Comandante dos bombeiros acusado de abandonar o posto durante a tempestade Leslie demitiu-se

Paulo Novais / Lusa

Os efeitos da tempestade Leslie na Figueira da Foz.

O comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz, Nuno Osório, pediu a demissão. O presidente da Câmara disse, esta quarta-feira, que o comandante “reconheceu que não tinha condições” para continuar.

Nuno Osório, o comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz que se ausentou durante um período de três horas na noite em que a tempestade Leslie causou feridos e deixou estragos na zona Centro do país demitiu-se.

Segundo a Câmara Municipal da Figueira da Foz, o responsável deixa também o cargo de coordenador operacional municipal da Proteção Civil. Esta quarta-feira, o presidente da Câmara adiantou que Nuno Osório “reconheceu que não tinha condições” para continuar, após se ter ausentado do comando nas horas seguintes à tempestade.

“O senhor comandante apresentou o seu pedido de demissão, reconheceu que não tinha condições para se manter no lugar, justificou o seu ato de ausência por questões de ordem familiar”, afirmou João Ataíde, em declarações aos jornalistas à margem da visita da ministra do Mar ao porto de pesca da Figueira da Foz.

Não especificando a quem se referia, o presidente da Câmara apontou uma quebra de confiança institucional como justificação para o pedido de demissão: “Todavia, há uma cadeia de comando, há uma relação institucional que se diluiu“, argumentou o autarca.

Fonte da autarquia esclareceu que Nuno Osório pediu a cessação de funções na terça-feira “ao fim do dia”.

O caso da ausência do comandante durante a madrugada de domingo para “ir descansar”, segundo o próprio, levou a um pedido de “demissão imediata” formulado por Lídio Lopes, antigo coordenador da Proteção Civil municipal, que acusou Nuno Osório de abandonar as operações de socorro durante a tempestade sem a comunicar a quem o iria substituir.

O substituto seria o comandante dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, João Moreira, por ser o bombeiro mais graduado na ausência do comandante da corporação profissional.

João Moreira garantiu, na altura, que não teve “comunicação ou aviso prévio” da ausência de Nuno Osório e não assumiu, por isso, as funções, ficando a Figueira da Foz “oficialmente sem comandante de operações de socorro” (responsável por todos os bombeiros no terreno), durante várias horas, até ao início da manhã de domingo.

Na mesma altura, o comandante operacional distrital [CODIS] de Coimbra da Autoridade Nacional de Proteção Civil, Carlos Luís Tavares, que na noite de sábado, em plena crise da tempestade Leslie, enviou para a Figueira da Foz meios de reforço de Aveiro e da Força Especial de Bombeiros, disse desconhecer que Nuno Osório tivesse abandonado as funções e que este deveria ter comunicado a ausência “e não o fez”.

Citado no comunicado divulgado pela autarquia, Nuno Osório argumenta “que nunca esteve em causa o comando e o controlo da operação”, e que a sua ausência “por motivos familiares e de premência de um mínimo de descanso para manutenção das condições físicas e psicológicas necessárias indispensáveis à tomada de decisões nas horas seguintes, foi devidamente preparada e acautelada“.

Com a demissão de Nuno Osório, as funções de comando “serão interinamente asseguradas” pelo 2.º comandante dos Bombeiros Municipais, Jorge Piedade, e pelo adjunto de comando, Carlos Pinto, adiantou a autarquia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

UE condena "instrumentalização" de refugiados pela Bielorrússia

A União Europeia (UE) condenou esta sexta-feira "a instrumentalização de migrantes e refugiados pelo regime bielorrusso", alegando que é "totalmente inaceitável" usar pessoas para "promover objetivos políticos" e prometeu avaliar hipótese de punição de contrabandistas. O …

André Ventura - Chega

Autárquicas serão "início do fim do reinado" de Costa. Em Moura, Ventura é apelidado de "fascista"

Esta sexta-feira à noite, em Moura, um grupo de pessoas juntou-se perto do comício de André Ventura, em protesto, apelidando o líder do Chega de "fascista". O líder do Chega, André Ventura, apresentava esta sexta-feira os …

Incêndios na Turquia chegam a zonas turísticas. Há suspeitas de mão criminosa

Os devastadores incêndios que se estão a fazer sentir na zona sul da costa da Turquia já fizeram pelo menos quatro mortes. Depois das ondas de calor mortais nas Américas, inundações na Europa e China e …

Sonae vende 24,99% da empresa que detém o Continente por 528 milhões de euros

O grupo Sonae acordou vender uma participação de 24,99% na Sonae MC, a proprietária dos supermercados Continente, por 528 milhões de euros, informou em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A alienação de …

Supertaça. Sporting e Sp. Braga defrontam-se 39 anos depois (e adeptos regressam aos estádios)

Sporting e Sp. Braga lutam este sábado pelo primeiro título da época (e os adeptos já vão estar na bancada). O encontro da 43.ª edição da supertaça Cândido de Oliveira está marcado para este sábado, …

Vacinação de crianças divide peritos. Mas sem a inoculação dos mais novos a imunidade pode não chegar

Na sexta-feira, a Direção-Geral de Saúde anunciou que recomenda que a vacinação contra a covid-19 de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades. No entanto, o tema está a gerar controvérsia e divide opiniões …

Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%. Para já, nem …

Tóquio2020. Biles renuncia também às finais de salto e barras assimétricas

A ginasta norte-americana Simone Biles, que renunciou à final do concurso geral individual dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, também não vai participar das finais de domingo de salto e barras assimétricas, informou esta sexta-feira a Federação …

Governo não pediu parecer à CNPD sobre as "bodycams" em polícias. Método vai "aumentar a transparência"

A proposta da nova lei da videovigilância, que vai permitir que os polícias passem a usar câmaras nos uniformes, já foi aprovada em Conselho de Ministros, mas ainda não chegou ao Parlamento. Também não foi …

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …