Computadores quânticos primitivos já estão a superar os computadores atuais

Universidade de Bristol

Xiaogang Qiang, da Universidade de Bristol, com um computador quântico primitivo

Xiaogang Qiang, da Universidade de Bristol, com um computador quântico primitivo

Um novo estudo usou processadores quânticos simples para executar algoritmos complexos, mostrando que mesmo os computadores quânticos primitivos já podem superar os clássicos em determinados cenários.

Os computadores quânticos são incríveis porque exploram três características: operam numa escala a que os eletrões podem ser tanto partículas quanto ondas, podem estar em muitos lugares ao mesmo tempo e podem estabelecer uma ligação instantânea, mesmo quando separados por grandes distâncias (entrelaçamento quântico).

Por outras palavras, considerando que a computação clássica utiliza bits binários (zeros e uns) para codificar a informação, a computação quântica usa qubits, bits quânticos que podem ser tanto um quanto zero – ao mesmo tempo.

Juntas, essas estranhas propriedades permitem que um computador quântico alcance certo poder de processamento paralelo sem precedentes, o que significa que pode realizar cálculos e resolver problemas que os computadores clássicos não conseguem.

No entanto, apesar de já termos conseguido construir processadores quânticos de poucos qubits, construir um computador quântico em larga escala tem-se mostrado algo extraordinariamente difícil.

Agora, num estudo publicado em maio na Nature Communications, investigadores da Universidade de Bristol e da Universidade da Austrália Ocidental afirmam que mesmo esses processadores quânticos primitivos podem realizar cálculos importantes.

Poder de processamento

Usando um circuito quântico simples, construído num processador fotónico quântico de 2-qubits, os investigadores foram capazes de superar os computadores clássicos em certos problemas altamente especializados.

Por exemplo, a “caminhada quântica” é uma versão da mecânica quântica de coisas como o movimento browniano, que descreve o movimento de partículas em suspensão.

Um dos problemas que o computador quântico resolveu foi o “passeio aleatório do marinheiro embriagado”, ou seja, todos os possíveis caminhos que um bêbado cambaleante poderia fazer para chegar do ponto A ao ponto B.

Por outras palavras, um processador quântico simples pode fazer cálculos complexos de aleatoriedade muito bem.

A nova pesquisa vai ajudar a projetar novos algoritmos quânticos e talvez lançar alguma luz sobre como construir computadores quânticos maiores.

Pelo meio, estas máquinas de 2-qubits já estão a realizar um trabalho útil. As suas propriedades têm utilizações práticas e podem auxiliar os cientistas a projetar computadores mais sofisticados.

“É como se a partícula pudesse explorar o espaço em paralelo. Este paralelismo é a chave para algoritmos quânticos, com base em ‘caminhadas quânticas’ que vasculham enormes bases de dados de forma mais eficiente do que podemos atualmente”, explica Xiaogang Qiang, investigador da Universidade de Bristol, que trabalhou na experiência.

HypeScience

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

NASA revela novos fatos espaciais que os astronautas vão levar para a Lua (e são pura ficção científica)

A NASA apresentou na terça-feira, na sua sede, em Washington, Estados Unidos, os novos fatos espaciais que os astronautas da missão Artemis vão usar em 2024, quando voltarem à Lua. Fatos feitos em modelos 3D, à …

Panama Papers. Mossack Fonseca não gostou do filme e processou Netflix por difamação

A dupla de sócios do escritório de advogados Mossack Fonseca, envolvido no caso “Panama Papers”, moveu um processo em tribunal por difamação contra a Netflix. A plataforma anuncia a estreia, para esta sexta-feira, do filme “Laundromat: …

Porsche e Boeing unem-se em projeto de táxi aéreo premium

A Porsche e a Boeing estão a unir esforços para explorar o mercado de mobilidade área urbana. Aproveitando os seus pontos fortes, as duas empresas prometem desenvolver um táxi aéreo para o futuro. Numa verdadeira fusão …

Fotografia com pombos? Na Tailândia, há "profissionais" contratados para assustá-los

A área de uma das portas da cidade, Tha Pae, parte do que resta da muralha vermelha que protegia a cidade antiga em Chiang Mai, na Tailândia, é uma das maiores atrações turísticas locais. Os turistas …

Sky News lança canal sem qualquer notícia sobre o Brexit

O canal Sky News Brexit-Free foi esta quarta-feira para o ar às 17h horas, sendo que os seus programas serão transmitidos até às 22h, de segunda a sexta-feira. O grupo de televisão britânico Sky vai lançou …

Vacina contra o cancro da mama pode estar disponível dentro de 8 anos

Investigadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o cancro ovário e da mama que poderá estar disponível comercialmente dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes …

Busca pelo avião de Amelia Earhart só encontrou chapéus, detritos de um naufrágio e uma lata de refrigerante

A mais recente busca pelos restos do avião de Amelia Earhart, a famosa aviadora americana que desapareceu sobre o Pacífico em 1937, terminou sem resultados. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, a investigação …

Protestos em Hong Kong. LeBron acusado de apoiar regime chinês

A super estrela do basquetebol LeBron James juntou-se à polémica entre a NBA e a China, após apelidar de “mal-informado” o treinador dos Houston Rockets, Daryl Morey, que expressou apoio aos manifestantes em Hong Kong …

Acordo para o Brexit está "prestes a ficar fechado"

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron, disseram esta quarta-feira que um acordo para o Brexit está em finalização e poderá ser apresentado quinta-feira para aprovação no Conselho Europeu. "Quero acreditar que …

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …