Começou a campanha eleitoral no Brasil para escolher o próximo Presidente

3

Fernando Bizerra / EPA

A campanha que vai definir o próximo Presidente, governadores de estado e parlamentares regionais e federais já arrancou oficialmente.

A campanha arranca oficialmente esta terça-feira, data em que os candidatos já estão autorizados a apelar ao voto e a iniciar propaganda eleitoral, inclusive na internet.

No entanto, os dois principais candidatos, Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva, já estão há muito na estrada. A diferença é que agora os candidatos podem apelar diretamente ao voto, sem correr o risco de serem multados pela justiça eleitoral, segundo o Público.

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, candidato à reeleição e em segundo lugar nas sondagens de intenção de voto com apoio de mais de 30% dos eleitores, lançará a sua campanha na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, no mesmo local onde sofreu um atentado à faca em 2018, em que quase perdeu a vida.

Um vídeo com declarações de Bolsonaro divulgado pelo deputado estadual de Minas Gerais Bruno Engler informa que o Presidente brasileiro estará em Juiz de Fora no final da manhã.

Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as sondagens até aqui com pouco mais de 40% das intenções de voto, começaria oficialmente sua campanha numa visita a uma fábrica em São Bernardo do Campo.

No entanto, segundo uma nota do Partido dos Trabalhadores citada pelos media locais, o evento foi cancelado por razões de segurança.

Teme-se que esta campanha eleitoral seja marcada pela violência, face ao exacerbamento do discurso e à radicalização de posições.

O politólogo Cláudio Couto considera que o cenário da violência no país “é muito preocupante”, podendo durar até à tomada de posse. “O risco maior que corremos hoje é o de uma onda de violência política, mais até do que de um golpe”, afirma.

“A violência política acaba por ser algo natural numa situação em que temos um movimento político com as características do ‘bolsonarismo’, que, além de ser de extrema-direita, é um movimento que faz o culto simbólico da violência”, indica.

O que “o Presidente faz é estimular essa ala mais maluca e agressiva [entre os seus apoiantes]”, refere a também politóloga Maria Hermínia Tavares.

O horário eleitoral gratuito nos sistemas de rádio e televisão do Brasil começa a 26 de agosto, e acaba a 30 de setembro para candidatos que concorram na primeira volta.

A fase inicial da campanha que vai definir o próximo Presidente, governadores de estado e parlamentares regionais e federais termina a 1 de outubro, véspera da primeira volta das eleições.

Prevista apenas para cargos executivos, ou seja, para as disputas do governo regional dos 27 estados do país e a Presidência da República, a segunda volta das eleições brasileiras será realizada a 30 de outubro, caso nenhum candidato alcance maioria absoluta dos votos válidos na primeira votação.

  Alice Carqueja, ZAP //

3 Comments

  1. Com bolsonaro o Brasil continuará a crescer. A crescer na insegurança, a crescer na pobreza, a crescer na devastação da Amazónia, a crescer na descredibilidade a nível internacional, enfim crescimento em todas as áreas!

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.