Civilização Chinesa fixa oficialmente a sua idade em 5.800 anos

Os detalhes da investigação foram anunciados numa conferência de imprensa do Conselho de Estado, na qual o vice-diretor da Administração Estatal de Património Cultural, Guan Qiang, explicou que “os primeiros sinais de civilização emergiram há 5.800 anos” nas áreas dos rios Amarelo, Yangtsé e Liao Ocidental.

Outras regiões da China desenvolveram culturas igualmente avançadas há 5.300 anos, e há “3.800 anos atrás, uma civilização mais madura desenvolveu-se nas planícies centrais e começou a influenciar culturalmente regiões circundantes”, ressaltou o especialista.

A conclusão é o fruto de um programa, lançado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, que visou procurar a origem e desenvolvimento da China, iniciado em 2001 e terminado em 2016, no qual também participaram os Ministérios da Educação e Finanças, assim como as diversas academias estatais de ciências, entre outras instituições.

A investigação foi liderada por especialistas do Instituto de Arqueologia da Academia de Ciências Sociais da China e pela Universidade de Pequim, com destacados responsáveis como os arqueólogos Yan Wenming, Li Boqian e Zhu Fenghan.

“Durante um longo período de tempo houve falta de provas materiais e de conhecimento sistemático sobre a origem e desenvolvimento da civilização oriental, simbolizada pela China”, admitiu Guan.

“A situação começou a mudar com os trabalhos arqueológicos que começaram na China nos anos 20 do século passado”, disse o vice-diretor de património cultural.

Até agora, considerava-se que a civilização chinesa tinha “mais de 5.000 anos de história”, apesar de existirem diversas teorias sobre a sua origem, já que se seguiram critérios diferentes – manifestações escritas, artísticas, ferramentas- para considerar o nascimento da cultura oriental.

No trabalho apresentado unificam-se as diversas formas de civilização encontradas em diferentes regiões da atual China, em vez de só considerar a região do rio Amarelo, situado no norte do país, conhecido tradicionalmente como o verdadeiro berço cultural nacional.

“Várias áreas através da vasta terra da China mostraram diferenças em questão de ambiente, economia, sociedade e religião nos seus períodos formativos”, reconheceu Guan que, no entanto, afirmou a existência de uma “unidade na diversidade“.

“Eventualmente, desenvolveu-se um núcleo de civilização representado pela cultura Erlitou”, acrescentou o especialista, referindo-se a culturas pertencentes à idade de Bronze na bacia do rio Amarelo que, na China, são também conhecidas como as dinastias quase lendárias Xia, Shang e Zhou.

Guan também afirmou que a civilização chinesa recebeu durante o seu desenvolvimento importantes influências de culturas estrangeiras, tais como o cultivo de trigo, a domesticação de gado e a própria utilização do bronze, usos importados de povos da Ásia Central e Ocidental.

// EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. 5800 anos de “civilização” e ainda não tem respeito uns pelos outros (os chineses não tem qualquer problema em escravizar outros chineses!) nem liberdade, etc, etc!…
    É uma civilização pouco civilizada!…

RESPONDER

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação, no âmbito do concurso externo imposto ao Estado pela União Europeia. Mais de 800 professores passaram a integrar os quadros do Ministério da Educação através …

Após saída do primeiro-ministro, Macron faz remodelação governamental e muda ministros-chave

O Presidente francês Emmanuel Macron aproveitou a mudança de primeiro-ministro para levar a cabo uma profunda remodelação do seu Governo. Anunciada na segunda-feira, a grande mudança é o novo ministro do Interior, Gérald Darmanin, até …

Marcelo promete ir todas as semanas ao Algarve para "puxar pelo turismo"

O Presidente da República disse esta segunda-feira, no Algarve, que é necessário “olhar para a frente e lutar” para o turismo na região superar as perdas causadas pela exclusão de Portugal do corredor aéreo com …

Portugal sabe a 27 de julho se entra nos corredores aéreos do Reino Unido

A reavaliação da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido, da qual Portugal foi excluído devido aos surtos de covid-19, vai ser feita a 27 de julho, revelou esta segunda-feira o …

Efacec. Estado não vai assumir a dívida de Isabel dos Santos aos bancos

O Conselho de Ministros português aprovou, na quinta-feira, a nacionalização de 71,73% do capital social da Efacec, pertencentes à empresária angolana Isabel dos Santos. Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, defendeu esta terça-feira que o Estado …

China confirma caso de peste negra e anuncia mais um suspeito. É uma jovem de 15 anos

O caso suspeito de peste bubónica na região autónoma da Mongólia Interior já foi confirmado pela China, avança esta terça-feira a emissora britânica BBC, que dá ainda conta de um novo caso em análise. O …