Afinal, os misteriosos “círculos de fada” da Namíbia podem não ter sido criados por térmitas

Visto de cima, o deserto da Namíbia parece estar “doente”, repleto de padrões circulares cuja origem tem sido debatida por vários investigadores. 

A ciência praticamente encerrou o livro sobre estes misteriosos “círculos de fadas”, colocando a culpa diretamente no solo. Para remover todas as dúvidas, os investigadores voltaram-se para os céus em busca de mais evidências, mas descobriram que a história, afinal, pode não ser tão clara.

Stephan Getzin, ecologista da Universidade de Göttingen, na Alemanha, no centro do debate sobre o círculo de fadas por anos, depois de tê-los encontrado pela primeira vez na Namíbia como universitário.

O seu estudo mais recente pode ser o último prego no caixão das sugestões de que as térmitas são as culpadas pelos estranhos anéis. Mas também está a adicionar novos detalhes a teorias que descrevem como estes estranhos espaços na vegetação realmente se formam.

O vasto leque de “círculos de fadas” da Namíbia já era um fenómeno perplexo para os ecologistas há décadas. Getzin foi alertado para a existência de uma extensão semelhante de vegetação na região árida de Pilbara, na Austrália Ocidental, em 2014, fornecendo-lhe as evidências de que precisava para a sua própria hipótese.

Em 2017, recebemos uma resposta: os “círculos de fada” na Namíbia e em Pilbara são causados por plantas que competem por água em redor de pedaços de solo que canalizam a água num ritmo mais rápido.

A ciência raramente é assim tão simples, recorda o Science Alert. Ainda restam dúvidas sobre as térmitas encontradas nas proximidades destas manchas vazias são apenas turistas ou minúsculos lenhadores.

Getzin e os colegas de Israel e da Austrália investigaram sistematicamente dezenas de “círculos de fadas” perto da cidade de Newman, na Austrália Ocidental, escavando 154 buracos em 12 quilómetros de extensão. Os resultados foram publicados na revista científica Ecosphere.

Não só descobriram que o solo estava empacotado com os mesmos níveis de argila dentro dos círculos, como também não conseguiram encontrar térmitas que sugerissem que a sua atividade tinha um papel muito importante no desenvolvimento dos círculos.

Para ter certeza absoluta, mapearam grandes pedaços de paisagem recorrendo a drones, marcando as zonas onde a vegetação era claramente derrubada por térmitas. “As lacunas de vegetação causadas por térmitas são apenas cerca de metade do tamanho dos “círculos de fada” e muito menos ordenada”, referiu Getzin.

“No geral, o estudo mostra que as construções de térmitas podem ocorrer na área dos círculos de fada, mas a correlação local parcial entre térmitas e círculos de fada não tem relação causal”, explicou o ecologista.

Até recentemente, a maioria dos estudos concentrava-se em círculos de fadas de tamanho e distribuição relativamente consistentes. Getzin estava curioso para saber que condições ambientais descreviam o limiar da sua formação. Usando imagens do Google Earth, Getzin identificou uma variedade de estruturas que não eram do tamanho e da forma do círculo de fadas, mas que indicavam uma formação semelhante.

Alguns tinham mais de 20 metros de diâmetro, superando o diâmetro máximo de aproximadamente 12 metros. Outros eram esticados em linhas de drenagem ou formados em áreas incomuns, como pistas de carros.

“Aqui os nossos estudos de humidade do solo mostraram que sob condições tão variadas os círculos de fada funcionam menos como reservatórios de água do que sob condições homogéneas típicas, onde são extremamente bem ordenados”, refere Getzin.

Ainda há muito para estudar sobre estes círculos, mas, para já, pode dizer-se que são muito menos misteriosos.

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …

Líderes vodu do Haiti preparam templos para tratar infetados com covid-19

Líderes de vodu do Haiti pediram aos padres da religião afro-caribenha para criar um remédio secreto que servisse de tratamento contra o novo coronavírus. Aos religiosos foi também pedido que preparassem as câmaras sagradas de …

Centros comerciais e lojistas dizem-se preparados para reabrir em junho

Os centros comerciais e lojistas asseguram estar preparados para reabrir em pleno em 1 de junho, apelando à não discriminação face aos restantes espaços de retalho, mas pedem medidas que travem o impacto da pandemia …

Não vai faltar sardinha dentro dos próximos anos, revela investigação

A quantidade de sardinha adulta no mar é mais do que suficiente para os próximos três anos. Os dados científicos confirmam que o stock de sardinha está totalmente recuperado. O último cruzeiro realizado pelo Instituto Português …