Cientistas transformam rosa em “condensador vivo” de eletricidade

Universidade de Linköping

Os cientistas transformaram uma rosa comum num supercondensador de energia elétrica

Os biólogos transformaram uma rosa comum num supercondensador de energia elétrica

Um grupo de cientistas da Universidade de Linkoping, na Suécia, transformou uma flor comum num supercondensador de energia elétrica, tendo preenchido a sua haste com um polímero condutor especial.

“Temos sido capazes de carregar e descarregar a rosa várias centenas de vezes, sem perder a capacidade deste biocondensador e a qualidade do seu trabalho. Desta forma, fomos capazes de armazenar quase tanta energia como num supercondensador normal”, destacou Eleni Stavrinidou, a principal autora do estudo.

Esta não é a primeira descoberta dos físicos suecos — no ano passado, o mesmo grupo de cientistas descobriu o polímero incomum PEDOT-S que, ao ser introduzido nas plantas,  as transforma em condutores de eletricidade.

Usando estes “fios vivos”, os biólogos criaram os primeiros transístores “vivos” e conseguiram fazer com que as folhas de plantas mudem de cor com diferentes tensões elétricas.

No novo estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), Stavrinidou e os seus colegas descreveram a criação de uma nova classe de elementos “vivos” de esquemas elétricos através da introdução de uma substância chamada ETE-S na haste de uma rosa.

A principal diferença entre a ETE-S e o PEDOT-S é que o novo polímero pode ser introduzido numa planta sob a forma de elementos individuais que, em seguida, se unem em longas cadeias condutoras de eletricidade. Devido a este efeito, toda a planta se transforma num condutor elétrico, e a condutividade elétrica global aumentou cerca de uma centena de vezes.

Quando os cientistas começaram a criar as “rosas elétricas”, descobriram que o ETE-S transformou a planta num condensador capaz de armazenar grandes quantidades de energia elétrica.

Uma rosa, segundo demonstraram as medições dos cientistas, tem capacidade para cerca de 73 microfarads – quase tanto como os condensadores normais – e mantém a carga durante uma hora. Isso é o suficiente para carregar microdispositivos eletrónicos e os sistemas de transferência de substâncias dentro da planta.

De acordo com os cientistas, tendo em conta a pequena área e o comprimento dos “fios” de polímeros, este indicador está perto do que é atingido pelos “supercondensadores” atuais, criados pelos físicos para acumulação de energia e carregamento de lasers superpotentes.

A melhoria das propriedades condutoras do ETE-S e da qualidade vai permitir obter resultados ainda mais promissores.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Hmmm, se chegar ao ponto de acumular tanta energia que dê pra uma descarga letal o mítico acto romântico de oferecer uma rosa pode ter uma intenção e significado completamente oposto!
    Vai ser um tal oferecer rosas às sogras 🙂

RESPONDER

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …