Comandante dos bombeiros acusado de abandonar o posto durante a tempestade Leslie demitiu-se

Paulo Novais / Lusa

Os efeitos da tempestade Leslie na Figueira da Foz.

O comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz, Nuno Osório, pediu a demissão. O presidente da Câmara disse, esta quarta-feira, que o comandante “reconheceu que não tinha condições” para continuar.

Nuno Osório, o comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz que se ausentou durante um período de três horas na noite em que a tempestade Leslie causou feridos e deixou estragos na zona Centro do país demitiu-se.

Segundo a Câmara Municipal da Figueira da Foz, o responsável deixa também o cargo de coordenador operacional municipal da Proteção Civil. Esta quarta-feira, o presidente da Câmara adiantou que Nuno Osório “reconheceu que não tinha condições” para continuar, após se ter ausentado do comando nas horas seguintes à tempestade.

“O senhor comandante apresentou o seu pedido de demissão, reconheceu que não tinha condições para se manter no lugar, justificou o seu ato de ausência por questões de ordem familiar”, afirmou João Ataíde, em declarações aos jornalistas à margem da visita da ministra do Mar ao porto de pesca da Figueira da Foz.

Não especificando a quem se referia, o presidente da Câmara apontou uma quebra de confiança institucional como justificação para o pedido de demissão: “Todavia, há uma cadeia de comando, há uma relação institucional que se diluiu“, argumentou o autarca.

Fonte da autarquia esclareceu que Nuno Osório pediu a cessação de funções na terça-feira “ao fim do dia”.

O caso da ausência do comandante durante a madrugada de domingo para “ir descansar”, segundo o próprio, levou a um pedido de “demissão imediata” formulado por Lídio Lopes, antigo coordenador da Proteção Civil municipal, que acusou Nuno Osório de abandonar as operações de socorro durante a tempestade sem a comunicar a quem o iria substituir.

O substituto seria o comandante dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, João Moreira, por ser o bombeiro mais graduado na ausência do comandante da corporação profissional.

João Moreira garantiu, na altura, que não teve “comunicação ou aviso prévio” da ausência de Nuno Osório e não assumiu, por isso, as funções, ficando a Figueira da Foz “oficialmente sem comandante de operações de socorro” (responsável por todos os bombeiros no terreno), durante várias horas, até ao início da manhã de domingo.

Na mesma altura, o comandante operacional distrital [CODIS] de Coimbra da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Carlos Luís Tavares, que na noite de sábado, em plena crise da tempestade Leslie, enviou para a Figueira da Foz meios de reforço de Aveiro e da Força Especial de Bombeiros, disse desconhecer que Nuno Osório tivesse abandonado as funções e que este deveria ter comunicado a ausência “e não o fez”.

Citado no comunicado divulgado pela autarquia, Nuno Osório argumenta “que nunca esteve em causa o comando e o controlo da operação”, e que a sua ausência “por motivos familiares e de premência de um mínimo de descanso para manutenção das condições físicas e psicológicas necessárias indispensáveis à tomada de decisões nas horas seguintes, foi devidamente preparada e acautelada“.

Com a demissão de Nuno Osório, as funções de comando “serão interinamente asseguradas” pelo 2.º comandante dos Bombeiros Municipais, Jorge Piedade, e pelo adjunto de comando, Carlos Pinto, adiantou a autarquia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Computador quântico ajuda a criar um computador quântico melhor

Um computador quântico foi usado para projetar um qubit aprimorado que poderá alimentar a próxima geração de computadores quânticos mais pequenos, de alto desempenho e mais confiáveis. Da mesma forma que um bit binário é a …

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …