e mais baratas do que os laboratórios tradicionais.

Com a ajuda de uma história cuidadosamente elaborada, ela conseguiu, em poucos anos, ganhar a confiança de figuras de destaque e angariar fundos de investidores prestigiados, atraídos pelo perfil desta jovem.

Chegou a convencer figuras como Henry Kissinger e George P. Shultz, ambos antigos governantes dos EUA, a apoiarem a sua empresa.

Em 2015, o actual presidente dos EUA, Joe Biden, foi visita ilustre de uma falsa “fábrica” da start-up e falou de Holmes como uma pessoa “inspiradora”.

No seu auge, a empresa chegou a estar avaliada em quase 10 mil milhões de dólares.

  ZAP // Lusa

5 Comments

    • Assim como?
      Essa não é aquela justiça que está constantemente a condenar inocentes a penas brutais, e até morte?!
      O último caso foi há pouco tempo e a “vitima” esteve apenas 46 anos preso, estando completamente inocente!…

  1. Em Portugal não há justiça., tantos casos há espera de prescreverem, Sócrates PT. e tantos outros e assim vai Portugal no seu melhor da corrupção.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.