Cientistas medem concentração recorde de microplásticos no gelo do mar Ártico

Cientistas de um centro de investigação encontraram quantidades elevadas de microplásticos no gelo do mar Ártico, mais do que em anteriores estudos, tanto relacionados com a pesca como com o lixo existente no Oceano Pacífico, vindo de terra.

Através de medições efetuadas em amostras recolhidas em cinco regiões do oceano Ártico, os especialistas do Alfred Wegener Institute, do Helmholtz Centre for Polar do Marine Research, na Alemanha, detetaram as “quantidades de microplásticos mais elevadas de sempre”, refere uma informação divulgada esta terça-feira.

O estudo que elaboraram, publicado no Nature Communications, refere que as amostras de gelo continham mais de 12 mil partículas de microplástico por litro, a maior parte muito pequenas, número que é “duas a três vezes mais alto do que aquele encontrado nas anteriores medições”.

Os diferentes tipos de plástico deixam uma marca única no gelo o que permitiu aos investigadores chegar às possíveis origens, como a quantidade enorme de lixo presente no oceano Pacífico, mas também as atividades marítimas e a pesca, cada vez mais intensas em algumas partes do Ártico e que deixam sinais como uma alta percentagem de partículas de tinta e de nylon.

Durante o trabalho, os investigadores perceberam que mais de metade das partículas de microplásticos presentes no gelo eram tão pequenas que podiam facilmente ser ingeridas pelos micro-organismos que habitam o Ártico.

Esta observação é muito preocupante pois “ninguém pode dizer com total certeza quão prejudiciais são estas pequeníssimas partículas de plástico para a vida marinha e, em última análise, também para os seres humanos”, explica a bióloga do AWI e uma das autoras do estudo Ilka Peeken.

Da análise das características dos poluentes, os cientistas concluíram que os bocados de gelo vindos das massas de água da zona do Canadá contêm altas concentrações de partículas de polietileno, substância principalmente utilizada nas embalagens.

“Assim, assumimos que estes fragmentos têm origem na chamada ‘grande ilha de lixo do Pacífico’ e vêm pelo estreito de Bering, que liga os oceanos Pacífico e Ártico entre a Rússia e os Estados Unidos, até ao oceano Ártico trazidos pela corrente do Pacífico”, explicam os investigadores.

A utilização de um aparelho específico permitiu aos cientistas encontrarem “partículas de plástico com somente 11 micrómetros, o equivalente à milésima parte do milímetro, o que é cerca de um sexto do diâmetro de um cabelo humano”, refere Gunnar Gerdts, um dos cientistas que participou no estudo.

Mas, os investigadores ficaram surpreendidos ao verificarem que 67% das partículas detetadas no gelo fazem parte da categoria de menores dimensões, ou seja, de “50 micrómetros e menos”, acrescenta.

Encontraram 17 diferentes tipos de plástico no gelo. Além do polietileno e polipropileno das embalagens, da tinta dos barcos e do nylon das redes de pesca, foram detetados, por exemplo, polyester e acetato de celulose usado nos filtros dos cigarros.

Estes seis materiais são responsáveis por cerca de metade do total de partículas de microplástico encontradas. O grupo de investigação recolheu as amostras de gelo em três expedições no oceano Ártico na primavera de 2014 e no verão de 2015.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …