Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food.

A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. Poder comer as iguarias dos nossos restaurantes favoritos no conforto da nossa casa tornou-se algo incontornável, numa altura em que as pessoas têm de estar confinadas.

No entanto, cientistas avisam que, em demasia, a comida takeaway pode ser problemática para a saúde.

Um novo estudo publicado recentemente na revista Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics mostra que aqueles que comeram com muita frequência refeições preparadas fora de casa aumentaram o seu risco de mortalidade, em comparação com aqueles que comeram muito poucas destas refeições.

O problema não é propriamente onde é confecionada a comida, mas sim aquilo que é comido. “Refeições preparadas em casa nem sempre são melhores do que refeições preparadas fora de casa”, diz o autor principal do estudo, Wei Bao, em declarações ao Inverse. “A qualidade da dieta é importante”.

A conclusão do estudo é que: pessoas que comeram refeições preparadas fora de casa mais de duas vezes por dia têm um maior risco de morrer do que aquelas que comeram fora de casa uma vez por semana ou menos.

Tecnicamente, o grupo de takeaway do estudo tinha 49% mais probabilidade de morrer do que aqueles que raramente, ou nunca, iam buscar comida fora de casa. O takeaway engloba tudo desde restaurantes e roulotes a supermercados.

Isto não é motivo para alarme. Apenas significa que, das pessoas no estudo que morreram de todas as causas ao longo de 15 anos, a proporção de pessoas que comiam refeições takeaway com muita frequência era maior do que aquelas que raramente comiam fora.

Os autores realçam que os resultados são inconclusivos, já que aqueles que comiam fora de casa 7 a 13 vezes por semana apresentaram menor risco de mortalidade do que o grupo que comia uma vez por semana.

Para chegar aos números finais, os investigadores analisaram as informações de saúde recolhidas de 35.084 adultos que participaram numa grande sondagem entre 1999 e 2014. Em 2015, a equipa do estudo determinou quais destas pessoas morreram. Também analisaram o que tinha sido relatado sobre os seus hábitos alimentares.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e J&J (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …

Celebrar ou cancelar Napoleão? 200.º aniversário da morte do imperador desperta debate em França

No 200.º aniversário da morte de Napoleão Bonaparte, o presidente francês Emmanuel Macron optou por fazer o que os seus antecessores evitaram. Ao escolher colocar uma coroa de flores esta quarta-feira no túmulo de Napoleão sob …

Costa começa a namorar a esquerda. Negociações do Orçamento arrancam em julho

O Governo está a preparar-se para arrancar com as reuniões preliminares de negociação do Orçamento do Estado para 2022. O Público avança, esta quinta-feira, que os encontros formais vão ser realizados com os partidos de esquerda …

O orgulho, os milhões da Champions e (talvez) um título estão em jogo neste Clássico

O FC Porto não desiste da corrida pelo título, mas o segundo lugar é a principal luta deste Clássico. A posição dá acesso direto à Liga dos Campeões. Benfica e FC Porto defrontam-se hoje na Luz, …